Diferenças entre edições de "Direito ambiental"

Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
4 bytes removidos ,  10h17min de 11 de fevereiro de 2015
sem resumo de edição
m (Desambiguando ligações a Milagre econômico com DisamAssist.)
{{mais notas|data=fevereiro de 2012| arte=| Brasil=| ciência=| geografia=| música=| Portugal=| sociedade=|1=Este artigo ou se(c)ção|2=|3=|4=|5=|6=}}
{{Portal-direito}}
'''Direito ambiental''' é um ramo do [[direito]], constituindo um conjunto de [[Princípio jurídico|princípios jurídicos]] e de [[Norma jurídica|normas jurídicas]] voltado à proteção jurídica da qualidade do [[meio ambiente]]. Para alguns, porém, trata-se de um direito "transversal" ou "horizontal", que tem por base as teorias [[geopolítica]]s ou de política ambiental transpostas em leis específicas, pois abrange todos os ramos do direito, estando intimamente relacionado com o [[direito constitucional]], [[direito administrativo]], [[direito civil]], [[direito penal]], [[direito processual]] e [[direito do trabalho]].
 
Hoje, na mais moderna teoria, conforme afirma ALBERGARIA<ref> ALBERGARIA, Bruno. Direito Ambiental e a Responsabilidade Civil das Empresas. Belo Horizonte: Editora Fórum, 2ª ed., 2009. Pág. 47</ref>, o Direito Ambiental é considerado como ramo do direito que visa a proteção não somente dos bens vistos de uma forma unitária, como se fosse microbens isolados, tais como rios, ar, fauna, flora (ambiente natural), paisagem, urbanismo, edificações (culturais), etc, mas como um macrobem, incorpóreo, que englobaria todos os microbens em conjunto bem como as suas relações e interações.
Utilizador anónimo

Menu de navegação