Escopo (gerenciamento de projeto)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Escopo, em gerenciamento de projetos, é a soma total de todos os produtos do projeto e seus requisitos ou características, e possui dois usos distintos: Escopo do Projeto e Escopo do Produto.

  • Escopo do projeto é "o trabalho que precisa ser realizado para entregar um produto, serviço ou resultado com as características e funções especificadas."[1]
  • Escopo do produto são "as características e funções que caracterizam o produto, serviço ou resultado."[2] vormox

É importante observar que o Escopo do Projeto está mais orientado ao esforço (os como) enquanto o Escopo do Produto é mais orientado para os requisitos funcionais (os o quês).

Se os requisitos não forem completamente definidos e descritos e se não houver o controle de mudanças efetivo em um projeto, pode-se resultar no aumento do escopo ou da exigência.

Sem uma definição precisa e abrangente do escopo de funcionalidades, corre-se o risco de produzir um resultado deficiente ou incompleto para o projeto, frustrando as expectativas de seus patrocinadores, usuários e até mesmo de toda a corporação.[3]

Como é feita a declaração de escopo?[editar | editar código-fonte]

O escopo de um projeto é a identificação clara do trabalho que é necessário para concluir com sucesso ou entregar um projeto. Uma das responsabilidades do gerente do projeto é garantir que somente o trabalho requerido (o escopo) seja realizado e que cada uma das entregas possa ser concluída no tempo designado e dentro do orçamento.

A documentação do escopo do projeto explicará os limites do projeto, estabelecerá as responsabilidades de cada membro da equipe e estabelecerá procedimentos sobre como o trabalho concluído será verificado e aprovado. Esta documentação pode ser referida como a declaração do escopo ou a declaração de trabalho, ou os termos de referência.[4]

Quais as etapas para definir o escopo de um projeto?[editar | editar código-fonte]

Para definir um escopo do projeto, primeiro você deve identificar as seguintes coisas:

Uma vez que você estabeleceu essas coisas, você precisará esclarecer as limitações ou os parâmetros do projeto e identificar claramente os aspectos que não devem ser inclusos. Ao especificar o que será e não será incluso, o escopo do projeto deve deixar claro para as partes interessadas, altos funcionários e membros da equipe envolvidos, quais produto ou serviço serão entregues.

Além disso, o escopo do projeto deve ter um objetivo tangível para a organização que está empreendendo o projeto. O objetivo é criar um produto melhor para uma empresa vender, atualizar o software interno de uma empresa para que eles possam oferecer um melhor atendimento aos clientes ou criar um novo modelo de serviço para uma organização. Essas coisas são fundamentais para definir o escopo do projeto, porque eles irão desempenhar um papel na forma como as metodologias do projeto são aplicadas ao projeto para concluí-lo.

Como gerente de projeto, entender e poder definir o escopo do projeto, você terá um foco e sentido de propósito ao executar o projeto. Compreender o escopo fornece as bases para a gestão da mudança de projeto e gerenciamento de riscos. Permite a definição de metas e uma linha de tempo para trabalhar, bem como pontos-chave para informar sobre o progresso do projeto para a alta administração e outras partes interessadas.

Descrição[editar | editar código-fonte]

Algumas vezes o termo escopo é empregado no sentido da totalidade do trabalho necessário para completar o projeto.

No gerenciamento de projeto tradicional, as ferramentas que descrevem o escopo do projeto são a estrutura de detalhamento do produto e a descrição do produto. A ferramenta primária para descrever o escopo do projeto (trabalho) é a estrutura analítica do projeto (EAP ou WBS - Work Breakdown Structure).

O Gerenciamento de projeto extremo advoga o uso de casos de uso, lista de características e cartões de características para descrever um escopo de projeto (produtos-entregáveis).

Se requerimentos não estão completamente definidos e descritos e se não há um controle de mudança no projeto, um transbordamento de escopo pode ocorrer.

O Transbordamento de Escopo é um termo o qual se refere a extrapolação do escopo de um projeto de TI, o qual poderá incluir e introduzir mais requerimentos daquele que deveriam fazer parte do planejamento inicial do projeto, enquanto se permanece em um mesmo cronograma no que se refere ao tempo para entrega e conclusão. Há duas formas distintas para se classificar o gerenciamento do transbordamento de escopo, a primeira é o transbordamento do escopo de negócio, e a segunda e chamada de transbordamento de itens de escopo. O tipo de transbordamento de escopo é sempre dependente das pessoas que criaram as mudanças.

O gerenciamento do aumento do escopo é importante para a gestão eficaz do projeto. Nos projetos são previstos o cumprimento de prazos rigorosos com restrições de recursos, e uma mudança não analisada ou não aprovada no escopo pode afetar o sucesso do projeto. O aumento do escopo, por vezes, causa a extrapolação do custo.

O aumento do escopo é um termo que se refere à expansão incremental do escopo de um projeto, que podem incluir e introduzir mais requisitos que podem ter feito parte do planejamento inicial, enquanto que, no entanto, folhou-se ao ajustar o cronograma e orçamento. Há duas maneiras distintas para separar a gestão do aumento do escopo. A primeira é o superdimensionamento do escopo de negócio, e a segunda é chamada de superdimensionamento das características (também tecnologia) do escopo. O tipo de gestão de aumento do espaço é sempre dependente das as pessoas que criam as mudanças.

O o gerenciamento do aumento do escopo do negócio ocorre quando as decisões que são feitas com referência a um projeto são projetadas para resolver ou atender às exigências e necessidades do negócio. Mudanças no aumento do escopo do negócio podem ser resultado de uma má definição de requisitos no início do desenvolvimento, ou a não-inclusão dos usuários do projeto até a fase posterior do ciclo de vida de desenvolvimento de sistemas.

O plano de gerenciamento do escopo é um dos principais documentos de comunicação do escopo. O Plano de Projeto de Gerenciamento de Escopo documenta como o escopo do projeto será definido, gerenciado, controlado, verificado e comunicado à equipe do projeto e os interessados​​/clientes. Ele também inclui todo o trabalho necessário para concluir o projeto. Os documentos são usados ​​para controlar o que está dentro e fora do escopo do projeto através da utilização de um sistema de Gerenciamento de Mudanças. Itens considerados fora do escopo vão diretamente através do processo de controle de mudanças e não são automaticamente adicionados aos itens de trabalho do projeto. O Plano de Gerenciamento do Escopo é incluído como uma das seções do Plano Geral de Gerenciamento do Projeto. Ele pode ser muito detalhado e formal ou construído de forma livre e informal dependendo das necessidades de comunicação do projeto.

O aumento das características (tecnologia) do escopo ocorre aumento do escopo é introduzido por tecnólogos que adicionam características não originalmente contempladas. O aumento de escopo agradável ao cliente ocorre quando o desejo de agradar o cliente por meio de recursos adicionais do produto acrescenta mais trabalho ao projeto atual ao invés de uma nova proposta de projeto. O aumento do escopo por Gold-plating ocorre quando tecnólogos aumentam os requisitos originais por causa de um viés de "perfeccionismo técnico" ou porque as exigências iniciais não eram suficientemente claras ou detalhadas.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Um Guia para o corpo de conhecimento de Gerenciamento de Projetos (Guia PMBOK) - Quarta Edição. Project Management Institute, 2008. ISBN 978-1-933890-51-7
  2. Um Guia para o corpo de conhecimento de Gerenciamento de Projetos (Guia PMBOK) - Quarta Edição. Project Management Institute, 2008. ISBN 978-1-933890-51-7
  3. Definindo Escopo em Projetos de Software. São Paulo: Novatec. 2015. ISBN 978-85-7522-429-8  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda)
  4. «O que é Escopo? Qual é a importância do seu Gerenciamento? - FM2S». FM2S. 14 de junho de 2017