Saltar para o conteúdo

Diferenças entre edições de "Superbase"

27 bytes adicionados ,  19h05min de 18 de março de 2015
===Organometálica===
Os compostos organometálicos de metais reativos são muitas vezes superbases, incluindo os [[Composto organolítio|compostos organolítios]] e organomagnésio ([[Reação de Grignard]]). Outro tipo de superbase organometálica tem um metal reativo intercambiado por um íon de [[hidrogênio]] em um [[heteroátomo]], como o oxigênio ([[alcóxido]] não estabilizado) ou nitrogênio ([[amida]]s de metais, tais como [[di-isopropilamida de lítio]]). Uma propriedade desejável em muitos casos é a baixa nucleofilicidade, isto é, uma base não-nucleófila. Como os alquila-lítios sem obstáculos, por exemplo, não se podem utilizar com eletrófilos, tais como [[Carbonila|grupos carbonilos]], pois atacam os eletrófilos como nucleófilos.
Na síntese orgânica, a [[Base de Schlosser|base Lochmann-Schlosser]] (uma mistura de [[n-butil lítio]] e [[tert-butóxido de potássio]]<ref>{{cite journal | author1 = Schlosser, M. | year = 1988 | title = Superbases for organic synthesis | journal = Pure Appl. Chem. | volume = 60 | issue = 11 | pages = 1627–1634 | doi = 10.1351/pac198860111627}}</ref>
) é considerada como uma superbase. Nesta mistura de reativos, o [[alcoolato]] terciário serve para quelar (transformar em quelato) o íon-lítio, liberando ao [[carbânion]] de sua ligação com o [[lítio]]. Outros sistemas deste tipo são conhecidos como "bases arpão".
 
==Ver também==
* [[Superácido]]
* [[Base de Schlosser]]
 
==Ligações externas==
427

edições