Estádio Arthur Marinho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Estádio Arthur Marinho
Nomes
Nome Estádio Municipal Arthur Marinho
Apelido "Gigante da Fronteira"
Características
Local  Corumbá Mato Grosso do Sul
Coordenadas 19° 0' 10" S 57° 39' 52" W
Gramado grama especial (100 x 65)
Capacidade 5.000 pessoas
Construção
Data 1940 - 1941
Inauguração
Data 4 de julho de 1941
Outras informações
Remodelado 2008 á 2010
Proprietário Liga de Esportes de Corumbá
Administrador Liga de Esporte de Corumbá
Mandante Corumbaense FC

O Estádio Municipal Arthur Marinho, ou simplesmente Arthur Marinho, é um estádio de futebol brasileiro localizado na cidade de Corumbá, Mato Grosso do Sul. O estádio é de propriedade da Liga de Esportes de Corumbá e é administrado pela mesma.

É representante da cidade para os principais eventos futebolísticos regionais. O campo é oficial como determina a FIFA, tendo capacidade para 5 mil pessoas[1]. É o segundo maior estádio de futebol do interior de Mato Grosso do Sul e o terceiro estádio estadual, ficando atrás apenas do Morenão e Douradão respectivamente.

Origem[editar | editar código-fonte]

O estádio Arthur Marinho foi inaugurado em 4 de julho de 1941. Em 1961 recebeu as torres de iluminação. Reforma realizada em 1964 construiu arquibancadas de concreto – no lado das cabines de imprensa – para substituir as de madeira, que existiam no local. Em 1977 o estádio tinha 5 mil lugares, 10 mil a menos do que atualmente e a última grande intervenção aconteceu em 1981, quando foram construídos túneis, vestiários e o segundo lance de arquibancadas. Foi palco de grandes jogos no passado, como a vitória do Corumbaense Futebol Clube no campeonato estadual de 1984, além de jogos do Campeonato Brasileiro da 1ª divisão em 1985. Foi palco ainda da Taça de Bronze de 1981 e do Módulo Azul da segunda divisão do Campeonato Brasileiro de 1987.

Em dezembro de 2007 o estádio passa a ser administrado pela prefeitura do município e em 2010 passou por uma reforma completa: as arquibancadas todas do lado coberto foram colocadas cadeiras para melhor acomodar sua torcida. O estádio foi o primeiro de MS e é um dos poucos estádios do Centro-Oeste e do Brasil a ter um carrinho de pronto-atendimento médico[2].

Goleada histórica[editar | editar código-fonte]

Em 15 de setembro de 2012 o Corumbaense jogou contra o Coxim no Arthur Marinho, onde o Carijó da Avenida dominou a partida e acabou vencendo o jogo com uma goleada histórica de 23 a 1, com grande atuação do atacante Amarildo,[3] sendo esta a segunda maior goleada da história do Brasil em torneios oficiais, só perdendo para o torneio Botafogo 24 a 0 Mangueira, pelo Campeonato Carioca de 1909.

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

O estádio foi revitalizado recentemente, sendo feitas amplas melhorias dado condições para a realização dos principais eventos futebolisticos. Atualmente possui uma das melhores infraestruturas de todo o Mato Grosso do Sul, que inclui:[4]

  • Banheiros para torcedores (2 masculinos e 2 femininos);
  • Banheiros para a imprensa.
  • 1 vestiário para os árbitros;
  • 8 cabines para rádio e TV;
  • Bares;
  • Salas destinadas a entidades esportivas;
  • Torres com refletores para jogos noturnos;
  • Arquibancadas cobertas;
  • Placar eletrônico;
  • Gramado com sistema de irrigação automatizado;

Palco cultural[editar | editar código-fonte]

O estádio abriga projetos sociais que são desenvolvidos para comunidades de baixa renda, com a realização de cursos de capacitação, palestras e formação esportiva das crianças e jovens corumbaenses por meio de escolinhas.

O estádio é o único do Mato Grosso do Sul em que a torcida é presente. Na final do Campeonato Estadual da Série B, o público foi de quase 5 mil pessoas. Além de campeonatos municipais e estaduais, o Arthur Marinho é local de grandes shows nacionais, como Cláudia Leite, Luan Santana, Jorge e Mateus, Michel Teló, Thiaguinho, Turma do Pagode, etc. Em 2013, o estádio foi o local de ensaio da Dança da Galera, um quadro do programa Domingão do Faustão, da Rede Globo, onde Corumbá representou o Mato Grosso do Sul e o Centro Oeste em uma competição de dança, ficando apenas com o empate, com Bento Gonçalves (RS).

Público[editar | editar código-fonte]

Corumbá é conhecida pela torcida apaixonada pelo único time do município. Nos últimos anos, vem se destacando um grande número de torcedores que comparecem ao Estádio Arthur Marinho.

2015[editar | editar código-fonte]

Partida Público Rodada
Corumbaense 1x1 Ivinhema 5.020 Semifinais
Corumbaense 1x0 SERC 3.095 Quartas-de-Final
Corumbaense 0x1 Águia Negra 2.082 Primeira Fase
Corumbaense 2x0 Ubiratan 2.024 Primeira Fase
Corumbaense 0x1 Sete de Setembro 1.636 Primeira Fase
Corumbaense 1x0 Naviraiense 1.554 Primeira Fase
Corumbaense 1x1 Ivinhema 1.470 Primeira Fase

2016[editar | editar código-fonte]

Partida Público Rodada
Corumbaense 0x0 Comercial 5.380 Semifinais
Corumbaense 2x2 Costa Rica 5.280 Quartas-de-Final
Corumbaense 0x1 Águia Negra 2.586 Primeira Fase
Corumbaense 2x2 Ivinhema 1.985 Primeira Fase
Corumbaense 5x1 Aquidauanense 1.808 Primeira Fase
Corumbaense 1x1 Naviraiense 1.685 Primeira Fase
Corumbaense 2x0 Sete de Setembro 1.159 Primeira Fase

2017[editar | editar código-fonte]

Partida Público Rodada
Corumbaense 2x1 Novo 5.000 Final
Corumbaense 0x1 Operário 4.935 Semifinal
Corumbaense 2x1 União ABC 4.560 Quartas-de-Final
Corumbaense 1x0 Águia Negra 4.255 Primeira Fase
Corumbaense 2x2 Naviraiense 4.027 Primeira Fase
Corumbaense 5x1 Urso 3.450 Primeira Fase
Corumbaense 1x1 Ivinhema 3.232 Primeira Fase
Corumbaense 1x1 Sete de Setembro 1.635 Primeira Fase

*contados pagantes e não pagantes

Ver também[editar | editar código-fonte]

Fontes[editar | editar código-fonte]

  • Enciclopédia do Futebol Brasileiro, Volume 2 - Lance, Rio de Janeiro: Aretê Editorial S/A, 2001.

Referências

  1. CBF (15 de setembro de 2009). «CNEF - Cadastro Nacional de Estádios de Futebol» (PDF). Consultado em 10 de novembro de 2009. 
  2. http://www.corumba.ms.gov.br/modules/news/article.php?storyid=7834&keywords=estadio+arthur+marinho
  3. Rodrigo Nascimento (15 de setembro de 2012). «Corumbaense vence coxim por 23 a 1, só Amarildo faz 9». Diarionline. Consultado em 19 de fevereiro de 2013. 
  4. «corumba_investe_e_amplia_a_qualidade_do_estadio_arthur_marinho». Portal Esporte Ágil. 4 de maio de 2010. Consultado em 28 de fevereiro de 2013. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]