Esporte Clube Primeiro Passo Vitória da Conquista

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Vitória da Conquista
(Primeiro Passo)
Primeiro Passo.jpg
Nome Esporte Clube Primeiro Passo Vitória da Conquista
Alcunhas Bode
Alviverde
Torcedor/Adepto Conquistense
Alviverde
Mascote Bode
Fundação 21 de janeiro de 2005 (9 anos)
Estádio Lomantão
Capacidade 12.500
Localização Bandeira Vitoria da Conquista.svg Vitória da Conquista, BA,  Brasil
Presidente Brasil Ederlane Amorim
Treinador Brasil Evandro Guimarães
Patrocinador Brasil Caixa Econômica Federal
Brasil Zab
Brasil Viação Salutaris
Brasil Viação Vitória
Brasil Banco do Povo
Brasil OrtoDerm
Brasil Zäg Sports
Brasil Bahia Gás
Brasil Valverde Medicina
Material esportivo Brasil Nippo
Competição Bahia Campeonato Baiano
Brasil Campeonato Brasileiro
Brasil Copa do Brasil
BandeirasNordesteBrasil.gif Copa do Nordeste
Divisão Bahia Primeira divisão
Brasil Série D
BandeirasNordesteBrasil.gif NO 2014 16º Colocado
Bahia BA 2014
Brasil D 2014
Brasil CB 2014
Em andamento
A disputar
A disputar
Website ecppvc.com
Kit left arm ecppvc14h.png Kit body ecppvc14h.png Kit right arm ecppvc14h.png
Kit shorts.png
Kit socks ecppvc14h.png
Uniforme
titular
Kit left arm ecppvc14a.png Kit body ecppvc14a.png Kit right arm ecppvc14a.png
Kit shorts ecppvc14h.png
Kit socks.png
Uniforme
alternativo
Kit left arm ecppvc14t.png Kit body ecppvc14t.png Kit right arm ecppvc14t.png
Kit shorts ecppvc14h.png
Kit socks ecppvc14h.png
Uniforme
alternativo
editar

O Esporte Clube Primeiro Passo Vitória da Conquista, mais conhecido como Vitória da Conquista ou simplesmente Conquista e cujo acrônimo é ECPP é um clube de futebol brasileiro. Fica sediado na cidade de Vitória da Conquista, no estado da Bahia.

História[editar | editar código-fonte]

O clube foi fundado pelo ex-jogador Ederlane Amorim, com a proposta de resgatar as conquistas do futebol da cidade, então bastante famoso em âmbito estadual, graças a times como o Conquista EC, o Humaitá, o Conquista FC (licenciados) e o Serrano Sport Club.

Foi iniciado, de fato, em 2001, com um trabalho voltado para a inclusão social, com objetivo de preparar os futuros atletas para o clube profissional. Essa proposta é consolidada com algumas participações em campeonatos locais e com a expansão do então Projeto Primeiro Passo para outras regiões do estado.

Em janeiro de 2005 foi fundado o Esporte Clube Primeiro Passo de Vitória da Conquista, legalmente instituído como equipe profissional. O Primeiro Passo, em seu site, traz uma promessa de "romper com os velhos vícios da cartolagem" e se considera "uma promessa".

A ascensão do ECPP foi meteórica. Seu primeiro título do time profissional foi conquistado na Segunda Divisão do Campeonato Baiano em 2006, quando a equipe terminou invicta após 14 partidas, enfrentando equipes como o tradicional Galícia e o (então) forte Jacuipense.

Nos anos seguintes, fez campanhas razoáveis na primeira divisão estadual e no Campeonato Brasileiro da Série C, onde em 2008 perdeu a vaga por um gol.

Em 2010 venceu a Copa Governador do Estado da Bahia, o que lhe garantiu o direito de disputar o Campeonato Brasileiro da Série D de 2011.

Em 2011, conquistou a Copa Governador do Estado da Bahia pela segunda vez, o que lhe garantiu o direito de disputar o Campeonato Brasileiro da Série D de 2012.

Em 2012, conquistou novamente a Copa Governador do Estado da Bahia pela terceira vez consecutiva, o que lhe garantiu o direito de disputar o Campeonato Brasileiro da Série D de 2013, e a Copa do Brasil do ano seguinte

Em 2013 disputou a Copa do Brasil onde foi eliminado na primeira fase pelo Sport Recife, e teve a melhor campanha da primeira fase do Campeonato Baiano de 2013, garantindo vaga na Copa do Nordeste de 2014.

Em 2014 disputou a Copa do Nordeste, sendo o pior time na competição. Em 6 jogos, perdeu 5 e empatou uma.

Estádio[editar | editar código-fonte]

O ECPP realiza seus jogos no Estádio Lomanto Júnior, mais conhecido como Lomantão em Vitória da Conquista com capacidade para 12.500 pessoas.

O Estádio se encontra cercado por uma área verde que o torna um local ainda mais bonito, onde vários esportes além do futebol como ciclismo e atletismo são realizados e também alguns shows.

O primeiro jogo do ECPP no Lomantão foi no dia 6 de agosto de 2006. A partida terminou empatada em 1 a 1 contra o Cruzeiro de Cruz das Almas.

Rivalidade[editar | editar código-fonte]

Clássico do Café[editar | editar código-fonte]

Um dos maiores rivais do Vitoria da Conquista é o Serrano, também sediado na cidade de Vitória da Conquista, cujo confronto é conhecido como Clássico do Café[1] , e com quem divide o Estádio Lomanto Júnior - mas atualmente sozinho já que o Serrano manda seus jogos agora em Teixeira de Freitas.

Outras rivalidades[editar | editar código-fonte]

O Vitoria da Conquista também possui rivalidade com o Bahia onde nos últimos anos vem fazendo jogos emocionantes e decisivos como as semifinais do Campeonato Baiano de Futebol de 2012, também uma forte rivalidade com o Itabuna EC, e com o Atlético de Alagoinhas, onde venceu as 2 últimas edições da Copa Governador do Estado da Bahia

Histórico de patrocinadores masters[editar | editar código-fonte]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Estadual
Competição Títulos Temporadas
WikiCup Trophy Gold.png Campeonato Baiano - 2ª Divisão 1 2006
WikiCup Trophy Gold.png Copa Governador do Estado da Bahia 3 2010, 2011 e 2012

Elenco atual[editar | editar código-fonte]

  • Atualizado em 18 de novembro de 2013.
  • Capitão: Capitão
  • Emprestado.: Jogador emprestado
  • Jogador Lesionado: Jogador contundido
Goleiros
Jogador
Brasil Alex
Brasil Zé Neto
Brasil Pedro Henrique
Brasil Augusto
Defensores
Jogador Pos.
Brasil Mota Z
Brasil Sílvio Z
Brasil Heverton Z
Brasil Lorran LD
Brasil Paulinho Sales LD
Brasil Tiaguinho LE
Brasil Paulo Vítor LE
Meio-campistas
Jogador Pos.
Brasil Ramires V
Brasil Moisés V
Brasil Edmar V
Brasil Junior Gaucho V
Brasil Carlinhos M
Brasil Candinho M
Brasil Rafael Granja M
Atacantes
Jogador
Brasil Tatu
Brasil Wander Capixaba
Brasil Gabriel Maia
Brasil Kattê
Comissão técnica
Nome Pos.
Brasil Evandro Guimarães T

Transferências 2013[editar | editar código-fonte]

Emprestado: Jogadores emprestados
Regresso após empréstimo: Jogadores que voltaram após serem emprestados

Entradas
Pos. Jogador Clube anterior
Fairytale right.png G Brasil Alex Brasil Sem Clube
Fairytale right.png G Brasil Pedro Henrique Brasil Base
Fairytale right.png Z Brasil Mota Brasil Sem Clube
Fairytale right.png LE Brasil Rafael Santos Brasil Base
Fairytale right.png LE Brasil Diego Prates Brasil Corinthians-AL
Fairytale right.png V Brasil Lídio Brasil Sem Clube
Fairytale right.png V Brasil Ramires Brasil Sem Clube
Fairytale right.png V Brasil Éder Silva Brasil Bragantino
Fairytale right.png M Brasil Rafael Granja Brasil Vitória
Fairytale right.png M Brasil Juninho Brasil Inter de Limeira
Fairytale right.png M Brasil Danilo Brasil Sem Clube
Fairytale right.png A Brasil Daniel Brasil Base
Fairytale right.png A Brasil Joabio Brasil Flamengo de Guanambi
Fairytale right.png A Brasil Humberto Brasil Juazeiro
Fairytale right.png T Brasil Bira Veiga Brasil Sem Clube
Saídas
Pos. Jogador Clube de destino
Fairytale left red.png G Brasil Alex Brasil Sem Clube
Fairytale left red.png Z Brasil Silvio Emprestado
Brasil Flamengo de Guanambi
Fairytale left red.png LE Brasil Raul Brasil Bahia

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Últimas oito temporadas[editar | editar código-fonte]

Esporte Clube Primeiro Passo Vitória da Conquista
Ano Campeonato Brasileiro Copa Governador do Estado Campeonato Baiano Copa do Brasil
Div. Pos. J V E D GP GC Pos. Div. Pos. Fase Máxima
2006 Não disputou Não ocorreu Segunda
2007 Não disputou Não ocorreu Primeira
2008 C 21º 12 6 2 4 23 18 Não ocorreu Primeira
2009 Não disputou Vice-campeão Primeira
2010 Não disputou Campeão Primeira
2011 D 33º 8 1 2 5 6 12 Campeão Primeira
2012 D 35º 8 1 1 6 7 13 Campeão Primeira
2013 D 21º 8 3 2 3 6 7 Vice-campeão Primeira 1ª fase
2014 D A disputar A disputar Em andamento
Legenda:
     Campeão
     Vice-campeão
     Rebaixamento
     Acesso

Símbolos[editar | editar código-fonte]

Hino

  • Letra: Antônio Eduardo S. Moraes e Benjamin Nunes Pereira.
  • Concepção Musical e voz: Andréa Cleoni.
  • Concepção de Arranjo e voz: Lúcio Ferraz
  • Participação Especial (voz): Nina Ferraz
  • Composto em agosto e musicado em outubro de 2006.

Ídolos[editar | editar código-fonte]

Uniformes[editar | editar código-fonte]

Uniformes atuais[editar | editar código-fonte]

  • 1º - Camisa verde, com listras verticais brancas, calção verde com detalhes em branco e meias verdes com detalhes em branco;
  • 2º - Camisa branca, com detalhes verdes, calção branco e meias brancas.
  • 3º - Camisa amarela, com detalhes verdes, calção verde com detalhes brancos e meias verdes com detalhes branco.
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Terceiro

Uniformes anteriores[editar | editar código-fonte]

  • 2013
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
  • 2012
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
  • 2011
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
  • 2010
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo

Torcedores[editar | editar código-fonte]

A maioria da torcida se concentra mesmo é na cidade onde o clube se localiza, em Vitória da Conquista e arredores dessa região. os torcedores são conhecidos como Alviverdes, devido a cor do time. Apesar de serem considerados como uma torcida pequena, os Alviverdes são uma das mais fanáticas torcidas em toda a Bahia apoiando o time em todos os jogos em casa ou fora. A maior torcida organizada é a "Criptonita".

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Redação Bocão News (19 de março de 2012). Carcará goleia o Camaçari e Clássico do Café termina sem gols (em português). Página visitada em 9 de fevereiro de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]