Saltar para o conteúdo

Diferenças entre edições de "Maragato (Brasil)"

498 bytes adicionados ,  11h22min de 14 de novembro de 2019
Ajustes e fontes.
m (Desfeita(s) uma ou mais edições de 8.37.233.217, com Reversão e avisos)
(Ajustes e fontes.)
[[Ficheiro:Gumercindo tropa.jpg|thumb|272x272px|Tropa de Gumercindo Saraiva (no centrosentado, àsegundo da esquerda para a direita) , que deu início à Revolução Federalista Riograndense, em 1893.]]
{{Mais notas|data=julho de 2019}}
[[Ficheiro:Gumercindo tropa.jpg|thumb|272x272px|Tropa de Gumercindo Saraiva (no centro, à esquerda) , que deu início à Revolução Federalista Riograndense em 1893.]]
 
'''Maragato''' foié o nome dado aos sulistas que iniciaram a [[Revolução Federalista]]
no [[Rio Grande do Sul]], emno ano de [[1893]], em protesto contra a política exercida pelo governo federal, representada na província por [[Júlio Prates de Castilhos|Julio de Castilhos]]. Os maragatos eram identificados pelo uso de um lenço vermelho no pescoço, simbolizando sua oposição<ref>[http://www.gazetadopovo.com.br/cadernog/conteudo.phtml?tl=1&id=1443933&tit=Os-120-anos-do-Cerco-da-Lapa-e-o-preco-da-consolidacao-da-Republica - Os 120 anos do Cerco da Lapa e o preço da consolidação da República Floriano Peixoto implantou uma ditadura militar no início da República e com isso gerou uma série de rebeliões. O Cerco da Lapa faz parte desse cenário de luta pelo poder e de debilidade política] Jornal Paranaense - [[Gazeta do Povo]]</ref>.
 
[[Ficheiro:Gumercindo Saraiva.jpg|thumb|left|[[Gumercindo Saraiva]].]]
[[Ficheiro:Silveiramartins.jpg|thumb|219x219px|[[Gaspar da Silveira Martins]], líder maragato]]
 
O termo tinha uma conotação pejorativa, atribuída pelos legalistas aos revoltosos liderados por [[Gaspar da Silveira Martins]], eminente tribuno, e o [[caudilho]] estrategista [[Gumercindo Saraiva]], que deixaram o exílio, no Uruguai, e entraram no Rio Grande do Sul à frente de um exército de lenços vermelhos.<ref>{{Citar web|titulo=Chimangos e Maragatos Origem dos Termos. - Sites - Portal das Missões|url=https://www.portaldasmissoes.com.br/site/view/id/1291/chimangos-e-maragatos-origem-dos-termos..html|obra=www.portaldasmissoes.com.br|acessodata=2019-11-14}}</ref>
 
Como o exílio havia ocorrido em região do [[Uruguai]], colonizada por pessoas originárias da [[Maragateria]] (na [[Espanha]]), os republicanos, então chamados [[Pica-pau (Revolução Federalista)|Pica-paus]], os apelidaram de Maragatos, buscando caracterizar uma identidade "estrangeira" aos federalistas.
 
Com o tempo, o termo perdeu a conotação pejorativa e assumiu significado positivo, aceito e defendido pelos federalistas e seus sucessores políticos.
 
Na [[Revolução de 1923]], desencadeada contra a permanência de [[Borges de Medeiros]] no governo do estado, novamente a corrente maragata rebelou-se, liderada pelo diplomata e pecuarista [[Joaquim Francisco de Assis Brasil|Assis Brasil]]. Seus antagonistas que detinham o governo, eram chamados no Rio Grande do Sul, de [[Ximango (política)|Ximango]]s, comparando-os à ''[[Gavião-carrapateiro|ave]]'' de rapina]]. O lenço vermelho identificava o Maragato. O lenço branco identificava o Pica-Pau e o [[Ximango (política)|Ximango]] (Situação).
 
O movimento originou, no Rio Grande do Sul, o [[Partido Libertador]], de grande influência regional.<ref>{{Citar web|titulo=Maragatos, Chimangos e Pica-Paus: Entenda de uma vez por todas – Linha Campeira|url=http://linhacampeira.com/maragatos-chimangos-e-pica-paus-entenda-de-uma-vez-por-todas/|acessodata=2019-11-14|lingua=pt-BR}}</ref>
 
{{Referências}}