Saltar para o conteúdo

Diferenças entre edições de "Memorial do Convento"

1 byte removido ,  19h39min de 13 de janeiro de 2020
m
Desfeita(s) uma ou mais edições de 2001:818:e20d:af00:504:d74:aa36:6612, com Reversão e avisos
m (Desfeita(s) uma ou mais edições de 2001:818:e20d:af00:504:d74:aa36:6612, com Reversão e avisos)
====[[João V de Portugal|D.João V]]====
[[Ficheiro:John V of Portugal Pompeo Batoni.jpg|170px|direita]]
O rei viigentevigente de Portugal, que vive apenas de formalidades encenadas, sem qualquer espontaneidade ou emoção. Representa o [[absolutismo]] e a consequente repressão no povo miserável. Assim, a faceta de [[Déspota|Déspota Esclarecido]] é revelada quando este, ao desejar ser lembrado por uma obra magnificente tal como o [[Ré|Rei-Sol]], manda construir um enorme palácio e um convento de [[Mafra]] para [[Ordem dos Frades Menores|franciscano]]s, com o pretexto de cumprir a promessa que fez ao clero -influência que justifica e "santifica" o seu poder - para garantir a sucessão ao trono. E também por isso, tem o desejo de progresso e inovação, pelo que protege projectos como, inicialmente, o da [[passarola]]. Pela mesma razão contrata [[Domenico Scarlatti]] como professor de [[música]] da infanta [[Maria Bárbara de Bragança, Rainha de Espanha|Maria Bárbara]], de modo a mostrar o seu apreço pelas artes.
 
A sua obsessão pela magnanimidade é tal, que até tem como [[passatempo]] a construção da [[Cópia|réplica]] da [[Basílica de São Pedro|Basílica de São Pedro de Roma]].
37 987

edições