Saltar para o conteúdo

Diferenças entre edições de "Modelo cliente–servidor"

244 bytes adicionados ,  18h20min de 17 de maio de 2018
m
Foram revertidas as edições de 200.169.48.8 para a última revisão de Trierweiller, de 18h09min de 17 de maio de 2018 (UTC)
(tirei os noas)
m (Foram revertidas as edições de 200.169.48.8 para a última revisão de Trierweiller, de 18h09min de 17 de maio de 2018 (UTC))
Etiqueta: Reversão
O '''modelo cliente-servidor '''(em inglês ''client/server model''), em [[computação]], é uma estrutura de [[Computação distribuída#Aplicações|aplicação distribuída]] que distribui as tarefas e cargas de trabalho entre os fornecedores de um recurso ou serviço, designados como [[servidor]]es, e os requerentes dos serviços, designados como [[Cliente (computação)|cliente]]s.
 
Geralmente os clientes e servidores comunicam através de uma [[rede de computadores]] em computadores distintos, mas tanto o cliente quanto o servidor podem residir no mesmo computador.
 
Um servidor é um ''host'' que está executando um ou mais serviços ou programas que compartilham recursos com os clientes. Um cliente não compartilha qualquer de seus recursos, mas solicita um conteúdo ou função do servidor. Os clientes iniciam sessões de comunicação com os servidores que aguardam requisições de entra. Este modelo é actualmente o predominante nas redes informáticas. [[Email]], a [[World Wide Web]] e [[Servidor de impressão|redes de impressão]] são exemplos comuns deste modeloentrada.
 
O modelo cliente-servidor foi desenvolvido na [[Xerox PARC]] durante os anos 70. Este modelo é actualmente o predominante nas redes informáticas. [[Email]], a [[World Wide Web]] e [[Servidor de impressão|redes de impressão]] são exemplos comuns deste modelo.
 
== Descrição ==
 
{{Referências}}
* MENDES, Antonio. Arquitetura de Software: desenvolvimento orientado para arquitetura. Editora Campus. Rio de Janeiro - RJ, 2002.
 
== Ver também ==
* [[Arquitetura de software]]
* [[Servidor]]