Saltar para o conteúdo

Funerária: diferenças entre revisões

1 397 bytes removidos ,  21h29min de 4 de fevereiro de 2015
sem resumo de edição
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
[[Imagem:Urn shop.jpg|right|thumb|200px|<center>Montra de uma funerária em França</center>]]
'''Funerária''' é uma [[empresa]] que trabalha com as questões ligadas à [[morte]]: venda de [[urna|caixões]], [[ornamentação de flor]]es, transporte em [[carro]] fúnebre até o [[cemitério]] e transladostranslado para outras localidades, locação de paramentos para o [[velório]] - tais como anteparos para o apoio da urna, artefatos religiosos, etc.
 
No [[Brasil]], há cidades (como [[São Paulo (cidade)|São Paulo]] ou [[Campinas]]) onde nem todas essas funções são de responsabilidade de empresas privadas, pois o serviço é de responsabilidade do governo municipal.
A sua clientela são pessoas que pagam planos funerários, empresas, instituições e conveniados.
Necessidade principal do cliente é ter um bom atendimento e, que a empresa ofereça produtos com boa qualidade e com preços acessíveis.
 
Uma das agências mais conhecidas incluindo "Agência funerária Gavenchuk" com o seu slogan muito apelativo "A sua morte A minha sorte". (Y.G) Também da mesma sociedade D.Caetano.A a "Agência de suicídios" com o slogan "A primeira vez é de graça". (D.C) É por fim a "Agência de FastFood" de nome M.korvelo com o slogan "Morrer por mais". (M.K)
 
 
Em [[2011]] foi inaugurado em [[Curitiba]] o primeiro serviço do [[Brasil]] para envio das cinzas funerárias ao [[espaço sideral]].<ref>[http://www.paranashop.com.br/colunas/colunas_n.php?op=gente&id=28627 Funerária curitibana agora oferece serviços para enviar as cinzas ao espaço], acessado em [[19 de setembro]] de [[2011]]</ref>
 
A cada dia mais e mais municípios estão terceirizando a gestão dos seus serviços funerários, para empresas privadas. Esta prática que já se tornou normal na grande maioria das cidades cria um mercado muito rentável e que movimenta a economia brasileira.
 
Percebendo que muito mais do que o atendimento funerário, as empresas poderiam oferecer auxilio às famílias enlutadas, desta forma nasciam os planos de assistência familiar. Empreendimentos voltados ao atendimento das necessidades pós-morte das famílias que perderam um ente querido. Ações como organização de funeral, documentação e até contato com o cemitério deixam então de ser uma preocupação da família, e passa a ser um serviço oferecido por estes planos. Logo algumas destas empresas acrescentaram benefícios “Em vida” como uma forma de atrair mais clientes. Surgia então um negocio altamente lucrativo que envolve benefícios como aluguel de matérias de convalescente (Cadeira de rodas, muleta), descontos em empresas e até viagens grátis.
 
{{commonscat|Funeral homes}}