Saltar para o conteúdo

Diferenças entre edições de "Forsterite"

m
ajustes usando script
m (tinha um errinho na palavra "descoberto", então alterei)
m (ajustes usando script)
 
{{Formatar referências|data=setembro de 2020}}
{{Infobox mineral
| imagem = Forsterite on Sanidine - Ochtendung, Eifel, Germany.jpg
| massa molecular = 140,69
}}
[[Imagem:Forsterite Structure.jpg|thumb|212px|Estrutura cristalina da forsterite.]]
'''Forsterite''' (ou '''forsterita''') é um [[mineral]] da classe dos [[nesossilicato]]s pertencente ao chamado [[grupo da olivina]]. Foi descoberto em [[1824]] em rochas recolhidas nas imediações do [[Monte Vesúvio]], na [[Campânia]] ([[Itália]]). A origem do nome é controversa, pois segundo alguns autores foi dado em honra de [[Adolarius Jacob Forster]] (1739-1806), um recolector inglês de minerais do [[século XVIII]], e segundo outros em honra de [[Johann Forster]], um naturalista alemão. Sinónimos pouco usados são: [[boltonite]], peridoto branco e olivina branca.
 
O mineral aparece com frequência em [[Rocha ígnea|rochas ígneas]] do tipo [[ultramáfico]], mas também ocorre em rochas metamórficas do grupo dos [[mármore]]s dolomíticos. Ocorre em associação com outros minerais como a [[enstatite]], [[plagioclase]], [[flogopite]], [[magnetite]], [[cromite]], [[antigorite]], [[dolomite]], [[brucite]], [[diópsido]], [[corindon]], [[anfíbola]]s, [[calcite]], [[espinela]] e [[augite]].
 
A forsterite tem sido encontrada no interior de meteoritos e nas poeiras que se libertam dos [[cometa]]s.<ref>{{citar periódico| nome1autor1= Ds. Lauretta | nome2autor2 = L. P. Keller | nome3autor3 = S. Messenger | ano = 2005 | título = Supernova olivine from cometary dust | periódico= Science | volume = 309 | número = 5735| páginas = 737–741 | pmid = 15994379 }}</ref>
 
A variedade de forsterite chamada [[peridoto]] é uma gema usada em [[joalharia]].