Estádio Olímpico Colosso da Lagoa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Colosso da Lagoa
Sisbrace: Star full.svg Star full.svg Star empty.svg Star empty.svg Star empty.svg


Estádio Colosso da Lagoa, em um Grenal.

Características
Local Erechim, RS
Gramado Grama natural (110 x 80 m (o maior do Brasil))
Capacidade 22.000 pessoas[1]
Construção
Inauguração
Data 2 de Setembro de 1970
Partida inaugural Grêmio 0 X 2 Santos
Primeiro gol Pelé (Santos)
Recordes
Público recorde 25.000 pagantes
[carece de fontes?]
Data recorde 18 de agosto de 1974
Partida com mais público Ypiranga 0 X 2 Internacional
Outras informações
Proprietário Ypiranga
Mandante Ypiranga

O Estádio Olímpico Colosso da Lagoa é um estádio de futebol localizado em Erechim, Rio Grande do Sul.

O estádio pertence ao time de futebol erechinense Ypiranga e foi inaugurado na gestão do presidente Oscar Abal.

História[editar | editar código-fonte]

Desde o início das suas atividades no departamento de futebol, no ano de 1924, o Ypiranga disputava suas partidas em um estádio conhecido como "Estádio da Montanha", localizado na Rua Bento Gonçalves, bairro Ipiranga, em um campo que deteriorou-se com o passar dos tempos e foi abandonado.[2] Naquele período, a sede do clube ficava na Rua Alemanha, no centro da cidade.[2]

Após receber o apoio do então presidente do clube em 1964, Oscar Abal, deu-se início à ideia da construção de um estádio próprio, em um terreno que possuía ao redor uma lagoa e uma pedreira.[3] No ano de 1967, ocorreu o início das obras da construção de um estádio próprio do Ypiranga, localizado na Avenida Sete de Setembro, considerada uma das vias mais tradicionais da cidade.[2] A construção só tornou-se viável devido à venda de títulos patrimoniais, com o sorteio de automóveis e eletrodomésticos, em um momento em que o clube chegou a ter 50 mil associados patrimoniais, inclusive no exterior.[3] Com a decisão tomada, tornou-se necessária ainda a venda e a subsequente demolição do Estádio da Montanha para arcar com os gastos financeiros da construção do estádio próprio.[3]

O estádio foi denominado como Estádio Olímpico Colosso da Lagoa e sua inauguração oficial deu-se em 2 de setembro de 1970, com a realização de um torneio amistoso envolvendo as equipes do Grêmio, Santos, Botafogo, Internacional, Cruzeiro, Independiente, Esportivo, Atlântico e Ta-Guá, além da própria equipe do Ypiranga.[4] A primeira partida oficial foi entre as representações do Grêmio e do Santos, vencida pela equipe paulista pelo placar de 2-0.[5] O gol inaugural do estádio foi marcado pelo jogador Pelé, tendo sido este o gol de número 1 040 na carreira do atacante e recebendo uma placa de bronze da Rádio Tupi em homenagem pelo feito.[6] A primeira partida do Ypiranga ocorreu uma semana após, em um triunfo pelo mesmo torneio amisto por 3-2 sobre a equipe do Esportivo.[2]

A partida com o maior número de espectadores na história do estádio ocorreu durante o Campeonato Gaúcho de Futebol de 1974, onde o Ypiranga foi derrotado pelo placar de 2-0 frente ao Internacional.[2] Decorrido no dia 18 de agosto, o jogo marcava a comemoração de 50 anos do aniversário do Canarinho e recebeu cerca de 25 000 pessoas.[7] O primeiro confronto entre as equipes de Grêmio e Internacional no estádio ocorreu em um amistoso no ano de 1992, terminando em um empate por 0-0.[8] Devido à capacidade do estádio, bem como a qualidade nos sistemas de iluminação, comunicação e vestiários, a Federação Gaúcha de Futebol optou por realizar mais três edições do clássico Gre-Nal no estádio.[9] A primeira, que ocorreu em 2009, foi vencida pelo Internacional pelo placar de 1-0.[10] As outras duas partidas foram realizadas nas edições de 2010 e 2013 do Campeoanto Gaúcho, ambas vencidas pelo Internacional pelo placar de 2-1.[11]

A capacidade do estádio Colosso da Lagoa, no momento da sua construção, era de 30.000 pessoas.[2] No entanto, com as padronizações do futebol a fim de evitar problemas causados por superlotações, sua capacidade máxima foi reduzida para 22.000 pessoas.[12] Tal redução também é devida à implantação de duas mil cadeiras brancas em um setor das arquibancadas, as quais são oriundas do Estádio Beira-Rio, que não seriam mais utilizadas após a reforma feita para a Copa do Mundo FIFA de 2014.[13] Apesar da redução da capacidade em cerca de oito mil lugares, o Colosso da Lagoa é o quarto estádio em número de espectadores no Rio Grande do Sul, sendo o maior do interior e permanecendo atrás apenas do Beira-Rio, da Arena do Grêmio e do Estádio Olímpico Monumental.[14] As dimensões do estádio são de 110 x 76m, considerado um dos maiores campos em dimensão do futebol brasileiro.[14] No ano de 2015, houve a construção de uma bola estática na frente do portão de entrada do estádio, com a dimensão de 3.5 metros de diâmetro; ao superar a do Estádio Mané Garrincha, com 2.2 metros de diâmetro, tornou-se a maior do mundo neste quesito.[15]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «CNEF - Cadastro Nacional de Estádios de Futebol (Rev. 6)» (PDF). CBF. 18 de janeiro de 2016. Consultado em 16 de julho de 2016. 
  2. a b c d e f «Assembléia Legislativa presta homenagem ao Ypiranga de Erechim». Assembleia Legislativa. Consultado em 15 de julho de 2016. 
  3. a b c «Conheça a história da construção do estádio Colosso da Lagoa, em Erechim». Globo. Consultado em 14 de julho de 2016. 
  4. Site oficial do Ypiranga. «História - Ypiranga». Consultado em 27 de fevereiro de 2016. 
  5. «Inaugurações de estádios». Acervo Santos FC. Consultado em 15 de julho de 2016. 
  6. «Pelé no Rio Grande do Sul: os números do 'Rei do Futebol' contra os gaúchos». ClicRBS. Consultado em 15 de julho de 2016. 
  7. «O Colosso da Lagoa». Jornal Bom Dia. Consultado em 15 de julho de 2016. 
  8. «Brasileirão terá Gre-Nal inédito fora de Porto Alegre; Inter domina histórico». Globo Esporte. Consultado em 15 de julho de 2016. 
  9. «Com pouco valor, Gre-Nal prematuro será para o interior ver». ESPN. Consultado em 15 de julho de 2016. 
  10. «Nilmar marca no fim e Inter vence o Grenal em Erechim». ClicRBS. Consultado em 15 de julho de 2016. 
  11. «DEU A LÓGICA: EM GRE-NAL QUENTE, INTER VENCE OS RESERVAS DO GRÊMIO». Globo Esporte. Consultado em 15 de julho de 2016. 
  12. «Direto de Erechim: Colosso da Lagoa recebe últimos retoques». ClicRBS. Consultado em 15 de julho de 2016. 
  13. «Colosso da Lagoa ganha cadeiras antigas do Beira-Rio». ClicRBS. Consultado em 15 de julho de 2016. 
  14. a b «O estádio». YFC. Consultado em 15 de julho de 2016. 
  15. «Maior bola estática em estádio de futebol no mundo é de Erechim». Comunidade Viadutos. Consultado em 15 de julho de 2016.