Alterações

Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
20 bytes adicionados, 20h32min de 2 de julho de 2018
m
Bot: Substituição automática de afluentes - solicitado em Usuária:Aleth Bot/Substituição de afluentes
Em 2004 o Ministério da Justiça do Japão estimou o número de estrangeiros legais em quase dois milhões sendo estes principalmente [[coreanos]], [[chineses]], [[República da China|taiwaneses]], [[Nipo-brasileiro|brasileiros]] e [[filipinos]]. As outras minorias são, [[peru]]anos, [[Estados Unidos|norte-americanos]], [[ingleses]], [[Tailândia|tailandeses]], [[australianos]], [[canadenses]], [[Índia|indianos]], [[Irão|iranianos]], [[russos]], entre outros.<ref>MInistério da Justiça do Japão. [http://www.moj.go.jp/ENGLISH/IB/ib-01.html Registro de estrangeiros]. Visitado em 12 de Agosto de 2007.</ref>
 
Entretanto o número real de estrangeiros é incerto devido a existência de muitos imigrantes ilegais.<ref>Ministério da Justiça do Japão. [http://www.moj.go.jp/ENGLISH/information/bpic3rd-02.html#2-1-3 Residentes estrangeiros ilegais]. Visitado em 12 de Agosto de 2007.</ref> A maioria dos brasileiros residentes no Japão são ''[[nikkei]]'' (descendentes de japoneses ou cônjuges de nipo-brasileiros) que vivem e trabalham legalmente e são conhecidos pelos japoneses como ''[[dekassegui]]s''. O Brasil passou a receber [[Imigração japonesa no Brasil|imigrantes japoneses]] em 1908. A maior parte dos imigrantes chegou na década de 1930 e se fixou sobretudo em [[São Paulo (estado)|São Paulo]]. Hoje, a população nipo-brasileira é de quase 1,5 milhão de pessoas, formando a maior colônia de descendentes de japoneses do mundo. Muitos desses brasileiros de origem japonesa ou cônjuges têm imigrado ao Japão em busca de melhores condições de vida, formando uma comunidade de cerca de 300 mil pessoas no Japão.<ref>MAEDA, Toshi. [http://diversao.uol.com.br/ultnot/reuters/2007/08/27/ult26u24685.jhtm Brasileiros e japoneses reúnem 500 mil em Carnaval em Tóquio]</ref>
 
=== Religião ===
883 468

edições

Menu de navegação