Escala Medvedev-Sponheuer-Karnik

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Escala Medvedev-Sponheuer-Karnik (EMSK) é uma escala de intensidade macrossísmica criada em 1964 por Sergéi Medvédev (antiga URSS), Wilhelm Sponheuer (antiga Alemanha de Leste, RDA) e Vít Kárník (antiga Checoslovaquia), tem por base os dados disponíveis nos anos 60 da aplicação da escala de Mercalli modificada (EUA), assim como uma modificação da escala do próprio Medvedev.

A Comissão Sismológica Europeia (CSE) criada em 1949 por alguns cientistas europeus, chefiados por Miss I.Lehmann, utiliza a Escala Macrossísmica Europeia (EMS) que é uma adaptação da EMSK e que contrariamente às escalas sísmicas de magnitude, indica o grau de intensidade pelo qual o terreno é afectado pelo sismo.

Graus de intensidade[editar | editar código-fonte]

Grau Desastres constatados
I Unicamente os sismógrafos muito sensíveis registam as vibrações.
II Abanões muito ligeiramente; unicamente pessoas em repouso o notam.
III Vibrações comparáveis às provocadas pela passagem de uma camioneta.
IV Vibrações comparáveis às provocadas pela passagem de uma camioneta muito pesada.
V Sismo ressentido ao ar livre; os que estão a dormir ocordam.
VI Os móveis mexem do sítio.
VII Algumas brechas aparecem nos edifícios.
VIII As chaminés caem.
IX As casas caem. As canalizações subterrâneas rebentam.
X Destruição de pontes et de diques. Os carris do caminho de ferro entortam-se.
XI As construções mais sólidas são destruídas. Grandes desmoronamentos
XII Cidades arrasadas. Modificações importantes da topografia. Fissuras visíveis à superfície.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências