Saltar para o conteúdo

Filoctetes: diferenças entre revisões

134 bytes adicionados ,  17 de setembro de 2005
m
sem resumo de edição
m
m
Na [[mitologia Grega]], '''Filoctetes''' era o filho do rei Peante da Melibeia e de Demonassa, nae originário da Tessália. A sua história é contada por [[Sófocles]], e também por [[Virgílio]], [[Píndaro]], [[Séneca]], [[Quintiliano]] e [[Ovídio]].
 
Filoctetes era um dos [[Argonautas]], bem como amigo pessoal a mestre de armas de [[Héracles]], estando presente no episódio da morte do herói. Por causa de ter sido Filoctetes a acender a pira funerária (fontes dizem que terá sido [[Iolau]]), , foi ele quem recebeu o arco e flechas de Héracles. As flechas foram mergulhadas na bílis venenosa da [[Hidra]] de Lerna. Filoctetes jurou solenemente nunca revelar o local das cinzas de Héracles.
 
===A ferida de Filoctetes===
Uma das versões assenta que Filoctetes terá sido mordido por uma serpente que [[Hera]] enviou para molestá-lo como castigo pelo seu serviço a prestado a Héracles, filho bastardo de [[Zeus]]. Outra tradição relata que os Gregos forçaram Filoctetes a mostrar-lhes onde é que as cinzas de Héracles foram depositadas. Filoctetes, não querendo quebrar o juramento com as suas próprias palavras, acabou por mostrar-lhes o sítio, no próprio local, com o pé. Assim que ele tocou no solo sob o qual estavam as cinzas, o seu pé ficou ferido, devido a uma flecha envenenada de Héracles que caiu da aljava, punindo assim o perjúrio de Filoctetes.
 
Fosse qual fosse a causa da ferida, Filoctetes não conseguiu juntar-se aos restantes Gregos e não ficou agradado pelo tratamento dado por Ulisses, que aconselhara os [[Atridas]] a deixá-lo. Médon tomou conta dos homens de Filoctetes. Filoctetes ficou sozinho em Lemnos durante dez anos.
143

edições