Escola Sesc de Ensino Médio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde janeiro de 2016). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.

A Escola Sesc de Ensino Médio (ESEM) é uma escola-residência, localizada no Rio de Janeiro e que reúne alunos de todas as unidades federativas do Brasil. O senador Cristovam Buarque proferiu a aula inaugural, realizada em 19 de fevereiro de 2008.[1]. Atualmente, possui a 38ª melhor nota do Exame Nacional do Ensino Médio no país, ocupa a 9ª posição do Rio de Janeiro [2] e foi a melhor Escola gratuita do Estado, segundo o ENEM.

Eventos[editar | editar código-fonte]

Torneio das Casas[editar | editar código-fonte]

O Torneio das Casas é um evento esportivo realizado pela equipe de educação física entre os meses de agosto e setembro. As casas, as quais o nome do evento se refere, são os time de alunos, divididos pelos andares dos prédios da Vila dos Alunos.

Esparta[editar | editar código-fonte]

A casa Esparta é formada pelos quatro "primeiros andares" dos prédios da Vila dos Alunos (A1, A2, A3, e A4). É a casa com menor número de integrantes por conta do espaço ocupado pela Sala de Convivência e Lavanderia ao invés dos seis quartos como nos outros andares. Os integrantes dessa casa são denominados "espartanos". O nome é devido a Esparta, na Grécia, a qual a história conta que foi à guerra mesmo com número muito reduzido de soldados. Esparta divide um troféu obtido em 2012 com a casa Olimpo, além de obter o título do IX Torneio das Casas, em 10 de outubro de 2016, tornando-se a atual campeã. Seu símbolo é o elmo - uma espécie de armadura ou capacete usado pelos espartanos. As cores são amarelo, preto e vermelho. O lema é "nunca desista, nunca se renda", transcrito em grego na bandeira.

Aureum[editar | editar código-fonte]

A casa Aureum é formada pelos quatro "segundos andares" dos prédios da Vila dos Alunos (A1, A2, A3, e A4). Os integrantes dessa casa são denominados "aureanos". Aureum foi campeã do torneio por três vezes consecutivas (2008, 2009 e 2010), sendo a primeira campeã da história do torneio. Por conta das três vitórias uma piada interna foi criada por conta de um erro de concordância (três vez ou treis veiz). O mascote é a Fênix, que, de acordo com a mitologia, ressurge das cinzas. O lema é "Alea jact est ad Aureum" (A sorte está lançada até o ouro em latim). A cor da casa é o verde, roxo e amarelo.

Olimpo[editar | editar código-fonte]

A casa Olimpo é formada pelos quatro "terceiros andares" dos prédios da Vila dos Alunos (A1, A2, A3, e A4). Os integrantes dessa casa são denominados "olimpianos" ou "deuses" - como uma brincadeira. O nome é devido ao fato de a casa ser a "mais alta" das três, comparando-se ao Olimpo, que na mitologia grega era o monte mais alto da Grécia, onde habitavam os deuses. A casa foi campeã em 2011, divide o título de 2012 com a casa Esparta, e voltou a ganhar sozinha em 2013, 2014 e em 2015, possuindo agora a maior quantidade de vitórias. Seu mascote é o Pégaso, cavalo de asas da mitologia grega. A cor da casa é o vermelho, verde e branco.

Jovem ONU[editar | editar código-fonte]

Esse é um evento a nível colegial dos conselhos das Nações Unidas (ONU). Anualmente, ocorrem três conselhos simultaneamente, são eles: Conselho de Segurança (CS), Historical Security Council (HSC) e Comitê Histórico. No primeiro, são debatidos temas atuais que afetam a segurança internacional. No segundo, são abordados, em inglês, conflitos entre países que ocorreram há muito tempo, podendo, assim, modificar as decisões tomadas naquela época. Já o terceiro é mais mutável, mas, caracterizando-se como Comitê Histórico, também são abordados conflitos entre países que ocorreram há muito tempo, desta vez em português.

Viagens[editar | editar código-fonte]

A Escola SESC também promove estudos de campo grandiosos. Estudos estes que levam os alunos a grandes viagens. Além das viagens culturais, de entretenimento e lazer.

Rio de Janeiro[editar | editar código-fonte]

O primeiro passeio que a escola realiza é pela própria cidade do Rio de Janeiro. Ao completar um mês de residência, a primeira série visita, toda junta, o Cristo Redentor. Esse não é um passeio com finalidade acadêmica mas, por vezes, torna-se tema de algumas disciplinas, como história e língua portuguesa.

Também na cidade do Rio de Janeiro é efetuado o trabalho de campo da primeira série. Nesse trabalho, a série visita, dividida em três pelotões, desde a nascente até a estação de tratamento do Arroio Fundo, rio que passa pela frente da escola. Seus principais objetivos visam a percepção da comunidade ao nosso entorno assim como os impactos químico-físico-biológicos da poluição sobre o arroio.

Bertioga[editar | editar código-fonte]

A viagem a Bertioga, em São Paulo, é destinada às turmas de segunda série. Realizada por meio de ônibus, sua primeira edição ocorreu em setembro de 2016. Suas atividades dialogam com inúmeras disciplinas, como história, geografia, biologia e sociologia.

Pantanal - Poconé[editar | editar código-fonte]

A viagem ao Pantanal mato-grossense de Poconé é destinada às turmas de terceira série. É efetuada por via aérea, demandando uma logística enorme, mas que obtém ótimos resultados devido à grande aprovação dos alunos.

O projeto[editar | editar código-fonte]

Idealizada pelo presidente da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), Dr. Antonio Oliveira Santos,[3] a Escola SESC de Ensino Médio recebe todos os anos alunos de todas as unidades federativas do Brasil, incluindo o Distrito Federal, para cursar os três anos do Ensino Médio. Os estudantes vivem no colégio, onde além das aulas regulares, convivem com culturas diferentes e optam quais oficinas que querem participar, entre as opções estão esportivas (tênis, futsal, vôlei, artes marciais, basquete e [handebol] ), artísticas (artes visuais e tecnológicas e teatro) e estudos eletivos.

Os alunos da primeira e segunda série moram na Vila dos Alunos, onde dividem quarto com mais dois alunos de diferentes regiões, além de um professor no andar, que é responsável pela vida residencial dos estudantes. Os alunos da terceira série convivem em forma de república na Vila dos Professores.

Além da diversidade existente os alunos fazem cursos oferecidos pelo SENAC e têm acesso ao primeiro emprego.

Bolsas de estudos[editar | editar código-fonte]

Considerada uma instituição particular, a escola é mantida pelo Serviço Social do Comércio (SESC), que oferece a todos os seus alunos bolsas de estudos integrais, que são concedidas após prova objetiva, redação e entrevista.

Intercâmbio[editar | editar código-fonte]

Em 2010, foi realizado o primeiro intercâmbio. Um grupo de seis alunos, acompanhado de dois professores, esteve em Boise e Sun Valley, nos Estados Unidos. Atualmente, as escolas estadunidenses parceiras do projeto são Community School (Sun Valley, Idaho) e Phillips Academy (Andover, Massachusetts). [4]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]