Saltar para o conteúdo

Diferenças entre edições de "Movimento (música)"

153 bytes adicionados ,  20h41min de 22 de março de 2020
sem resumo de edição
(Artigo referenciado.)
 
Um movimento é uma parte independente de uma composição ou forma musical. Enquanto movimentos individuais ou selecionados de uma composição são realizados às vezes separadamente, uma execução do trabalho completo exige que todos os movimentos sejam executados em sucessão. Um movimento é uma seção, "uma grande unidade estrutural percebida como resultado da coincidência de um número relativamente grande de fenômenos estruturais".<ref>{{Citar livro|url=http://archive.org/details/practicalapproac0000spen|título=A practical approach to the study of form in music|ultimo=Spencer|primeiro=Peter|editora=Waveland Press|ano=1994|local=[[Prospect Heights]]|página=31}}</ref>
 
{{Citação2|Uma unidade de um trabalho maior que pode permanecer por si só como uma composição completa. Tais divisões são geralmente independentes. Na maioria das vezes, a sequência de movimentos é organizada rápido-lentamente-rapidamente ou em alguma outra ordem que forneça contraste.|<ref>{{citar livro|sobrenome=Bruce|nome=Benward & |coautor=Saker (2009), Marilyn Nadine|volume=2|edição=8ª|título=Music in Theory and Practice: Volume II|editora=McGraw-Hill|ano=2009|página=358|local=Boston}}</ref>}}
 
==Exemplos==
==Ver também==
*[[Andamento]]
 
{{Referências}}
 
[[Categoria:Seções formais na análise musical]]