Escola Bíblica de Gileade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Editar Índice
TESTEMUNHAS DE JEOVÁ
Religião cristã não trinitária
Definição Básica | Doutrinas e Teologia
Estrutura Mundial | Congregações Locais
História das Testemunhas de Jeová
Testemunhas de Jeová no Brasil
Testemunhas de Jeová em Angola
Testemunhas de Jeová em Moçambique
Testemunhas de Jeová em Portugal
Sociedades Usadas pelas Testemunhas
Sociedade Torre de Vigia - Definição
Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados
Sociedade Torre de Vigia de Tratados de Sião
Edições Notáveis
A Sentinela | Despertai! | Notícias do Reino
Tradução do Novo Mundo
Estudos das Escrituras
Fotodrama da Criação | Anuário
Proclamadores do Reino de Deus
Cancioneiro das Testemunhas de Jeová
Estudo Perspicaz das Escrituras
A Verdade Que Conduz à Vida Eterna
O Que a Bíblia Realmente Ensina?
Artigos Diretamente Relacionados
com as Testemunhas de Jeová
Escatologia | Cronologia | Neutralidade
Normas de Moral | Questão do Sangue
Escravo Fiel e Discreto | Corpo Governante
Comemoração da Morte de Cristo
Posições Controversas | Perseguição religiosa
Salão do Reino
Programas Educacionais | Serviço Voluntário
Estudantes da Bíblia | Triângulos Roxos
Outros Artigos que Referem Crenças
das Testemunhas de Jeová
Tetragrama Sagrado YHVH
Arcanjo | O Arcanjo Miguel
Seol | Hades | Inferno | Geena
Biografias
Charles Russell | Joseph Rutherford | Nathan Knorr
Frederick Franz | Milton Henschel | George Gangas
Karl Klein | Grant Suiter
Don Adams | Max Larson | Alexander Macmillan
August Dickmann | Leopold Engleitner
Simone Arnold Liebster | Raymond Victor Franz
Influências Formativas
William Miller | Henry Grew
George Storrs | Nelson H. Barbour

A Escola Bíblica de Gileade da Torre de Vigia, é o nome dado a escola de missionários das Testemunhas de Jeová. Fundada em 1942, pela Sociedade Torre de Vigia, dos Estados Unidos, tem como objetivo treinar ministros experientes e enviá-los a países para sua obra de evangelização. Fica situada no Centro Educacional da Torre de Vigia em Patterson, Nova Yorque. O objetivo básico de seu curriculo é o estudo da Bíblia e evangelização.

O começo[editar | editar código-fonte]

Segundo o Livro Testemunhas de Jeová - Proclamadores do Reino de Deus, capítulo 23 páginas 523 a 524, num discurso àquela primeira turma, em 1 de fevereiro de 1943, o primeiro dia da escola, Nathan Homer Knorr disse:

Cquote1.svg Estão recebendo preparação adicional para um trabalho similar ao do apóstolo Paulo, Marcos, Timóteo e outros que viajaram em todas as partes do Império Romano proclamando a mensagem do Reino. Eles precisavam ser fortalecidos com a Palavra de Deus. Precisavam ter conhecimento claro de Seus propósitos. Em muitos lugares, tinham de enfrentar sozinhos os de alto nível e os poderosos deste mundo. O mesmo lhes poderá acontecer; e Deus será também a sua força. Há muitos lugares em que não se deu extensivamente um testemunho sobre o Reino. Os que vivem em tais lugares acham-se nas trevas e são escravizados pela religião. Em alguns desses países onde há poucas Testemunhas, observa-se que as pessoas de boa vontade escutam prontamente e se associariam com a organização do Senhor, se fossem adequadamente instruídas. Deve haver centenas de milhares mais que poderiam ser alcançadas se houvesse mais trabalhadores no campo. Com a graça do Senhor, haverá mais. Não é objetivo desta faculdade prepará-los para que sejam ministros ordenados. Vocês já o são e estão ativos no ministério por anos. . . . A finalidade exclusiva do currículo da faculdade é prepará-los para serem ministros mais habilitados nos territórios para onde irão. . . . Seu principal serviço é pregar o evangelho do Reino de Deus de casa em casa como Jesus e os apóstolos fizeram... Seu serviço real é ajudar as pessoas de boa vontade. Precisarão usar de iniciativa, buscando, porém, a orientação de Deus. [1] Cquote2.svg

Após cinco meses , a primeira turma completou o treinamento. Três meses depois, os primeiros missionários partiram dos Estados Unidos a caminho de Cuba. Até 2006, cerca de 8.000 estudantes de mais de 110 países foram treinados e enviados a cerca 235 países e ilhas.

Abertura de novos campos, desenvolvimento de outros[editar | editar código-fonte]

Segundo as publicações das Testemunhas de Jeová, estes missionários formados na Escola de Gileade ensinaram a Bíblia para centenas de milhares de pessoas, em dezenas de países indo de casa em casa para ensinar o evangelho do Reino de Deus.

Em muitos lugares, foram estes missionários que começaram a obra de pregação das Testemunhas de Jeová. Sendo por exemplo, as primeiras Testemunhas de Jeová, na Somália, no Sudão, em Laos e em muitos arquipélagos.

Em outros países, como Colômbia, Guatemala, Haiti, Porto Rico, Venezuela, Burundi, Côte d’Ivoire (Costa do Marfim), Quênia, Maurício, Senegal, Namíbia, Ceilão (agora Sri Lanka), China e Cingapura, e muitos arquipélagos, havia apenas algumas testemunhas antes da chegada dos missionários.

Segundo o livro Proclamadores, na década de 1980,

Cquote1.svg a Escola Cultural de Gileade no México treinou estudantes de língua espanhola para servirem na América Central e na América do Sul. Depois disso, houve também turmas na Escola de Gileade na Alemanha, onde foram enviados para a África, Europa Oriental, América do Sul e ilhas. Houve outras turmas na Índia em 1983.[2] Cquote2.svg

A Escola de Treinamento Ministerial, também serve como uma extensão de Gileade. O curso de oito semanas inclui um intensivo estudo Bíblia. Assuntos de organização, junto com as responsabilidades dos anciãos e dos servos ministeriais, e oratória.

Turmas de Gileade[editar | editar código-fonte]

1943-60: Escola em South Lansing, Nova Iorque. Em 35 turmas, 3.639 estudantes de 95 países se formaram, sendo a maioria designada para o serviço missionário.

1961-65: Escola em Brooklyn, Nova Iorque. Em 5 turmas, 514 estudantes se formaram e foram enviados a países onde a Sociedade Torre de Vigia (dos EUA) tinha filiais.

1965-88: Escola em Brooklyn, Nova Iorque. Em 45 turmas, cada uma com um curso de 20 semanas, mais 2.198 estudantes foram treinados.

1977-80: Escola em Brooklyn, Nova Iorque. Curso de Gileade, de cinco semanas, para membros de Comissões de Filial. Houve 14 turmas.

1980-81: A Escola Cultural de Gileade do México. Curso de 10 semanas; três turmas; 72 formados, de língua espanhola, preparados para o serviço na América Latina.

1981-82, 1984, 1992: Extensão da Escola de Gileade na Alemanha; curso de 10 semanas; quatro turmas; 98 estudantes de língua alemã de países europeus.

1983: Turmas na Índia; curso de 10 semanas, em inglês; 3 grupos; 70 estudantes.

1987 : Escola de Treinamento Ministerial, com um curso de 8 semanas realizado em lugares-chaves em várias partes do mundo. Em 1992, os formados já estavam servindo em mais de 35 países fora de seu país de origem.

1988 : Escola em Wallkill, Nova Iorque. Um curso de 20 semanas em preparação para o serviço missionário funciona ali. Planeja-se mudar essa escola para o Centro Educacional da Torre de Vigia em Patterson, Nova Iorque, quando estiver terminado.

2006: Cerca de 120 turmas e 8.000 alunos haviam cursado a Escola de Gileade.

Ainda a publicação Proclamadores, na página 538 menciona que

Cquote1.svg a Secretaría de Educação dos EUA registrou a Escola de Gileade como escola com ensino equivalente ao de colégios profissionalizantes e instituições de ensino. Assim, desde 1953, a Escola Bíblica de Gileade da Torre de Vigia consta na lista dos cônsules dos EUA em todo o mundo como instituição de ensino aprovada. E em 30 de abril de 1954, esta escola apareceu na publicação intitulada “Instituições de Ensino Aprovadas Pelo Procurador-Geral” (em inglês). - [3] Cquote2.svg

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Testemunhas de Jeová - Proclamadores do Reino de Deus,capítulo 23 páginas 523 a 524
  2. jv cap. 23 p. 544 Missionários dão impulso à expansão mundial
  3. jv capítulo. 23 página 538

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]