Estádio Olímpico Atatürk

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Atatürk Olimpiyat Stadı

Características
Local Istambul,  Turquia
Coordenadas 41° 04′ 28″ N, 28° 45′ 54″ L
Gramado Natural (105 × 68m)
Capacidade 80 597 (2002–2005)
76 092 (2005–2019)
75 145 (2020–presente)
Construção
Data 19972002
Custo 140 000 000 US$
Inauguração
Data 31 de julho de 2002 (20 anos)
Partida inaugural Galatasaray 2–0 Olympiakos
Recordes
Público recorde 79 414 espectadores
Data recorde 31 de julho de 2002 (20 anos)
Partida com mais público Galatasaray 2–0 Olympiakos
Outras informações
Remodelado 2005 (1ª Reforma)
2020 (2ª Reforma)
Competições União Europeia Eliminatórias para a Copa do Mundo
União Europeia Eliminatórias para a Eurocopa
União Europeia Liga das Nações da UEFA
União Europeia Liga dos Campeões da UEFA
Turquia Süper Lig
Turquia Copa da Turquia
Turquia Supercopa da Turquia
Proprietário Governo da Turquia
Administrador Federação Turca de Futebol
Arquiteto Michel Macary
Aymeric Zublena
Mandante Seleção Turca de Futebol
Galatasaray (200304)
Kasımpaşa (200708)
Başakşehir (200714)
Beşiktaş (201316)
Karagümrük (2020–presente)

O Estádio Olímpico Atatürk (em turco, Atatürk Olimpiyat Stadı) é um estádio multiuso localizado na cidade de Istambul, na Turquia. É o maior estádio de futebol construído no país, com capacidade máxima atualmente fixada em 75 145 espectadores após a introdução da nova pista de atletismo na reforma promovida em 2020. É considerado um estádio padrão 5 estrelas pela UEFA desde 2004.

Histórico[editar | editar código-fonte]

Começou a ser construído em 1997, sendo oficialmente inaugurado em 31 de julho de 2002 com a partida amistosa disputada entre o Galatasaray e o Olympiakos, que terminou com a vitória do clube local por 2–0. Desde sua inauguração, passou a ser oficialmente a nova casa da Seleção Turca de Futebol, substituindo o antigo Estádio Atatürk de Esmirna, palco histórico da seleção nacional desde 1971 e até então o estádio de maior capacidade da Turquia.

Foi a casa do Galatasaray na temporada 2003–04, enquanto era feita a reforma do Estádio Ali Sami Yen. Durante a temporada 2006–07, o clube voltou a jogar pela Liga dos Campeões no estádio. Também foi casa de outros times, como o İstanbul Başakşehir, Kasımpaşa e Beşiktaş quando tais clubes também promoveram a construção ou a reforma de seus atuais estádios. Desde 2020, o Karagümrük manda seus jogos oficiais pela Süper Lig de 2020–21 no estádio diante da inadequação de seu estádio para receber jogos oficiais da Primeira Divisão Turca.

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

Foi originalmente concebido para a candidatura de Istambul aos Jogos Olímpicos de 2008. O estádio é parcialmente coberto por 2 telhados de aço que juntos pesam 1,300 toneladas. A cobertura oeste, projetada em forma de meia–lua e composta principalmente por uma viga mestra de 1,000 toneladas denominada mega–treliça, é sustentada por dois poços de concreto armado com um vão de 196 metros.

Com suas 134 entradas e 148 portas de saída, o estádio permite a evacuação de 80,000 espectadores em 7,5 minutos em casos de emergência. Dois campos anexos para fins de aquecimento e treinamento de atletas são conectados diretamente ao estádio por um túnel.

A infraestrutura técnica e o design do estádio garantem ótima visibilidade de todas as arquibancadas com um nível de som homogêneo (102 dB) com sistemas de alto–falantes modernos e uma iluminação de 1,400 lx cobrindo todas as áreas do estádio. Um centro comercial de 42,200 está situado sob a cobertura oeste, com um comprimento de fachada frontal de 450 metros e um total de 6 andares, sendo 3 andares abaixo do nível do solo.

Partidas Importantes[editar | editar código-fonte]

Em 25 de maio de 2005 recebeu a final da Liga dos Campeões, entre Milan e Liverpool, quando o time inglês foi para o intervalo perdendo por 3–0 e empatou o jogo no 2º tempo, levando-o para a prorrogação. Após persistir o empate no tempo extra, os ingleses venceram os italianos por 3–2 nos pênaltis e sagraram-se campeões europeus pela 5ª vez em sua história[1].

O estádio havia sido escolhido pela UEFA para receber mais uma vez a final da Liga dos Campeões, marcada para ocorrer em 29 de maio de 2021[2]. Entretanto, com a piora da situação da pandemia de COVID-19 na Turquia, a entidade cancelou a realização do jogo em Istambul e decidiu transferir a final para o Estádio do Dragão, localizado na cidade do Porto, em Portugal, na mesma data definida anteriormente[3]. Assim, o Estádio sediará a Final da Liga dos Campeões da UEFA de 2022–23 após não conseguir sediar as finais das temporadas 2019–20 e 2020–21.[4]

Curiosidade[editar | editar código-fonte]

É um excelente local para shows de grande porte. Em 6 de setembro de 2010, o estádio recebeu um espetáculo da banda de rock U2, como parte da U2 360° Tour, num show para 55,000 espectadores no local[5].

Referências

  1. «Com reviravolta, Liverpool bate o Milan e conquista a Europa - 25/05/2005 - UOL Esporte - Futebol». www.uol.com.br. Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  2. «Palco da mítica final de 2005, Estádio Atatürk voltará a receber a decisão da Champions em 2020 — Champions League». Trivela. 24 de maio de 2018. Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  3. Dia, O. «Final da Champions League deve mudar para Portugal | Esporte | O Dia». odia.ig.com.br. Consultado em 11 de maio de 2021 
  4. UEFA.com (16 de julho de 2021). «Istambul recebe final da Champions League em 2023, Munique em 2025». UEFA.com. Consultado em 7 de outubro de 2021 
  5. «U2'dan unutulmaz konser». www.sabah.com.tr (em turco). Sabah. 7 de setembro de 2010