Esmeraldo Barreto de Farias

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Esmeraldo Barreto de Farias
Arcebispo da Igreja Católica
Arcebispo ad personam de Araçuaí
Hierarquia
Papa Francisco
Arcebispo metropolita Dom Darci José Nicioli, C.Ss.R.
Superior-geral Fr. Michel Delannoy, Prado
Atividade eclesiástica
Congregação Istituto del Prado
Diocese Diocese de Araçuaí
Nomeação 18 de novembro de 2020
Entrada solene 6 de fevereiro de 2021
Predecessor Marcello Romano
Mandato 2020
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 9 de janeiro de 1977
Nomeação episcopal 22 de março de 2000
Ordenação episcopal 11 de junho de 2000
por Dom João Nilton dos Santos Souza
Lema episcopal LEVANTA-TE E ANDA
Nomeado arcebispo 30 de novembro de 2011
Brasão arquiepiscopal
Template-Archbishop (ad personam).svg
Dados pessoais
Nascimento Santo Antônio de Jesus
4 de julho de 1949 (73 anos)
Nacionalidade brasileiro
Funções exercidas -Bispo de Paulo Afonso (2000–2007)
-Bispo de Santarém (2007–2011)
-Arcebispo de Porto Velho (2012–2015)
-Bispo-auxiliar de São Luís do Maranhão (2015–2020)
dados em catholic-hierarchy.org
Arcebispos
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Esmeraldo Barreto de Farias, Prado (Santo Antônio de Jesus, 4 de julho de 1949) é um arcebispo católico brasileiro. Foi o quarto bispo de Paulo Afonso e o oitavo bispo de Santarém. Foi arcebispo de Porto Velho, em Rondônia (2012–2015), porém renunciou por motivos de saúde. Após a renúncia, foi nomeado Bispo-auxiliar de São Luís do Maranhão, de (2015–2020). Atualmente, é arcebispo-bispo de Araçuaí.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Foi ordenado sacerdote em 9 de janeiro de 1977, na diocese de Amargosa. Em 2000, o papa João Paulo II o nomeou bispo da diocese de Paulo Afonso, na Bahia. Em 28 de fevereiro de 2007, o Papa Bento XVI o nomeou bispo da diocese de Santarém, deixando a diocese de Paulo Afonso com sede vacante até 12 de março do ano seguinte, quando foi nomeado o bispo Dom Guido Zendron.[1]

Aos 25 de junho de 2011 teve seu nome divulgado como membro da Comissão Episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada da CNBB[2]. Em novembro de 2011, foi nomeado arcebispo de Porto Velho.[3]

No dia 18 de março de 2015 o Papa Francisco o nomeou bispo-titular de Súmula e auxiliar da Arquidiocese de São Luís do Maranhão.[1]

Em 18 de novembro de 2020, foi nomeado como bispo diocesano de Araçuaí.[4][5]

Referências

  1. a b Catholic Hierarchy
  2. «Divulgados os nomes dos eleitos para as Comissões Episcopais Pastorais da CNBB». Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. Consultado em 25 de junho de 2011. Arquivado do original em 29 de junho de 2011 
  3. «Archdiocese of Porto Velho» (em inglês). Consultado em 5 de fevereiro de 2012 
  4. «PAPA FRANCISCO NOMEIA BISPO PARA A DIOCESE DE ARAÇUAÍ, EM MINAS GERAIS». CNBB. 18 de novembro de 2020 
  5. «Nomina del Vescovo di Araçuaí (Brasile)» (em italiano). Sala de Imprensa da Santa Sé 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Esmeraldo Barreto de Farias
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Esmeraldo Barreto de Farias

Precedido por
Dom Mário Zanetta
Brasão episcopal.
Bispo de Paulo Afonso

2000 - 2007
Sucedido por
Dom Guido Zendron
Precedido por
Dom Frei Lino Vombömmel, O.F.M.
Brasão episcopal.
Bispo de Santarém

2007 - 2011
Sucedido por
Dom Flávio Giovenale, S.D.B.
Precedido por
Dom Moacyr Grechi
Brasão arquiepiscopal
Arcebispo de Porto Velho

2011 - 2015
Sucedido por
Dom Roque Paloschi
Precedido por
Claude Henri Edouard Frikart
Brasão arquiepiscopal
Arcebispo-titular de Súmula

2015 - 2020
Sucedido por
Carlos Silva, O.F.M.Cap.
Precedido por
Dom Marcello Romano
Brasão arquiepiscopal
Arcebispo-Bispo de Araçuaí

2020 -
Sucedido por
incumbente