Esporte Clube Taubaté

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
EC Taubaté
Esporte Clube Taubaté.png
Nome Esporte Clube Taubaté
Alcunhas Burro da Central
Gigante do Vale
Alviazul
Torcedor/Adepto Taubateano

Alviazul

Mascote Burro
Principal rival São José
Fundação 1 de novembro de 1914 (105 anos)
Estádio Joaquinzão
Capacidade 10.000 lugares
Localização Taubaté, SP
Presidente Gilsinho
Treinador João Vallim
Material (d)esportivo RT Sports
Competição Paulista - Série A2
Copa Paulista
Website [1]
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Temporada atual
editar

Esporte Clube Taubaté é um clube brasileiro de futebol da cidade de Taubaté, no interior do estado de São Paulo. Foi fundado em 1º de novembro de 1914.

Disputou a Primeira Divisão estadual entre 1955 e 1962 e de 1980 a 1984. Disputa o Campeonato Paulista Série A2 e a Copa Paulista de Futebol.

História[editar | editar código-fonte]

O início do futebol em Taubaté[editar | editar código-fonte]

Inaugurado em 3 de abril de 1904, o Velódromo Taubateano logo passou a ser o ponto de encontro dos esportistas nas tardes dos domingos.

Sua inauguração foi marcada por uma grande festa, contando com a presença da "Corporação Philarmonica Taubateense e Jacareyense", a Banda João do Carmo, membros da diretoria do Velódromo Taubateano e do Velo Clube de Jacarey e do Dr. Pereira de Mattos, redator do jornal O Povo de Caçapava.

Os festejos da inauguração se iniciaram às 15 horas, com uma série de provas. O ciclismo era o esporte que despertava maior interesse no Estado de São Paulo. Em Taubaté era raro o domingo em que não se realizavam provas ciclistas, sempre com participação de corredores da região e da cidade de São Paulo. Sérgio Areão, Mauricio de P. Natividade, Indiani e outros eram ciclistas famosos, sempre com participações de destaques em provas válidas pelo Campeonato Paulista. Os intervalos dos páreo das provas ciclistas eram preenchidos com apresentações da Orquestra Filarmônica de Taubaté.

Nessa época, os "ensaios" de foot-ball, começavam a surgir em nosso país. A ideia de se criar a primeira equipe de futebol ocorreu exatamente no dia 10 de Junho de 1904, quando os amantes do esporte, José Pedro de Oliveira, Jayme Tindal e Frederico Livrero, se reuniram no edifício da Associação Comercial com objetivo de estudar a melhor possibilidade de se fundar uma equipe de futebol na cidade. Nesse primeiro encontro decidiu-se que a equipe ganharia o nome de "Club Sportivo Taubateense".[1]

Fundação[editar | editar código-fonte]

Uma reunião realizada no dia 25 de outubro de 1914 estabeleceu os detalhes para a fundação do Sport Club Taubaté. No dia 1 de novembro, a primeira Assembleia Geral, realizada na residência de Francisco de Paula Pereira Barbosa, reuniu 48 sócios e estabeleceu a fundação da agremiação. A partir daí, o clube adotava o azul e o branco como as suas cores. Na ocasião, o prefeito de Taubaté, Gastão da Câmara Leal, foi escolhido como primeiro presidente do clube.

O original da Ata de fundação não mais existe, porém em 13 de fevereiro de 1976, o sr. José Marcelino de Moura Moraes transcreveu conforme o original, arquivado na secretaria do clube. Segue o conteúdo:

ATA DA PRIMEIRA ASSEMBLÉIA GERAL QUE ORIGINOU A FUNDAÇÃO DO ESPORTE CLUBE TAUBATÉ

" Ao primeiro dia do mês de novembro de 1914, na casa de residência do Dr. Francisco Barbosa, servindo de sala de sessão, com a presença de 48 sócios, reuniu a primeira Assembléia Geral definitiva do Sport Club Taubaté. Presidida pelo Dr, Gastão da Câmara Leal e secretariada pelos Srs. Tito Barbosa e Ildefonso de Almeida, foi lido o termo de reunião da sessão prévia anteriormente realizada e na qual foi escolhido para a sociedade que se fundava a denominação do Sport Club Taubaté. Após ter o Dr. presidente declarado fim da sessão, é procedida por escrutínio secreto a eleição da diretoria que ficou assim constituída:

- Presidente: Dr. Gastão Câmara Leal

- Vice-presidente: Dr. Silva Barros

- 1º Secretário: Sr. Enéias Natividade

- 2º Secretário: Prf. Tito Barbosa

- Thesoureiro: Sr. Antonio Valente

Depois de empossada a nova diretoria, foram pelo presidente nomeadas as comissões de estatutos e angariamentos de sócios, ficando assim constituídas: Estatutos - Srs. Renato Granadeiro Guimarães, Tito Barbosa e Enéias Natividade. Expansão: Dr. Adolpho Leonardo Francisco de Mattos e Ildefonso de Almeida. Na proposta do Sr. Tito Barbosa foi aclamado o diretor esportivo o Dr. João Rachou. Nada mais havendo à tratas, deu-se por encerrada a sessão de que lavrei a presente ata que vai assinada pelo presidente e demais membros e por mim secretário que escrevi." [1]

Os escudos do E.C. Taubaté ao longo de sua história.

O início das atividades[editar | editar código-fonte]

As primeiras atividades esportivas registradas do S.C. Taubaté iniciaram-se com treinamentos de diversos jogadores no campo do Parque Municipal da Praça Monsenhor Silva Barros, que viria a se tornar o primeiro estádio da equipe. A primeira prática reuniu duas equipes constituídas da seguinte forma:

TIME A: Enéas, Simi e Machado, Giudice, Valle e José Benedicto, Tonico, Octávio, Irito, Bicudo e Fêgo.

TIME B: Santinho, Leão e Ferreira, Mattos, Synésio e Camargo, Waldemiro, Hugo, Renato, Abreu e Álvaro.

Despertando interesse considerado, os seguintes treinamentos foram realizados com três equipes, surgindo necessidade de organização dos exercícios em dias diferentes, ou seja: às terças-feiras treinavam os times A e B, às quintas-feiras treinavam os times A e C e aos sábados os times B e C.

Devido aos novos entusiasmos, alterações nos prévios times se fizeram necessárias, e as equipes foram posteriormente organizadas nesta constituição:

TIME A: Renato, Simi e Paiva, Hugo, Jacinto e Paulinho, Synésio, Guimarães, Abreu, Waldemiro e Giuduice.

TIME B: Santinho, Leão e Ferreira, Sérgio, Valle e Lobato, Álvaro, José Benedicto, Machado, Irito e Tonico.

TIME C: Ponzzi, José Menino e Camargo, Mattos, Braga e Heráclito, Fego, Octávio, Bicudo, Nenê e Costa.

Inauguração do Parque da Praça Monsenhor Silva Barros[editar | editar código-fonte]

Situado logo abaixo ao Convento de Santa Clara e próximo ao bosque, então existente em frente ao Fórum Municipal, o terreno doado pelos capuchinhos, recebeu reparos e, especialmente canalização do córrego que ali passa. Em 14 de dezembro de 1914, às 16:00 horas, segunda-feira, com a presença do Prefeito Dr. Gastão de Câmara Leal. figura importante para a realização dessa conquista, a Prefeitura Municipal inaugurou o Parque da Praça Monsenhor Silva Barros, o famoso Campo do Bosque.


Festa inaugural do S.C. Taubaté[editar | editar código-fonte]

Para celebrar a grande inauguração de seu estádio, o S.C. Taubaté, no dia 25 de dezembro de 1914, sexta-feira. conseguiu reunir um grande número de torcedores para a realização de sua primeira partida. O adversário foi a Associação Atlética das Palmeiras, tradicional clube paulistano, que derrotou o time taubateano por 6 x 1.[2]

Para o esperado confronto, as duas agremiações se despuseram assim:

S.C. TAUBATÉ: Paulinho, Luiz Simi e Paiva, Synésio, Sérgio Areão e Hugo, Paulo SIlva, Waldemiro, Renato Granadeiro (cap.), Abreu e Jacinto.

A.A. PALMEIRAS: Rachou, Morelli e Paulo Pinto, Gilberto, Lincoln e M. Barros, P. Paulo, Loureiro, Nazareth, Italo e Godinho.

Com a sequência de jogos, o clube reforçou seu quadro principal e conseguiu importantes resultados em partidas amistosas.

Primeiras conquistas[editar | editar código-fonte]

Em 1919, o Taubaté disputou a primeira edição do Campeonato Paulista do Interior, promovida pela Associação Paulista de Esportes Atléticos. Na primeira fase, derrotou a Caçapavense, da cidade de Caçapava, por 9 x 1. Na fase semifinal, venceu por 3 x 1 o Brasil, de Santos. Na final, enfrentou o Comercial Futebol Clube, de Ribeirão Preto. O placar de 3 x 1 deu a jovem agremiação o seu primeiro título de expressão estadual.[3]

O clube taubateano seguiu sendo destaque nas disputas da competição promovida pela APEA. Porém, em 1927, a diretoria da agremiação decidiu pela filiação a LAF Liga de Amadores de Futebol, que também promoveu o Campeonato Paulista do Interior. Após passar pelas fases iniciais, decidiu o título com o Lemense e foi campeão, após vitória por 2 x 1.[3]

Divisões do Campeonato Paulista
Campeonato Paulista de Futebol - Série A2Campeonato Paulista de Futebol - Série A3Campeonato Paulista de Futebol - Segunda DivisãoCampeonato Paulista de Futebol - Série A3Campeonato Paulista de Futebol - Série A2Campeonato Paulista de Futebol - Série A3Campeonato Paulista de Futebol - Série A2Campeonato Paulista de FutebolCampeonato Paulista de Futebol - Série A2Campeonato Paulista de Futebol - Série A2Campeonato Paulista de FutebolCampeonato Paulista de Futebol - Série A2

Símbolos[editar | editar código-fonte]

Mascote[editar | editar código-fonte]

Em 1954, o Esporte Clube Taubaté disputou o Campeonato Paulista da Segunda Divisão, e se classificado para a fase final. A primeira partida desta etapa foi contra o Comercial, da cidade de Ribeirão Preto, no campo do Bosque, em Taubaté.

O "Gigante do Vale", como o clube era conhecido naquela época, venceu o Comercial por 6 a 3. Porém, na ocasião, o atacante Alcino entrou em campo sem estar com a sua documentação regularizada junto a FPF (Federação Paulista de Futebol). Por este motivo, o Comercial pleiteou os pontos da derrota, sendo prontamente atendido pela entidade esportiva.

Com isto, uma charge no diário esportivo Gazeta Esportiva se referiu ao Taubaté com um desenho de um burro. O animal, que seria motivo de chacota pelas torcidas adversárias, foi carinhosamente adotada pela torcida taubateana.

A denominação "Burro da Central" já existiu desde 1955, ano em que se encerrou o Campeonato Paulista da Segunda Divisão de 1954. Não é verdadeira a informação de que o complemento do apelido "da Central" só surgiu em 1968, após a construção do Estádio Joaquim de Morais Filho. Desde o início, o apelido era "Burro da Central", pelo fato de passar por Taubaté a Estrada de Ferro Central do Brasil. Assim como já existiam a "Pantera da Mogiana" (Botafogo de Ribeirão Preto), o "Elefante da Noroeste" (C.A. Linense), também foi colocado no E.C.Taubaté, pelo jornalista Thomaz Mazzoni do jornal "A Gazeta Esportiva", o apelido de "Burro da Central".

Desta forma, os torcedores adotam o burro como mascote em camisas, bandeiras, adesivos e faixas.

Hino[editar | editar código-fonte]

A letra e a interpretação do hino do clube é de Santos Cursino e Augusto César Guará.

Hino do Esporte Clube Taubaté

"Nós somos a torcida alvi anil
O esporte é a nossa bandeira
Sentindo os chamados do Brasil
Estamos novamente na primeira

Nossa gente viril e capaz
De passar por todas as barreiras
O azul é o céu
O branco a paz
São as cores da nossa bandeira'

A nossa bandeira que a torcida conduz
Tem em seu emblema nosso espírito de luz
No nosso alvi-azul a ordem é lutar
E de norte a sul vai a garra mostrar"

Presidentes[editar | editar código-fonte]

O Esporte Clube Taubaté já teve, em sua história, 34 presidentes. Entre os presidentes mais importantes da história do clube, está Gastão da Câmara Leal, um dos fundadores da agremiação e primeiro prefeito da cidade de Taubaté, entre 1908 e 1915. Ele foi o responsável pela construção do primeiro campo de futebol do clube, o estádio da Praça Monsenhor Silva Barros.[4]

Outro presidente importante para a história do clube foi Joaquim de Morais Filho. Em sua primeira gestão, o Burro da Central disputou, pela primeira vez, a principal divisão do Campeonato Paulista de Futebol. Também teve início em seu mandato a construção do estádio que recebe o seu nome e que foi inaugurado em 1968.

Abaixo, a relação dos presidentes do Taubaté:

Torcidas Organizadas[editar | editar código-fonte]

Ao longo de toda sua história, as arquibancadas taubateanas foram pontos de encontro entre torcedores apaixonados. Naturalmente, agremiações organizadas surgiram e foram extintas em prol do apoio e da devoção ao Alvi-azul.

Atuantes:

  • Os Jecas
  • Dragões Alvi Azul

Extintas:

  • Comando 1914
  • Cocheira
  • Burrão Chopp
  • Explosão
  • Forject
  • Camisa 14

Elenco atual[editar | editar código-fonte]

Goleiros
Jogador
Brasil William Menezes
Brasil Rafael Dida
Brasil Felipe
Defensores
Jogador Pos.
Brasil Dogao Z
Brasil Rafael Castro Z
Brasil Henrique Z
Brasil Mauricio Z
Brasil Inaiã LD
Brasil Negueba LD
Brasil Denis Neves LE
Brasil Malcoon LE
Meio-campistas
Jogador Pos.
Brasil Elivelton V
Brasil Marcos Antonio V
Brasil Levi V
Brasil Carlinhos V
Brasil Pedro V
Brasil Boquita M
Brasil Branquinho M
Brasil Giovanni Pavani M
Brasil Chumbinho M
Brasil Hugo M
Atacantes
Jogador
Brasil Erminio
Brasil David Batista
Brasil Rodriguinho
Brasil Quirino
Brasil Coutinho
Comissão técnica
Nome Pos.
Brasil João Vallim T

Títulos[editar | editar código-fonte]

As principais conquistas do Taubaté foram as seguintes:

Estaduais
Competição Títulos Temporadas
0-esp.png Campeonato Paulista de Futebol - Série A2 2 1954 e 1979
0-esp.png Campeonato Paulista de Futebol - Série A3 2 2003 e 2015
0-esp.png Campeonato Paulista do Interior 3 1919, 1926 e 1942
0-esp.png Campeonato Paulista de Futebol - Sub-20 - 2ª Divisão 1 1985
Interestadual
Competição Títulos Temporadas
São Paulo Rio de Janeiro Torneio Miguel Couto Filho 1 1956
Regionais
Competição Títulos Temporadas
São Paulo Copa Vale do Paraíba 2 1986 e 1987
Municipais
Competição Títulos Temporadas
Bandeirataubate.png Campeonato Amador da Primeira Divisão de Taubaté [5] 3 1951, 1959 e 1961

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Participações[editar | editar código-fonte]

Participações em 2020
Competição Temporadas Melhor campanha Anos A Aumento R Baixa
São Paulo Campeonato Paulista 14 7º colocado (1959) 1927, 1955-1962 e 1980-1984 2
Série A2 36 Campeão (1954 e 1979) 1947-1954, 1963-1968, 1976-1979, 1985-1993, 2004-2007 e 2016-2020 2 2
Série A3 17 Campeão (2003 e 2015) 1994-2003, 2008 e 2010-2015 2 1
Segunda Divisão 1 4º colocado (2009) 2009 1
Copa Paulista 9 Semifinal (1999) 1999, 2002, 2004, 2011, 2013-2014 e 2017-2019

Últimas dez temporadas[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Temporadas do Taubaté
Últimas dez temporadas do Esporte Clube Taubaté
Brasil Nacionais Flag of the United Nations.svg Internacionais São Paulo Estaduais
Campeonato Brasileiro Copa do Brasil Continentais / Mundial Campeonato Paulista Copa Paulista
Ano Div. Pos. Pts J V E D GP GC Fase Máxima Competição Fase Máxima Div. Pos. Fase Máxima
2011 D Não classificado A3 1F
2012 D Não classificado A3 11º
2013 D Não classificado A3 11º 1F
2014 D Não classificado A3 11º 1F
2015 D Não classificado A3
2016 D Não classificado A2
2017 D Não classificado A2 10º 1F
2018 D Não classificado A2 QF
2019 D Não classificado A2 2F
2020 D Não classificado A2 Ad
Legenda:
     Campeão
     Vice-campeão
     Eliminado nas semifinais
     Campeão e promovido à divisão superior
     Vice-campeão e/ou promovido à divisão superior
     Rebaixado à divisão inferior
     Classificado à fase de grupos da Copa Libertadores
     Classificado à fase preliminar da Copa Libertadores
     Classificado à Copa Sul-Americana
     Campeão do Campeonato do Interior

Referências

  1. a b «História do Futebol Taubateense». Consultado em 30 de dezembro de 2011. Arquivado do original em 10 de dezembro de 2011 
  2. Voz do Vale. Pág. 2. 01-11-2014
  3. a b Voz do Vale. Pág. 3. 01-11-2014
  4. «Há 74 anos falecia o 1º prefeito de Taubaté». Almanaque Urupês. 24 de junho de 2014. Consultado em 12 de junho de 2015. Arquivado do original em 14 de junho de 2015 
  5. «Campeonato de Futebol Amador de Taubaté da Primeira Divisão - Campeões». RSSSF Brasil. 2003. Consultado em 12 de junho de 2015. Arquivado do original em 13 de julho de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]