Esquizocarpo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Esquizocarpo de Alcea rosea com os mericarpos visíveis.
Mericarpo indeiscente (sempre fechado) de Malva moschata.

Esquizocarpo é um tipo de fruto seco indeiscente, derivado de um gineceu sincárpico multicarpelar cujos carpelos se separam inteiramente na maturidade. Cada carpelo dá origem a um mericarpo,[1][2] um frutículo contendo uma única semente, geralmente deiscente e livre.[3] Exemplos deste tipo de fruto são a mamona (género Ricinus) e a cenoura (género Daucus).

Descrição[editar | editar código-fonte]

Um esquizocarpo e um tipo específico de fruto seco indeiscente que se desenvolve a partir de um gineceu pluricarpelar.[4] Na maturidade esquizocarpo divide-se em mericarpos' de uma só semente, cada um deles semelhante a um pequeno fruto isolado, daí receberenm frequentemente e designação de «frutículos».

Por sua vez, os mericarpos podem ser:

  • Deiscentes, abrindo-se espontânamente para soltar a semente, como no género Geranium (gerânios). Neste caso são similares às cápsula, mas com uma etapa adicional;
  • Indeiscentes, permanecendo fechados após a maturação compelta, como o fruto da planta da cenoura ou das malvas.

Uma definição mais alargada, mas frequente, inclui qualquer fruto que se separe espontaneamente em segmentos indeiscentes com uma única semente,[5] como ocorre nos géneros Desmodium, Malva, Malvastrum e Sida .

Referências

  1. Dicionário Online de Português: "mericarpo".
  2. Glossário de botânica: "mericarpo".
  3. Bell, A.D. (1997). Plant form: an illustrated guide to flowering plant morphology (Oxford, U.K.: Oxford University Press). 
  4. «Merriam-Webster Dictionary». 
  5. Bell, A.D. (1997). Plant form: an illustrated guide to flowering plant morphology (Oxford, U.K.: Oxford University Press).