Espúrio Náucio Rutilo (cônsul em 488 a.C.)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Espúrio Náucio Rutilo.
Espúrio Náucio Rutilo
Cônsul da República Romana
Consulado 488 a.C.

Espúrio Náucio Rutilo (em latim: Spurius Nautius Rutilus) foi um político, possivelmente da gente patrícia Náucia, nos primeiros anos da República Romana eleito cônsul em 488 a.C. juntamente com Sexto Fúrio Medulino.[1] Foi pai de Caio Náucio Rutilo, cônsul em 476 e em 458 a.C., e avô de Espúrio Náucio Rutilo, tribuno consular em 424 a.C. e, provavelmente, de Espúrio Náucio Rutilo, cônsul em 411 a.C.[2]

História[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Cerco de Roma (488 a.C.)

Dionísio de Halicarnasso menciona Espúrio Náucio pela primeira vez em 493 a.C. como um dos mais distintos jovens patrícios na época da Primeira secessão da plebe em 494 a.C. Foi durante seu mandato que os volscos, liderados por Coriolano, marcharam contra Roma e cercaram a cidade.[3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Cônsul da República Romana
SPQR.svg
Precedido por:
'Caio Júlio Julo

com Públio Pinário Mamercino Rufo

Espúrio Náucio Rutilo
488 a.C.

com Sexto Fúrio Medulino

Sucedido por:
'Tito Sicínio Sabino

com Caio Aquílio Tusco


Referências

  1. Dionísio de Halicarnasso, Antiguidades Romanas, VIII, 16.
  2. Broughton 1951, p. 68.
  3. Lívio, Ab urbe condita libri, II, 39.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]