Saltar para o conteúdo

Diferenças entre edições de "Carlos III, Duque de Saboia"

14 bytes adicionados ,  11h46min de 28 de outubro de 2010
Após vinte e três anos de guerra e de diplomacia, a Sabóia regressa à autoridade do seu duque, embora amputada de territórios anexados pelos helvéticos, situação formalizada em 1559, já no reinado de Emanuel Felisberto, pela [[Paz de Cateau-Cambrésis]].
 
==Casamento e Descendência==
Em [[1521]], em [[Villefranche-sur-Mer|Villefranche]], Carlos III casou com a infanta [[Beatriz de Portugal, Duquesa de Sabóia||D. Beatriz]], filha de [[Manuel I de Portugal|D. Manuel I]], [[Lista de Monarcas de Portugal|rei de Portugal]], e de D. [[Maria de Aragão]]. Por este casamento, torna-se cunhado do imperador [[Carlos V de Habsburgo|Carlos V]], que anteriormente desposara a infanta [[Isabel de Portugal, imperatriz da Alemanha|D. Isabel]], também ela filha do rei D. Manuel I.
 
Como dote, D. Beatriz transmite ao marido o '''[[Asti|condado de Asti]]''' que anteriormente lhe fora cedido pelo seu primo e cunhado, o imperador Carlos V.
 
Carlos III e Beatriz tiveram nove filhos, dos quais apenas um atingiu a idade adulta:
# Adriano-João-Amadeu ([[1522]] † [[1523]])
# Maria ([[1530]] † [[1531]])
# Isabel ([[1532]] † [[1533]])
# Emanuel ([[1533]] † jeunejovem)
# Emanuel ([[1534]] † jeunejovem)
# João Maria ([[1537]] † [[1538]])