Saltar para o conteúdo

Monarquia parlamentarista: diferenças entre revisões

517 bytes adicionados ,  03h25min de 21 de julho de 2017
Edição de conteúdo, acrescentando informações e exemplificando.
m (Desfeita(s) uma ou mais edições de Denismr10, com Reversão e avisos)
(Edição de conteúdo, acrescentando informações e exemplificando.)
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel Possível conteúdo ofensivo
| <div style="margin-left:7px;">
;[[Monarquia]]s:
{{legend|#e75353|Monarquia parlamentarista constitucional Refere-se as Monarquias modernas e democráticas iniciadas no final do século XIX e consolidadas a partir do século XX. Caracterizam-se pela descentralização do poder executivo em chefe de estado apartidário e chefe de governo partidário, eleito pelo povo. Em regra, o rei, chefe de Estado, compete as forças armadas, relações exteriores e a fiscalização do parlamento, podendo dissolver e convocar novas eleições em caso de crise política e apelo popular para dissolução. Países com esta forma de governo lideram os rankings de IDH, democracia e menos corruptos do mundo. Exemplos: Noruega, Dinamarca, Suécia, Holanda, Canadá, Austrália, Bélgica, Luxemburgo, Inglaterra, Nova Zelândia.}}
{{legend|#e75353|Monarquia parlamentarista é a qual o monarca quase não tem poderes efetivamente}}
{{legend|#ee1af9|Monarquias constitucionais é a qual, geralmente, o Rei exerce pessoalmente o poder executivo em conjunto com um Parlamento débil.}}
{{legend|#801a80|[[Monarquia absoluta|Monarquias absolutas]]}}
;[[República]]s:
15

edições