Espermatidogênese

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde maio de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Corte transversal do epitélio de um túbulo seminífero mostrando vários estágios do desenvolvimento dos espermatócitos
Esquema mostrando analogias no processo de maturação do óvulo e o desenvolvimento das espermátides (espermatozoides jovens).

A espermatidogênese é a criação de espermátides de espermatócitos secundários durante a espermatogênese.

Os espermatócitos secundários produzidos mais cedo entram rapidamente na meiose II e se dividem para produzir espermátides haplóides.

A brevidade deste estágio significa que os espermatócitos secundários são raramente vistos em preparações histológicas. Células-tronco de camundongos foram cultivadas em células semelhantes a espermátides em 2016. Essas espermátides, quando injetadas em ovos de camundongos, foram capazes de produzir filhotes.[1]

Referências

  1. Cyranoski, David (25 de fevereiro de 2016). «Researchers claim to have made artificial mouse sperm in a dish». Nature. doi:10.1038/nature.2016.19453. Consultado em 4 de março de 2016 
Ícone de esboço Este artigo sobre reprodução é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.