Escala F

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Escala F é um teste psicológico criado em 1947 por Theodor W. Adorno, Else Frenkel-Brunswik, Daniel Levinson e Nevitt Sanford. O F se refere ao Fascismo e, assim, o teste tem o objetivo de mensurar a personalidade autoritária do indivíduo[1].

A Escala F mensura as respostas a vários diferentes componentes do autoritarismo, como a forte adesão a convenções, submissão ao autoritarismo, agressão autoritária, oposição ao subjetivo, superstição e estereotipação, afirmação exagerada de força e resistência, destrutividade, cinismo, hostilidade, projeção de impulsos e preocupação exagerada com sexo[2].

Referências

  1. Vladimir Safatle. «Escala F». Consultado em 7 de junho de 2006 
  2. Chuck Anesi. «The F Scale». Consultado em 7 de junho de 2006 
Ícone de esboço Este artigo sobre psicologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.