Saltar para o conteúdo

Carcinógeno: diferenças entre revisões

5 bytes removidos ,  15 de julho de 2015
sem resumo de edição
 
==Radiação==
Nem todos os tipos de radiação eletromagnética são cancerígenas. As ondas de baixa energia do [[espectro eletromagnético]], incluindo [[ondas de rádio]], [[radiação de microondas]], a [[radiação infravermelha]] e a [[luz visível]] supostamente ​​não são cancerígenas, porque não têm energia insuficiente para quebrar as [[ligações químicas]]. As evidências de efeitos cancerígenos da radiação não-ionizante são em geral inconclusivas, embora existam alguns casos documentados de técnicos de radar que experimentaram uma alta e prolongada exposição apresentarem uma incidência de câncer significativamente maior.<ref>{{cite pmid|10926722}}</ref>
 
A radiação ionizante de baixa intensidade pode provocar danos irreparáveis ao ​​DNA (levando a erros de transcrição e replicação que são necessários para a neoplasia ou podem desencadear interações virais), levando ao envelhecimento prematuro e [[câncer]].<ref>Acharya, PVN; The Effect of Ionizing Radiation on the Formation of Age-Correlated Oligo Deoxyribo Nucleo Phospheryl Peptides in Mammalian Cells; 10th International Congress of Gerontology, Jerusalem. Abstract No. 1; January 1975. Work done while employed by Dept. of Pathology, University of Wisconsin, Madison.</ref><ref>Acharya, PVN; Implicatons of The Action of Low Level Ionizing Radiation on the Inducement of Irreparable DNA Damage Leading to Mammalian Aging and Chemical Carcinogenesis.; 10th International Congress of Biochemistry, Hamburg, Germany. Abstract No. 01-1-079; July 1976. Work done while employed by Dept. of Pathology, University of Wisconsin, Madison.</ref><ref>Acharya, PV Narasimh; Irreparable DNA-Damage by Industrial Pollutants in Pre-mature Aging, Chemical Carcinogenesis and Cardiac Hypertrophy: Experiments and Theory; 1st International Meeting of Heads of Clinical Biochemistry Laboratories, Jerusalem, Israel. April 1977. Work conducted at Industrial Safety Institute and Behavioral Cybernetics Laboratory, University of Wisconsin, Madison.</ref>
Utilizador anónimo