Espúrio Postúmio Albino (cônsul em 110 a.C.)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Espúrio Postúmio Albino.
Espúrio Postúmio Albino
Cônsul da República Romana
Consulado 110 a.C.

Espúrio Postúmio Albino (em latim: Spurius Postumius Albinus ) foi um político da gente Postúmia da República Romana eleito cônsul em 110 a.C. com Marco Minúcio Rufo. Era filho de Espúrio Postúmio Albino Magno, cônsul em 148 a.C., e irmão de Aulo Postúmio Albino, cônsul em 99 a.C..

Carreira[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Guerra de Jugurta
Reino da Numídia na época de Albino.

Descendente de uma família que já acumulava 32 cônsules, Albino foi eleito cônsul em 110 a.C. com Marco Minúcio Rufo e recebeu a África como província e liderou a campanha contra Jugurta, o rei da Numídia.

Apesar dos muitos preparativos, Albino pouco fez ao chegar à sua província e se deixou enganar por uma promessa de rendição de Jugurta, o que deu origem a rumores de que ele teria sido um dos muitos romanos que foram subornados por ele. Albino depois deixou o governo da província nas mãos de seu irmão, Aulo Postúmio Albino, que foi derrotado por Jugurta na Batalha de Sutul. Quando regressou, encontrou a região num estado de completa anarquia e exército completamente desorganizado, desmoralizado e praticamente dizimado. Albino pouco pôde fazer além de entregar o posto ao cônsul do ano seguinte, o vitorioso Quinto Cecílio Metelo Numídico[1].

Quando voltou a Roma, Albino foi julgado pelos três juízes (questiores) reunidos com base na Lex Mamilia, do tribuno da plebe Caio Mamílio Limetano, e condenado[2].

Segundo Plutarco[3], Tibério Graco, contemporâneo de Postúmio e seu rival na eloquência e saber jurídico, teria escolhido a carreira política justamente por conta desta rivalidade.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Cônsul da República Romana
SPQR.svg
Precedido por:
'Lúcio Calpúrnio Béstia

com Públio Cornélio Cipião Násica Serapião

Espúrio Postúmio Albino
110 a.C.

com Marco Minúcio Rufo

Sucedido por:
'Quinto Cecílio Metelo Numídico

com Marco Júnio Silano


Referências

  1. Salústio Jugarta 35, 36, 39, 44; Paulo Orósio, Histórias IV 15; Eutrópio, Breviarium IV 26
  2. Cícero, Brut. 34; Salústio, Jugarta 40
  3. Plutarco, Vida de Agide e Cleomene, Tibério e Caio Graco 8, 7-8.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]