Saltar para o conteúdo

Arte pré-românica: diferenças entre revisões

80 bytes adicionados ,  18h16min de 22 de dezembro de 2010
sem resumo de edição
 
{{HA-med}}
[[Ficheiro:Capela de S. Frutuoso.JPG|thumb|200px|left|Capela de São Frutuoso.]]
 
[[Imagem:Voelkerwanderungkarte.png|left|thumb|250px|Mapa do deslocamento das tribos germânicas.]]
 
A '''arte pré-românica''' não designa um estilo em particular, mas antes um período da [[história da arte ocidental|arte ocidental]] que se inicia formalmente com a [[Merovíngios|dinastia merovíngia]], mas que pode retroceder já ao momento da queda do [[Império Romano]] do ocidente com as [[migrações dos povos bárbaros|migrações dos povos germânicos]] para a [[Europa]]. De um modo geral este período situa-se na passagem da [[antiguidade clássica]] tardia para o [[românico]], pautando por uma absorção de diversas influências que resultam nas fusões inovadoras entre elementos clássicos do [[Mediterrâneo]], [[Paleocristianismo|cristãos]] e germânicos. Não se resume, por isso, a uma região específica, alastra-se por toda a Europa ao longo de um longo período temporal, destacando-se alguns estilos artísticos próprios.
==Arte do período das migrações==
{{AP|[[Arte dos povos germânicos]]}} (ou arte bárbara).
[[Imagem:Voelkerwanderungkarte.png|leftright|thumb|250px|Mapa do deslocamento das tribos germânicas.]]
 
As tribos germânicas nômades, “empurradas” para oeste pelos [[hunos]] da [[Ásia central]], invadiram a [[Europa]] de [[300]] a [[900]] e foram substituindo o império romano do ocidente por diversos reinos germânicos.
 
2 843

edições