Paráclito

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Espírito da Verdade)
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: "Espírito da Verdade" redireciona para este artigo. Para a acepção espírita do termo, veja O Espírito da Verdade (espiritismo).
«Mas o Paráclito, o Espírito Santo, a quem o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo o que eu vos disse.» (João 15:26)
Vitral de Bernini acima do trono de São Pedro na Basílica de São Pedro, no Vaticano.

Paráclito ou Paracleto (grego koiné παράκλητος - paráklētos; em latim: paracletus) significa "aquele que consola ou conforta; aquele que encoraja e reanima; aquele que revive; aquele que intercede em nosso favor como um defensor numa corte"[1]. No cristianismo, o termo é utilizado para se referir ao Espírito Santo e o termo tem sido objeto de longo debate entre os teólogos, com diversas teorias sobre o assunto[2].

Etimologia[editar | editar código-fonte]

Paracleto vêm da palavra do grego koiné παράκλητος (paráklētos - que pode significar "aquele que consola ou conforta; aquele que encoraja e reanima; aquele que revive; aquele que intercede em nosso favor como um defensor numa corte"[3]. A palavra para "paracleto" é passiva na forma e, etimologicamente, significava "chamado para o lado de alguém". A forma ativa da palavra, parakletor, não é encontrada no Novo Testamento, mas está na Septuaginta, no plural, em «...Todos vós sois consoladores enfadonhos» (Jó 16:2)[4].

"Paracleto" no judaísmo[editar | editar código-fonte]

Fílon de Alexandria fala diversas vezes sobre defensores "paracletos"[5], primordialmente no sentido de intercessores humanos.

A palavra depois passou da literatura judaica helenizada para a literatura rabínica hebraica[6].

"Paracleto" no cristianismo[editar | editar código-fonte]

No Novo Testamento, a palavra aparece apenas nos textos de João[7] e, em todos os casos, ela pode ser entendida como "conselheiro", "ajudante", "encorajador", "defensor" ou "consolador". A Igreja antiga identificou "paracleto" como sendo o Espírito Santo[8] e, desde então, os cristãos utilizam o termo como sinônimo do Espírito de Deus. No Evangelho de Mateus[9], Jesus Cristo usa o verbo παρακληθήσονται, paraclethesontai, tradicionalmente interpretado como significando "ser consolado, encorajado ou reanimado". O texto também pode ser traduzido como um vocativo e também como o tradicional nominativo [10]. Assim, o significado de paraclethesontai também pode ser entendido como "o que convoca" ou "aquele (ou o que) liberta" [10]

Em I João 2:1, "paráclito" é utilizado para descrever o papel de intercessor que Jesus tem junto ao Pai em nome dos fiéis.

Literatura joanina[editar | editar código-fonte]

Três termos distintos, "Espírito Santo", "Espírito da Verdade" e "Paráclito" (ou Paracleto) são utilizados na literatura joanina[11]. O "Espírito da Verdade" aparece em João 14:17, João 15:26 e João 16:13[12]. A Primeira Epístola de João contrasta-o com o "espírito do erro" em I João 4:6[12]. I João 4:1-6 provê uma separação entre "todo o espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne, é de Deus" e os que não crêem[13].

Em João 14:26, Jesus diz: "mas o Paráclito, o Espírito Santo, a quem o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo o que eu vos disse.". A identidade do "Paráclito" (do grego koiné παράκλητος - paráklētos - que pode significar "aquele que consola ou conforta; aquele que encoraja e reanima; aquele que revive; aquele que intercede em nosso favor como um defensor numa corte"[14]. "Contudo não significa um advogado profissional (o que o latim "advocatus" significa). (...) É provável que a palavra esteja estreitamente relacionada com a função do espírito da verdade como "ajuda" nos documentos de Qumrã e esse significado corresponde melhor às ocorrências bíblicas da palavra. (...) Portanto, em sentido lato, o paráclito é concebido como "ajuda". Os estudiosos geralmente concordam sobre o fato de que, atribuído ao espírito, o termo não é traduzido por "confortador" ou "consolador", como adjetivo verbal ativo derivado do verbo paraklein e o contexto justifica esta exclusão." [15]

Referências

  1. Paraclete (em inglês). [S.l.]: LSJ Lexicon entry. Consultado em 23 de junho de 2011 
  2. The anointed community: the Holy Spirit in the Johannine tradition by Gary M. Burge 1987 ISBN 0802801935 pages 14-21
  3. Paraclete (em inglês). [S.l.]: LSJ Lexicon entry. Consultado em 23 de junho de 2011 
  4. «Jó 16:2 em grego» (em inglês). Biblos. Consultado em 23 de junho de 2011 
  5. «Who or what is the Advocate or Comforter?» (em inglês). bibleQ?. Consultado em 23 de junho de 2011 
  6. Para uma análise sobre este assunto, veja a Enciclopédia judaica nas ligações externas.
  7. João 14:16; João 14:26; João 15:26; João 16:7; 1 João 2:1
  8. Atos 1:5; Atos 1:8; Atos 2:4; Atos 2:38
  9. Mateus 5:4
  10. a b «Mateus 5:4» (em inglês). Projeto Perseu. Consultado em 23 de junho de 2011 
  11. Spirit of Truth: The origins of Johannine pneumatology by John Breck 1990 ISBN 0881410810 pages 1-5
  12. a b Acts and Pauline writings by Watson E. Mills, Richard F. Wilson 1997 ISBN 086554512X pages xl-xlx
  13. 1, 2, and 3 John by John Painter, Daniel J. Harrington 2002 ISBN 0814658121 page 324
  14. Paraclete (em inglês). [S.l.]: LSJ Lexicon entry. Consultado em 23 de junho de 2011 
  15. Dicionário Bíblico, por John L. McKenzie, editora Paulus, 11a edição, 1984, no verbete "Paráclito", pág. 633.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikcionário
O Wikcionário possui o verbete paráclito.