Diferenças entre edições de "Modernidade"

Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
30 bytes removidos ,  22h05min de 20 de março de 2017
m
Foram revertidas as edições de 189.53.49.178 para a última revisão de HVL, de 22h19min de 7 de março de 2017 (UTC)
m (Foram revertidas as edições de 189.53.49.178 para a última revisão de HVL, de 22h19min de 7 de março de 2017 (UTC))
O termo era desconhecido para Nietzsche, porém, uma vez que a [[pós-modernidade]] se forma em oposição à modernidade, pode-se dizer que foi Nietzsche, em termos abrangentes, quem iniciou o movimento de fustigação dos ideais modernos. Com ele começa a era da paixão moderna. Os seus defensores ou os seus detratores, via de regra, se posicionavam frente à aceitação ou à recusa da modernidade. Porém, Nietzsche já não estava presente quando efetivamente começam as mais profundas transformações de época, da cultura aos artefatos tecnológicos, da política a guerra e ao terrorismo, da arte clássica a anti-arte ou a arte pela arte, do local ao global, da objetividade ao ficcional e ao virtual, do bioquímico ao tecido genético.
 
==A modernidade como movimento estéticogroihogfmoihmgoimoigmofigmomnoestético==
{{ver artigo principal|[[Arte moderna]]}}
Na primeira metade do [[século XX]], vários movimentos de [[vanguarda]] na [[arte]] e na [[cultura]] ocidental constituem o que se costuma chamar [[modernismo]].
138 645

edições

Menu de navegação