Saltar para o conteúdo

Cruzador protegido: diferenças entre revisões

1 137 bytes adicionados ,  24 de abril de 2009
sem resumo de edição
[[File:Diana1897-1922MalyyKronshatadskiyReyd.jpg|thumb|right|250px350px|Cruzador protegido russo ''Diana'' - 1897.]]
[[Image:Protected cruiser schematic.png|thumb|right|250px|Esquema de uma secção típica de um cruzador protegido. A vermelho é mostrada a blindagem do convés e dos escudos das peças de artilharia. A cinzento são mostrados os depósitos de carvão colocados de modo a ofereceramoferecerem uma proteção complementaradicional.]]
[[Ficheiro:Cruzador D. Carlos I.jpg|right|250px|thumb|Cruzador protegido português ''[[cruzador Dom Carlos I|Dom Carlos I]]'' - 1898.]]
O '''cruzador protegido''' foi um tipo de [[cruzador]] do final do [[século XIX]] e do início do [[século XX]], assim conhecido pelo fato do seu [[convés]] [[blindagem|blindado]] oferecer proteção contra estilhaços de [[granada]]s, à casa das máquinas e outros locais vitais do navio. No entanto, os cruzadores protegidos tinham uma menor proteção que os [[cruzador blindado|cruzadores couraçados]], já que estes tinham uma cinta couraçada ao longo dos seus flancos, que também lhes protegia os cascos.
 
 
Na [[década de 1910]] a qualidade das placas de blindagem começou a melhorar e foram introduzidas [[turbina]]s a vapor, mais leves e potentes que as anteriores máquinas recíprocas. Os cruzadores protegidos existentes até então tornaram-se obsolescentes, uma vez que eram mais lentos e menos protegidos que os novos navios. Foram introduzidas [[caldeira]]s a [[óleo]], tornando dos depósitos de carvão desnecessários e perdendo-se a proteção que os mesmos davam. Os cruzadores protegidos foram substituídos pelos [[cruzador ligeiro|cruzadores ligeiros]] que além do convés blindado também dispunham de uma cinta blindada. Os cruzadores ligeiros, mais tarde, deram origem aos [[cruzador pesado|cruzadores pesados]].
 
 
==Cruzadores protegidos na Marinha Portuguesa==
[[Ficheiro:Cruzador D. Carlos I.jpg|right|250px300px|thumb|Cruzador protegido português ''[[cruzador Dom Carlos I|Dom Carlos I]]'' - 1898.]]
Durante o reinado do Rei [[D. Carlos I]] foi lançado um programa naval que equipou a [[Marinha Portuguesa]] com uma força de cruzadores protegidos. Estes navios - onde se incluía o ''Dom Carlos I'', o maior navio combatente português de sempre - constituiram o núcleo da força oceânica portuguesa, da transição do [[século XIX]] para o [[século XX]]. Os cruzadores protegidos da Marinha Portuguesa foram:
* ''[[Classe São Gabriel|São Gabriel]]'' - cruzador de 3ª classe, em serviço entre [[1897]] e [[1912]];
* ''[[Classe São Gabriel|São Rafael]]'' - cruzador de 3ª classe, em serviço entre [[1897]] e [[1924]];
* ''[[Cruzador português Rainha Dona Amélia|Rainha Dona Amélia]]'' - cruzador de 3ª classe, em serviço entre [[1898]] e [[1915]];
* ''[[Cruzador português Dom Carlos I|Dom Carlos I]]'' - cruzador de 2ª classe, em serviço entre [[1898]] e [[1923]].
Além destes, o cruzador [[cruzador português Adamastor|Adamastor]], em serviço entre [[1895]] e [[1933]], também é ocasionalmente referido com cruzador protegido, apesar da sua ligeira blindagem.
 
 
 
==Ver também==
7 894

edições