Esquema (veleiro)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Esquemas com vista de topo e perfil de um veleiro, as sua principais partes constituintes e respectivas denominações.

Vista de topo
Vista lateral evidenciando a diferença entre quilha e patilhão.

Topo[editar | editar código-fonte]

Na imagem de topo estão representados:

  • Amuras - os través do barco
  • Alboi - abertura por onde se passam as velas
  • Alhetas - zona do costado entre a popa e o través
  • Carrinho da vela grande - barra para regular a posição do ponte de apoio da velas
  • Enora - buraco por onde passa o mastro
  • Poço - o local onde se concentra a tripulação
  • Proa ou vante - parte da frente
  • Popa - parte traseira com o painel respectivo

Perfil[editar | editar código-fonte]

Na imagem de perfil estão representados:

  • Carlinga - peça onde o mastro se apoia na quilha
  • Brandal - cabo que mantém lateralmente o mastro
  • Escota - cabo usado para trabalhar com as vela
  • Estai e Contra-estai - cabos que mantém longitudinalmente o mastro
  • Leme - para dirigir a embarcação
  • Pau do spi - serve de "retranca ao spinnaker (spi)
    • Amantilho - cabo que mantém suspenso o pau do spi
    • Gaio - cabo que permita tirar para baixo o pau do spi
  • Patilhão - peça fixa à quilha para equilibrar o veleiro
  • Proa ou vante - parte da frente
  • Popa - parte traseira com o painel respectivo
  • Quilha - estrutura que serve de espinha dorsal a uma embarcação
  • Retranca - verga perpendicular ao mastro onde se prende a vela grande
  • Vau - viga transversal de um navio.

Ver também[editar | editar código-fonte]