Saltar para o conteúdo

Parque da Matinha: diferenças entre revisões

41 bytes adicionados ,  16 de fevereiro de 2012
m
Checkwiki + ajustes
m (Correção de redirect de infobox)
m (Checkwiki + ajustes)
{{geocoordenadas|19_53_09_S_43_55_05_W|19º 53' 09" S 43º 55' 05" W|region:BR_type:landmark|display=title}}
 
{{Info/Parque
| parque = Parque da Matinha
| inaugurado =
| administração = [[Fundação de Parques Municipais]] / Prefeitura de Belo Horizonte
| visitação =
}}
Localizado na [[Nordeste (região de Belo Horizonte)|Região Nordeste]] de [[Belo Horizonte]], possui 15.930,00 m² de área totalmente cercada. Sua criação se deu em 1991 através de Decreto Municipal,<ref>Decreto Municipal 6780 de 26 de fevereiro de 1991. Disponível em: http://bhz5.pbh.gov.br/legislacao.nsf/42d34f6e3014477e0325679f0041f8fa/49453ac806a545270325679e005c30b6?OpenDocument</ref>, com o nome de Parque da Matinha. Uma falha na interpretação de legislações posteriores<ref>Trata-se principalmente da Lei Municipal 5862 de 27 de fevereiro de 1991. Disponível em: http://bhz5.pbh.gov.br/legislacao.nsf/42d34f6e3014477e0325679f0041f8fa/4ae4f86988c5299d0325679e0065e503?OpenDocument</ref> fez com que o nome "Reserva Ecológica do Bairro União" fosse usado para se referir ao mesmo local, mesmo em folhetos e comunicações antigas da Prefeitura de Belo Horizonte. Tal nonenclatura, entretanto, não é oficial.
 
== História ==
Localizado na [[Nordeste (região de Belo Horizonte)|Região Nordeste]] de [[Belo Horizonte]], possui 15.930,00 m² de área totalmente cercada. Sua criação se deu em 1991 através de Decreto Municipal<ref>Decreto Municipal 6780 de 26 de fevereiro de 1991. Disponível em: http://bhz5.pbh.gov.br/legislacao.nsf/42d34f6e3014477e0325679f0041f8fa/49453ac806a545270325679e005c30b6?OpenDocument</ref>, com o nome de Parque da Matinha. Uma falha na interpretação de legislações posteriores<ref>Trata-se principalmente da Lei Municipal 5862 de 27 de fevereiro de 1991. Disponível em: http://bhz5.pbh.gov.br/legislacao.nsf/42d34f6e3014477e0325679f0041f8fa/4ae4f86988c5299d0325679e0065e503?OpenDocument</ref> fez com que o nome "Reserva Ecológica do Bairro União" fosse usado para se referir ao mesmo local, mesmo em folhetos e comunicações antigas da Prefeitura de Belo Horizonte. Tal nonenclatura, entretanto, não é oficial.
 
==História==
Trata-se de área remanescente da implantação de loteamento pertencente ao estado, que a doou a Rádio Inconfidência para a construção de sua sede. Mais tarde foi vendida ao hoje extinto Banco do Estado de Minas Gerais (BEMGE) que, por sua vez, a vendeu a um consórcio de construtoras. Esse consórcio doou parte da área à Prefeitura de Belo Horizonte, em troca do aproveitamento do coeficiente de aproveitamento relativo a mesma em outro local.
 
Em 1991, através de mobilização da comunidade em prol da preservação da área, devido a presença de fauna e flora expressivas e nativas, a área foi transformada em parque.
 
== Descrição ==
É totalmente cercado por tela com mourões de concreto. Este Parque possui três entradas, sendo uma delas pela Av. José Cândido da Silveira. As demais portarias localizam-se nas ruas João das Chagas e Cláudio José de Souza, ambas asfaltadas com calçadas precariamente revestidas. Possui aceiro em todo o limite do Parque. A área do Parque é utilizada como passagem de pedestres, mas também recebe um número considerável de crianças acompanhadas pelas mães e babás, principalmente na parte da manhã.
 
== Flora ==
Sua área vegetada corresponde a mais de 80% da área total, predominando a vegetação nativa, do tipo floresta estacional semi-decidual. As espécies mais comuns são os [[Luehea grandiflora|Açoita-cavalo]], o [[Angico-rajado]], a [[Embaúba (árvore)|Embaúba]], o [[Jatobá]] e o Pau-jangada (família das [[Tiliaceae]]. Há também a presença de um sub-bosque com dominância de arranha-gato (Mimosa sp.). Os maiores espécimes arbóreos, com CAP (circunferência a altura do peito) maior que três metros, pertencem incluem o [[Piptadenia gonoacantha|Pau-Jacaré]] e o [[Copaifera langsdorffii|Pau d'óleo]]. Ocorrem também espécies típicas de [[Cerrado]] como o [[Stryphnodendron adstringens|Barbatimão]], e [[Madeira de lei|“madeiras de lei”]] típicas de [[Mata Atlântica]] como o [[Jequitibá-branco]] e o [[Acaiacá|Cedro (Cedrela fissilis)]].
 
== Flora ==
A fauna relatada possui aves como o [[Sabiá-do-barranco|Sabiá-branco (Turdus leucomelas)]] e o [[Jacupemba]], pequenos mamíferos como o [[Sagui-de-tufos-pretos|Mico-estrela]], o [[Gambá-de-orelha-branca]] e serpentes não peçonhentas como a [[Falsa-coral]] e a Jararaquinha de Jardim (Sybinomorphus mikanii).
 
==Flora==
A fauna relatada possui aves como o [[Sabiá-do-barranco|Sabiá-branco (Turdus leucomelas)]] e o [[Jacupemba]], pequenos mamíferos como o [[Sagui-de-tufos-pretos|Mico-estrela]], o [[Gambá-de-orelha-branca]] e serpentes não peçonhentas como a [[Falsa-coral]] e a Jararaquinha de Jardim (Sybinomorphus mikanii).
O fato de espécies como o jacupeba e mico estrela serem avistados com freqüência nesse parque, justifica a sua importância como área de dispersão constituindo, junto com a arborização urbana um elemento de passagem (ou um corredor ecológico) para a fauna entre os outros parques e as áreas verdes da região. Essas espécies apresentam maior exigências em termos de área, e provavelmente utilizam outras áreas preservadas próximas como a mata do Museu de História Natural da UFMG, e as áreas verdes próximas.
 
{{Referências}}
=={{Ligações externas}}==
 
*[http://www.mhnjb.ufmg.br/ Museu de História Natural da UFMG]
== {{Ligações externas}} ==
*[ {{Link||2=http://www.mhnjb.ufmg.br/ |3=Museu de História Natural da UFMG]}}
 
=== {{Ver também}} ===
{{referências}}
==={{Ver também}}===
* [[Fundação de Parques Municipais]]
* [[Belo Horizonte]]
* [[União (Belo Horizonte)|Bairro União]]
 
{{Predefinição:Parques de Belo Horizonte}}
 
{{DEFAULTSORT:Parque Matinha}}
[[Categoria:Parques de Belo Horizonte]]
718 366

edições