Esporte Clube Vitória (basquetebol masculino)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Universo/Vitória
Universo/Vitória logo
Nome completo Associação Salgado de Oliveira de Educação e Cultura
Alcunha Rubro-Negro Baiano
Leão da Barra
Constelação de Leão
Nêgo
Mascote Leão
Ligas Brasil NBB
Bahia Campeonato Baiano
Flags of the Union of South American Nations.gif Liga Sul-Americana
Fundação 2015 (3 anos) (como Universo/Vitória)
Arena Ginásio de Cajazeiras
Arena Capacidade 2.060 pessoas
Localização Salvador, BA, Brasil
Cores Vermelho, Preto
         
Presidente Brasil Ricardo David
Material esportivo Brasil Onza
Patrocinador Principal Brasil Universo
Brasil Caixa
Brasil Energizer

O Universo/Vitória é uma equipe profissional brasileira de basquete masculino da Associação Salgado de Oliveira de Educação e Cultura em parceria com o Esporte Clube Vitória (ECV), sediado na cidade de Salvador, Bahia. Desde 2015, a equipe disputa o Novo Basquete Brasil (NBB).

História[editar | editar código-fonte]

Na década de 1940, o Vitória era conhecido como "Academia", devido à refinada técnica dos seus atletas no basquetebol. Tempos depois atuou sob o nome de Vitória/Faculdade 2 de Julho (em parceria com a baiana Faculdade 2 de Julho),[1] sempre com times competitivos, senão ganhando os campeonatos, ficando entre os primeiros.[2]

Parceria com a UNIVERSO e entrada no NBB[editar | editar código-fonte]

Em meados de 2015, o EC Vitória firmou parceria com a Associação Salgado de Oliveira de Educação e Cultura, da Universidade Salgado de Oliveira (UNIVERSO). Esta detinha a franquia duma vaga na competição da elite do basquetebol brasileiro, o Novo Basquete Brasil (NBB),[3][4] e buscava novo parceiro em razão de problemas financeiros com a equipe do Unitri/Uberlândia. Assim, sucedeu o time de Uberlândia no NBB.[5] Firmada a parceria, a equipe assumiu a designação de Universo/Vitória. A estreia ocorreu na temporada 2015–16 do NBB com mando de jogo no Ginásio Poliesportivo de Cajazeiras, na capital baiana.[6][7]

O Universo/Vitória é o primeiro representante do estado da Bahia no NBB e o segundo do Nordeste, após o Basquete Cearense. A mudança foi repentina e um elenco completamente novo foi formado.[4][8] No primeiro ano no NBB, a equipe chegou à segunda fase da competição, que foi eliminatória (playoffs). E na temporada seguinte (2016–2017), conseguiu a terceira colocação e a classificação para a Liga Sul-Americana de Basquete de 2017.[9][10] Na terceira temporada, chegou às eliminatórias dos playoffs, mas foi derrotado pelo Minas Tênis Clube na série de cinco partidas nas oitavas de final do NBB 2017–2018.[11][12][13]

Após o fim da terceira temporada, problemas na parceria foram evidenciados. O presidente do Vitória, Ricardo David, em entrevista à Rádio Metrópole em abril de 2018 afirmou priorizar o futebol profissional e indisposição em financiar atividades da equipe de basquete, exigindo "auto-sustentação" para a modalidade.[10] Em entrevista posterior, o superintendente da equipe de basquete, Marcelo Falcão, afirmou que recebeu comunicado encerramento dos contratos dos jogadores e da comissão técnica de basquete. Ao demonstrar sua chateação com a situação, revelou a existência de dívida em atraso do ECV com a UNIVERSO.[9] A dívida foi fruto de acordo feito após a temporada 2016–2017, em que o EVC contribuiria financeiramente com repasses mensais, mas as duas últimas parcelas não foram pagas pela gestão do presidente Agenor Gordilho e a gestão do sucessor Ricardo David também não quitou e propôs a renegociação da dívida.[14] Em entrevista ao jornal Correio, o treinador Regis Marrelli anunciou que todos os jogadores e membros da comissão técnica foram chamados para dar baixa na carteira de trabalho.[15] Com a equipe dispensada e liberada para acertar contratos com outros, Régis Marrelli foi contratado pelo Paulistano[16] e o armador Kenny Dawkins fez publicação em perfil seu em rede social em tom de despedida.[17] Petições[18] e cartas abertas[19] dirigidas ao ECV e favoráveis à continuação foram lançadas por torcedores, mas renovação da parceria é caracterizada como incerta.

Jogadores[editar | editar código-fonte]

Estados Unidos #2 Nick Okorie

Brasil #3 João Pedro

Brasil #4 Arthur Belchor

Brasil #7 Renato Scholz

Estados Unidos #8 Matt Shaw

Brasil #10 Vitor Palma

Estados Unidos #14 Kenny Dawkins

Brasil #17 Edu Mariano

Brasil #21 Murilo Becker

Brasil #34 Douglas Kurtz

Brasil #35 Maique Tavares

Brasil #40 André Goes

Brasil #66 Marcelo Filho

Títulos[editar | editar código-fonte]

A tabela abaixo resume os títulos da equipe no basquete masculino em competições regionais (disputadas no âmbito do Nordeste do Brasil) e estaduais (disputadas na Bahia). Os títulos conquistados invictamente estão sinalizados com uma estrela (★).

REGIONAIS
Competição Títulos Temporadas
Copa Brasil-Nordeste de Basquete 1 2015
Campeonato do Nordeste de Basquete 1 2015
ESTADUAIS
Competição Títulos Temporadas
Campeonato Baiano de Basquete 5 2005 ★, 2012 ★,[20] 2013 ★, 2016 ★,[21] 2017 ★
Copa Verão Vivo de Basquete 1 2012-13 ★
Taça Capital[nota 1] 3 2012 ★, 2013 ★, 2016 ★[22]

Temporadas[editar | editar código-fonte]

Legenda:
     Campeão
     Vice-campeão
     Classificado à FIBA Liga das Américas
     Classificado à Liga Sul-Americana de Basquete
Brasil Campeonato Brasileiro
Temporada Divisão Pos. Playoffs J V D %
2015–16 NBB 12.º 1-F 28 8 20 29
2016–17 NBB 3.º S-F 41 22 19 54
2017–18 NBB Em andamento

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas

  1. Taça Capital é o título que se dá ao campeão do segundo turno do Campeonato Baiano de Basquete.

Referências

  1. [1]
  2. «Vitória-Faculdade 2 de Julho vence a primeira no basquete». ECVitoria.com. 15 de abril de 2012. Consultado em 19 de julho de 2012. 
  3. «Últimos detalhes». EC Vitória. Consultado em 13 de setembro de 2015. 
  4. a b «Com parceria de Vitória e Universo, Salvador terá time na NBB 2015/16». Correio. Consultado em 10 de setembro de 2015. 
  5. «Uberlândia se muda para Salvador e continua no NBB». Estadão 
  6. «Time de basquete de Uberlândia vai mesmo para Salvador». Correio de Uberlândia. Consultado em 2 de setembro de 2015. 
  7. «Expandindo fronteiras!». LNB. Consultado em 6 de setembro de 2015. 
  8. «Além do futebol: Vitória apresenta equipe para a disputa do NBB». globoesporte.globo.com. Consultado em 27 de outubro de 2015. 
  9. a b Guerra, Glauber. «Basquete: Marcelo Falcão praticamente decreta fim da parceria entre a Universo e o Vitória». www.bahianoticias.com.br. Consultado em 10 de junho de 2018. 
  10. a b «Vitória avalia renovação com time de basquete: 'Não podemos sangrar o futebol', diz presidente». Arena Rubro-Negra. Consultado em 10 de junho de 2018. 
  11. «Minas vence Vitória e força quinta partida nas oitavas do NBB». Gazeta Esportiva. Consultado em 10 de junho de 2018. 
  12. Redação. «Após três prorrogações, Vitória perde do Minas e está fora do NBB». CORREIO 
  13. «Em batalha com três prorrogações, Minas supera Vitória e avança no NBB». Gazeta Esportiva. Consultado em 10 de junho de 2018. 
  14. «Vitória tem dívida com o time de basquete, ginásio de Cajazeiras teve ultimo jogo». CN Cajazeiras News. Consultado em 10 de junho de 2018. 
  15. Villar, Vitor. «Comissão técnica e jogadores do Universo/Vitória são desligados». CORREIO 
  16. «Basquete: Após deixar o Vitória, Marrelli assina com o Paulistano». www.bahianoticias.com.br. Consultado em 10 de junho de 2018. 
  17. «Após técnico, astro do Universo/Vitória se despede da equipe». Arena Rubro-Negra. Consultado em 10 de junho de 2018. 
  18. «Abaixo-Assinado pelo basquete do Universo/Vitória, importante para Cajazeiras». CN Cajazeiras News. Consultado em 10 de junho de 2018. 
  19. «CARTA ABERTA AO ESPORTE CLUBE VITÓRIA - BASQUETE». Futebol Bahiano. 16 de abril de 2018 
  20. «Basquete do Vitória é campeão baiano». leiamais.ba. 16 de dezembro de 2012. Consultado em 10 de junho de 2018. 
  21. «BASQUETE REGIONAL: Vitória conquista Tricampeonato Baiano». www.ecvitoria.com.br. Esporte Clube Vitória. 19 de dezembro de 2016. Consultado em 10 de junho de 2018. 
  22. «BASQUETE». www.ecvitoria.com.br. Esporte Clube Vitória. 12 de dezembro de 2016. Consultado em 10 de junho de 2018. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]