Diferenças entre edições de "Santa Catarina"

Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
m
Retirando 5 links vermelhos e acrescentando data em falta
m
m (Retirando 5 links vermelhos e acrescentando data em falta)
=== Segurança pública e criminalidade ===
[[Ficheiro:Vtr PMSC 001.jpg|thumb|thumb|esquerda|Viatura da [[Polícia Militar de Santa Catarina]].]]
As mais importantes unidades das [[Forças Armadas]] em Santa Catarina com sede no [[Estado (subdivisão)|estado]] são: no [[Exército Brasileiro]], SC pertence ao [[Comando Militar do Sul]] (o qual possui um quartel-general em [[Porto Alegre]])<ref>{{citar web|url=http://www.cms.eb.mil.br/index.php/home-2/historico|titulo=Histórico|data=2017|acessodata=29 de agosto de 2017|publicado=Comando Militar do Sul|ultimo=Exército Brasileiro|primeiro=}}</ref> e, junto com o [[Paraná]], integra a [[5ª Região Militar e 5ª Divisão de Exército|5.ª Região Militar e 5.ª Divisão de Exército]],<ref>{{citar web|url=http://www.5rm.eb.mil.br/historico/5-rm/estado-maior/secao-de-relacoes-publicas/historico|titulo=Histórico|data=2017|acessodata=29 de agosto de 2017|publicado=5ª Região Militar e 5ª Divisão de Exército|ultimo=Exército Brasileiro|primeiro=}}</ref> tendo sede na unidade federativa o [[23º Batalhão de Infantaria|23.º Batalhão de Infantaria]] ([[Blumenau]])<ref>{{citar web|url=http://www.23bi.eb.mil.br/index.php/historico|titulo=Histórico|data=2017|acessodata=29 de agosto de 2017|publicado=23º Batalhão de Infantaria|ultimo=|primeiro=}}</ref> e a [[14ª Brigada de Infantaria Motorizada|14.ª Brigada de Infantaria Motorizada]];<ref>{{citar web|url=http://www.14bdainfmtz.eb.mil.br/index.php/a-brigada-silva-paes|titulo=Brigada Silva Paes|data=2017|acessodata=29 de agosto de 2017|publicado=14ª Brigada de Infantaria Motorizada|ultimo=Exército Brasileiro|primeiro=}}</ref> na [[Marinha do Brasil]], Santa Catarina faz parte do [[5º Distrito Naval da Marinha do Brasil|5.º Distrito Naval]], sediado no [[Rio Grande (Rio Grande do Sul)|Rio Grande]],<ref>{{citar web|url=http://www.mar.mil.br/5dn/institucional/historico.html|titulo=Histórico|data=2017|acessodata=29 de agosto de 2017|publicado=5º Distrito Naval|ultimo=Marinha do Brasil|primeiro=}}</ref> atuando no território estadual a [[Escola de Aprendizes-Marinheiros de Santa Catarina|Escola de Aprendizes-Marinheiros]];<ref>{{citar web|url=https://www.mar.mil.br/eamsc/|titulo=Histórico|data=2017|acessodata=29 de agosto de 2017|publicado=Escola de Aprendizes Marinheiros de Santa Catarina|ultimo=Marinha do Brasil|primeiro=}}</ref> na [[Força Aérea Brasileira|FAB]], SC conta com uma [[Base Aérea de Florianópolis|base aérea]] ([[Florianópolis]]).<ref>{{citar web|url=https://www.google.com.br/maps/place/Base+A%C3%A9rea+de+Florian%C3%B3polis/@-27.6631573,-48.545956,2799m/data=!3m1!1e3!4m5!3m4!1s0x0:0x4179382887fca7bf!8m2!3d-27.6631582!4d-48.5459517|titulo=Base Aérea de Florianópolis|data=2017|acessodata=29 de agosto de 2017|publicado=Google Maps|ultimo=Google|primeiro=}}</ref><ref>{{citar web|url=http://www2.fab.mil.br/bafl/index.php/historico|titulo=Histórico|data=2017|acessodata=29 de agosto de 2017|publicado=Base Aérea de Florianópolis|ultimo=Força Aérea Brasileira|primeiro=}}</ref>
 
Segundo a [[Constituição brasileira de 1988|Constituição Federal de 1988]] e a [[Constituição do Estado de Santa Catarina|Estadual de 1989]], os órgãos reguladores da segurança pública no estado de Santa Catarina são a [[Polícia Militar de Santa Catarina|Polícia Militar]], o [[Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina|Corpo de Bombeiros]], a [[Polícia Civil do Estado de Santa Catarina|P. Civil]] e o [[Instituto Geral de Perícias de Santa Catarina|Instituto Geral de Perícias]].<ref name=":03">{{citar web|URL=http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicaocompilado.htm|título=Constituição Federal|data=|acessadoem=|publicado=|autor=}}</ref><ref name="Constituição" />
 
De acordo com dados do “Mapa da Violência 2012”, publicado pelo [[Instituto Sangari]] e pelo [[Ministério da Justiça (Brasil)|Ministério da Justiça]], a taxa de homicídios por 100 mil habitantes, que era de 6,7 em 1980, subiu para 13,0 em 2009 (ficando abaixo da média nacional, que era de 27,0). Entre 2000 e 2010, o número de homicídios subiu de 423 para {{fmtn|805}}. Em geral, SC desceu uma posição na classificação nacional das unidades federativas por taxa de homicídios, passando da vigésima-sexta em 2000 para a vigésima-sétima em 2010. Florianópolis e RM possuíam taxas três vezes maiores que a do estado (16,9), enquanto, no interior, o mesmo era duas vezes menor que a média estadual (9,6).<ref name="Mapa da Violência 2012 - Paraíba">{{citar web|URL=http://mapadaviolencia.org.br/pdf2012/mapa2012_sc.pdf|título=Mapa da Violência 2012 - Santa Catarina|data=2012|acessodata=1 de junho de 2017|publicado=Portal Mapa da Violência|ultimo=|primeiro=|autor=}}</ref>
[[Imagem:Bell 206 P.C.S.C. - Helicopter.jpg |thumb|Helicóptero da [[Polícia Civil do Estado de Santa Catarina]].]]
 
No dia 15 de agosto de 1895, Santa Catarina recebeu uma bandeira, cujo desenho é de autoria de [[José Artur Boiteux]]. Possuía treze [[Faixa (heráldica)|listras]] [[Horizontal|horizontais]] de goles e argento em quantidade semelhante ao de [[Comarca|comarcas]] do estado. No interior do losango de sinopla, [[Estrela|estrelas]] de [[Or (heráldica)|jalde]] simbolizavam os municípios.<ref name=":2" />
 
Durante sua regulamentação, no dia 29 de outubro de 1953, essa bandeira foi alterada. As faixas começaram a ser três, sendo a de cima e a de baixo de goles, e a meio, de argento.<ref name=":2" /> A lei daquela época não explica nada sobre o simbolismo dessas duas cores,<ref name=":2" /><ref>SANTA CATARINA. Lei n.º 975, de 29 de outubro de 1953. ''Restabelece a bandeira do Estado de Santa Catarina e dá-lhe nova composição''. Florianópolis: Assembleia Legislativa, 29 out. 1953.</ref> mas os [[Historiador|historiadores]] acreditam que as faixas superior e inferior poderiam significar, nessa ordem, [[São Francisco do Sul]] e [[Lages]] e a central, [[Florianópolis]], capital do estado, representando, por seu turno, as primeiras cidades fundadas no estado.<ref name=":2" /><ref name=":28" /><ref name=":24" /><ref name=":19" /><ref name=":02" /> Outros autores dizem ser as cores das mangas de veludo e do manto de [[Catarina de Alexandria]], tal como aparece em ''[[Casamento Místico de Santa Catarina]]'', de [[Hans Memling]], que poderia ter servido de inspiração para o símbolo.<ref>Ainsworth, Maryan. “Hans Memling”. Maryan Ainsworth, et al. (eds.), ''From Van Eyck to Bruegel: Early Netherlandish Painting in the Metropolitan Museum of Art''. New York: Metropolitan Museum of Art, 1998. p. 116. {{ISBN|0-87099-870-6}}</ref> Essas são as cores da antiga bandeira da [[Província de Santa Catarina]], que é um retângulo bipartido verticalmente em duas metades: argento, à [[Direita e esquerda (heráldica)|esquerda]]; e goles, à [[Direita e esquerda (heráldica)|direita]].<ref>{{Citar livro|título=Album des pavillons, guidons, flammes de toutes les puissances maritimes|ultimo=Le Gras|primeiro=Alexandre|editora=Typographie de Firmin Didot frères, fils et Cie|ano=1858|local=Paris|página=12|páginas=}}</ref> O losango de sinopla ([[Vegetação|formação vegetal]]), que está localizado no meio, possui um brasão repleto de simbologias.<ref name=":2" /><ref name=":28" /> Segundo o “''[[Sítio eletrónico|website]]''” Estados e Capitais do Brasil, as cores goles ([[vermelho]]) e sinopla ([[verde]]) simbolizam o manto sagrado de Catarina de Alexandria, [[orago]] do estado.<ref>Estados e Capitais do Brasil. ''Bandeira de Santa Catarina''. Disponível em: <https://www.estadosecapitaisdobrasil.com/bandeira/bandeira-de-santa-catarina/>. Acesso em: 30  jun.  2020.</ref>
 
==== Brasão ====
O produto mais importante da [[Agricultura em Santa Catarina|agricultura de Santa Catarina]] é o [[milho]], plantado no planalto basáltico (depósitos de lavas derramadas), onde oferece ração para a [[suinocultura]]. Depois vêm a [[soja]], o [[fumo]], a [[mandioca]], o [[feijão]], o [[arroz]] (plantado com irrigação nos [[pântano]]s da planície litorânea do [[Mesorregião do Vale do Itajaí|vale do rio Itajaí]]), a [[banana]] e a [[Batata|batata-inglesa]]. O estado também produz muita [[cana-de-açúcar]], [[alho]], [[cebola]], [[tomate]], [[trigo]], [[maçã]], [[uva]], [[aveia]] e [[cevada]].<ref>{{citar web|url=https://www.sebrae.com.br/Sebrae/Portal%20Sebrae/Anexos/Relatorio%20Estadual.pdf|titulo=Santa Catarina em Números|data=2013|acessodata=12 de julho de 2017|publicado=Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Santa Catarina|ultimo=Sebrae/SC|primeiro=}}</ref>
 
A [[Bovinocultura|pecuária bovina]] é praticada sobretudo em campo orgânico, de modo extensivo, e nas regiões de florestas, em pequena quantidade, com os animais sujeitos à semi-estabulação.<ref name=":21"/> Nessas áreas onde a [[agricultura|lavoura]] constitui a principal fonte de renda, a criação é voltada aos [[porco]]s, principalmente no planalto basáltico, onde a milhocultura garante ração apropriada para os animais. A [[Suinocultura|criação de porcos]] progrediu bastante no estado, porque se desenvolveram os [[abatedouro]]s especializados no processamento de [[Carne de porco|carne suína]],<ref name=":21" /> como a [[Perdigão (empresa)|Perdigão]],<ref name=":25">{{citar web|url=http://www.perdigao.com.br/conheca-a-perdigao/|titulo=Conheça a Perdigão|data=2015|acessodata=12 de julho de 2017|publicado=Perdigão S.A.|ultimo=BRF|primeiro=}}</ref> a [[Sadia S. A.|Sadia]],<ref>{{citar web|url=http://www.sadia.com.br/sadia|titulo=A Sadia|data=2017|acessodata=12 de julho de 2017|publicado=Sadia|ultimo=BRF|primeiro=}}</ref> a [[Aurora Alimentos|Aurora]]<ref>{{citar web|url=http://www.auroraalimentos.com.br/sobre/aurora-apresentacao|titulo=A Aurora|data=2017|acessodata=12 de julho de 2017|publicado=Aurora Alimentos|ultimo=BRF|primeiro=}}</ref> e a [[Seara Alimentos|Seara]],<ref>{{citar web|url=http://www.seara.com.br/seara|titulo=A Seara|data=2017|acessodata=13 de julho de 2017|publicado=Seara Alimentos|ultimo=BRF|primeiro=}}</ref> todas com sede em Santa Catarina. A [[avicultura]] se expandiu muito até hoje,<ref name=":21" /> com a chegada do frango [[Chester (marca)|Chester]] no mercado brasileiro na década de 1980.<ref name=":25" /><ref>{{citar web|url=http://super.abril.com.br/saude/o-que-e-um-chester/|titulo=O que é um Chester?|data=21 de dezembro de 2016|acessodata=12 de julho de 2017|publicado=Superinteressante|ultimo=Termero|primeiro=Maíra}}</ref> Em 2012, Santa Catarina foi também o segundo maior criador brasileiro de [[coelho]]s, com um efetivo de 37 501 rebanhos, somente atrás do [[Rio Grande do Sul]] e à frente do [[Paraná]].<ref>{{citar web|url=https://sidra.ibge.gov.br/tabela/73#resultado|titulo=Tabela 73: Efetivo dos rebanhos, por tipo de rebanho (série encerrada)|data=2012|acessodata=21 de julho de 2017|publicado=Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística|ultimo=IBGE|primeiro=}}</ref>
 
A [[pesca]] exerce fundamental função na economia de Santa Catarina, que é um dos estados que mais produzem pescado no Brasil.<ref name=":21" /> A pesca, especialmente a que se pratica em modelos pré-industriais, exerce fundamental função no quadro econômico estadual. Uma fonte de renda, que tem ligação com a procedência açoriana do povo, é desenvolvida mormente em [[Florianópolis]], [[Navegantes]] e [[Itajaí]].<ref name=":21" />
Atualmente, visitar o estado de Santa Catarina é uma possibilidade de entender uma característica mistura de nacionalidades, que é refletida não somente na cultura, porém, da mesma forma no [[patrimônio histórico]]. Além disso, há no estado outras grandes atrações, como as elevadas médias térmicas do [[verão]], as quais trazem um grande número de turistas para seus belos [[praia|balneário]]s, que se distribuem por destinos como [[Balneário Camboriú]], [[Bombinhas]], [[Itapema]], [[Garopaba]], [[Praia da Joaquina|Joaquina]], [[Praia Mole]] e [[praia da Vila|da Vila]] em Imbituba. Neste lugar ocorre etapa do principal campeonato de surfe do mundo, o [[WCT]]; e o excessivo frio do [[inverno]] da [[Serra Catarinense]] com intensas [[geada]]s — de vez em quando seguido pela [[neve]] —, assegurando confortáveis apaixonados roteiros. Os mais conhecidos da serra são Lages e São Joaquim. Tanto no inverno como no verão, há muitas escolhas de passeios para todo o ano.<ref name=":26" />
 
No [[Vale do Itajaí]] — merecendo destaque [[Penha (Santa Catarina)|Penha]], onde existe o [[Beto Carrero World]], e [[Blumenau]] — concentram-se destinos onde o bom é o turismo de negócios. Limitando-se com Blumenau está localizada [[Gaspar]], cidade conhecida pela Igreja Matriz e pela Rota das Águas que contém mais de nove Parques Aquáticos, o mais conhecido o [[Parque Aquático Cascaneia]]. Já o município de [[Timbó (Santa Catarina)|Timbó]] destaca-se pelos excelentes locais para praticar esportes radicais como o “[[rafting]]”, “[[canyoning]]” e verticalmente outros desportos. O município de [[Fraiburgo]], que faz parte da Rota da Amizade, destaca-se ao cultivo da maçã, podendo ser conhecidas as várias fases desta cultura, como a floração da ''Malus domestica'', o plantio dos frutos. Além disso, conta com a infraestrutura disponível na Terra da Maçã para receber os visitantes.<ref name=":26" />
[[Imagem:Paraíso Azul.jpg|thumb|Praia em [[Bombinhas]].]]
 
| caption2 = [[Aeroporto Internacional Hercílio Luz]].
}}
Santa Catarina tem uma malha [[Rodovia|rodoviária]] que une as distintas [[Região|regiões]] do estado. As [[Lista de rodovias de Santa Catarina|rodovias estaduais de Santa Catarina]] são geridas pelo [[DETER-SC|Departamento de Transportes e Terminais]], responsável por consertar e vigiar a maior parte das vias públicas que ligam as cidades e as zonas rurais do estado. A presença de [[pedágio]]s, em suas rodovias, é proibida pela Constituição Estadual de 1989.<ref name=":30" />
 
As [[Auto-estrada|rodovias]] federais, geridas pelo [[Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes]], têm, em sua maior parte, pedágios da [[Arteris]]. A mais importante rodovia é a [[BR-101]], que corta o [[litoral]] e é responsável pelo escoamento de boa parte da produção no estado. Outra rodovia principal é a [[BR-470]], ligação do meio-oeste com o litoral. Liga-se com a [[BR-282]] e com a [[BR-283]] e, por ela passa a produção [[Agroindústria|agroindustrial]], a qual é exportada através do [[porto de Itajaí]]. Através da [[BR-280]], que conecta a cidade de [[Porto União]], no [[Mesorregião do Norte Catarinense|Planalto Norte]], com o [[porto de São Francisco do Sul|de São Francisco do Sul]], se transporta a produção da indústria de [[Mobiliário|móveis]] em [[São Bento do Sul]] e a de [[erva-mate]] em [[Canoinhas]]. Demais rodovias famosas são a [[BR-153]] e a [[BR-116]], a qual corta as [[cidade]]s de [[Lages]], [[Papanduva]] e [[Mafra (Santa Catarina)|Mafra]], atravessando o estado até o limite com o [[Rio Grande do Sul]].<ref name=":31"/><ref name=":33">{{citar web|url=http://www.dnit.gov.br/download/mapas-multimodais/mapas-multimodais/sc.pdf|titulo=Mapa Multimodal|data=2013|acessodata=11 de agosto de 2017|publicado=Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes|ultimo=DNIT|primeiro=}}</ref>
42 490

edições

Menu de navegação