Estádio José Cândido dos Santos Virote

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Virotão
Estádio Cândido dos Santos Virote
Sisbrace: Star full.svg Star full.svg Star full.svg Star empty.svg Star empty.svg[1]

Nomes
Nome Estádio Municipal José Cândido dos Santos Virote
Apelido Virotão
Características
Local  Naviraí
 Mato Grosso do Sul,  Brasil
Coordenadas 23° 05' 71" S - 54° 18' 99" O
Gramado Grama esmeralda (110 x 75 m)
Capacidade 6.000[2]
Construção
Data Meados dos anos 70
Inauguração
Data 1978
Outras informações
Remodelado 2011, 2017
Expandido 2014
Proprietário Prefeitura Municipal de Naviraí
Administrador Público
Mandante CEN Naviraiense

Estádio Municipal José Cândido dos Santos Virote, popularmente apelidado de Virotão, é um estádio de futebol da cidade de Naviraí, no estado de Mato Grosso do Sul. Situado na região leste de Naviraí, dentro do Módulo Esportivo Virotão, o estádio é de propriedade e também administração da prefeitura do município de Naviraí. Inaugurado em 1978, o nome do estádio é uma homenagem ao pai de um dos pioneiros da fundação de Naviraí. Atualmente possui uma das melhores infraestruturas de todo o Mato Grosso do Sul.[3] É um dos maiores estádios de futebol do interior de Mato Grosso do Sul, sendo representante da cidade para os principais eventos futebolísticos regionais com capacidade para 6.000 pessoas sentadas.[2]

É o estádio onde o Clube Esportivo Naviraiense (ou "Jacaré do Conesul"), conhecido pela sigla CEN, manda seus jogos pelo campeonato estadual. Além de abrigar os jogos do Naviraiense em competições profissionais, o estádio é o palco de competições amadoras no município, como a tradicional Copa Karandá que envolve anualmente dezenas equipes locais e da região.

Além do campeonato estadual, o estádio tem sido nos últimos tempos palco de competições importantes, como a Copa do Brasil de 2011, 2013 e 2014.

Historico[editar | editar código-fonte]

O estádio Estádio José Cândido dos Santos Virote foi inaugurado meses após a divisão do estado de Mato Grosso Uno, em 1978. No ano seguinte, um dos memoráveis capítulos foi escrito, quando a Câmara Municipal de Naviraí aprovou por unanimidade, o Projeto de Lei 178/79, no qual dava ao Centro Esportivo de Naviraí o nome de “José Cândido dos Santos Virote”.

Mais recentemente o estádio foi palco de algumas competições da Copa do Brasil. Em 2011 o Naviraiense havia disputado a Copa do Brasil pela segunda vez e nesta enfrentou o paulista Santo André e foi eliminado na fase inicial por 2 a 1 e forçou o jogo de volta onde perdeu por 1 a 0 no Estádio Bruno José Daniel de Santo André. Dois anos depois o Naviraiense participa pela terceira vez na competição fazendo história, onde fez história eliminando agremiações como a paulista Portuguesa de Desportos ainda na primeira fase com empates de 0 a 0 no Virotão e 1 a 1 no Estádio do Canindé, em São Paulo. Na segunda fase passou pelo Paysandu onde perdeu em casa por 1 a 0 e na volta o Jacaré venceu por 2 a 0, em pleno Estádio da Curuzu lotado, eliminando assim o Papão. Apesar disso, por problemas de documentação o Jacaré do Cone Sul acabou sendo desclassificado nos tribunais.[4]

No ano de 2014 o CEN enfrentou o Avaí de SC. O jogo ocorreu em 2 de abril de 2014 na quarta-feira às 21h50 no Virotão. O time de SC goleou o CEN por um placar de 4 x 1.[5]

Nome do estádio[editar | editar código-fonte]

O Estádio Municipal José Cândido dos Santos Virote tem em seu nome uma homenagem ao pai de um dos pioneiros de Naviraí, Antônio Augusto dos Santos Virote, como demonstra o referido Projeto de Lei, sancionado pelo então prefeito Ronald Almeida Cançado, entrando em vigor no dia 9 de janeiro de 1979. Na época o vereador autor do referido Projeto de Lei (Jaime Dutra) era presidente da Câmara Municipal. Jaime Dutra esclareceu que sua intenção com esse Projeto de Lei era homenagear o pioneiro e ex-prefeito, Antônio Augusto dos Santos (Virote), e a única maneira encontrada foi a de nomear a principal praça esportiva de Naviraí o nome de seu falecido pai, José Cândido dos Santos Virote. Atualmente Virote é um dos torcedores ilustres do Clube Esportivo Naviraiense, sempre acompanhado de perto as principais partidas da equipe no Campeonato Estadual.[3][6]

Principais distâncias urbanas[editar | editar código-fonte]

Á seguir as distâncias das principais referências locais por ruas e avenidas:[7]

Localidade Distâncias (km)
Igreja Matriz de Naviraí 1,3
Prefeitura de Naviraí 1,5
Câmara de Naviraí 0,2
Fórum de Naviraí 1,5
Aeroporto Ariosto da Riva 3,5
Santa Casa 2
Parque de Exposições 3,8
Estádio Pacolão 2,1
Cemitério 1,7
Ginásio de Esportes de Naviraí 1,3
Praça Euclides Antônio Fabris 1,2
Horto Florestal 0,7
Parque Sucupira 2
Balneário Paraíso das Águas 4,8

Capacidade[editar | editar código-fonte]

O Virotão é um dos maiores estádios de Mato Grosso do Sul, com capacidade para 6.000 (seis mil) torcedores.[2]

É um dos principais estádios de futebol do interior de Mato Grosso do Sul, sendo representante da cidade para os principais eventos futebolísticos regionais juntamente com o Morenão (em Campo Grande), o Douradão e LEDA (em Dourados), Andradão (em Nova Andradina) e o Artur Marinho (em Corumbá).

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

Revitalizado recentemente, o campo foi transformado em um complexo esportivo. Foram feitas amplas melhorias dado condições para a realização dos principais eventos esportivos em variadas modalidades. Atualmente possui uma das melhores infraestruturas de todo o Mato Grosso do Sul, que inclui:[8]

  • Vestiários
  • Cabines para rádio e TV;
  • Banheiros para torcedores
  • Arquibancadas cobertas
  • Placar eletrônico
  • Torres de iluminação noturnas (6 superpostes com 9 refletores de 2 mil kW cada)
  • Gramado com sistema de irrigação automatizado

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • É um dos estádios mais antigos da região sul do estado, inaugurado oito anos antes do Estádio Douradão (1986).
  • Os moradores de Naviraí cuidam do estádio Virotão como se fosse a sua casa.[6]
  • Em um inusitado jogo ocorrido no Virotão, um aposentado de nome Rubens Sales havia chegado a pouco de uma pescaria: -Eu estava pescando e quando cheguei atrasado, o estádio estava lotado. Eu cheguei e falaram pra mim que eu não ia sentar. Aí eu falei: 'não vou é?' Então eu fui no carro, peguei uma sucuri na rede, trouxe e soltei a sucuri. Todo mundo ficou espantado, eu peguei a bichinha, coloquei no saco e sentei tranquilo..[6]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Classificação de estádios de futebol (Sisbrace)». Ministério dos Esportes. 25 de fevereiro de 2017 
  2. a b c «CEN - Clube Esportivo Naviraiense». Gazeta MS. 2017. Consultado em 16 de janeiro de 2018 
  3. a b «Naviraí: Nome do estádio Virotão homenageia pai de pioneiro». naviraidiario.com.br. Consultado em 29 de setembro de 2011 
  4. «Paysandu elimina Naviraiense na Justiça e volta à Copa do Brasil». Portal Terra. 20 de junho de 2013 às 21h19. Consultado em 31 de maio de 2014  Verifique data em: |data= (ajuda)
  5. «Naviraiense-MS 1 x 4 Avaí-SC - Catarinenses goleiam e estão classificado». Futebol Interior. 2 de abril de 2014. Consultado em 31 de maio de 2014 
  6. a b c Globoesporte.com (2 de maio de 2012). «Palco do primeiro jogo da final do Sul-Mato-Grossense está pronto». Globo Esporte. Consultado em 31 de maio de 2011 
  7. Mapas Google
  8. Arquibancada do Estádio Virotão será ampliada

Ligações externas[editar | editar código-fonte]