Novo Estádio Nacional de Tóquio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Estádio Olímpico de Tóquio
Kokuritsu Kyōgijō
Kokuritsu Kasumigaoka Rikujo Kyogijo-27g.jpg
Estádio em construção, maio de 2019.
Nome Kokuritsu Kasumigaoka Rikujō Kyogijō
Características
Local Shinjuku, Tóquio
 Japão
Gramado Grama natural (105 x 68 m)
Capacidade 68 000
Construção
Data 20162019
Inauguração
Data 1 de janeiro de 2020[1]
Partida inaugural Vissel Kobe 2 × 0 Kashima Antlers
Primeiro gol Noriaki Fujimoto (Vissel Kobe)
Outras informações
Mandante Tóquio 2020
Kokuritsu Kasumigaoka Rikujo Kyogijo 191221g.jpg

O Estádio Olímpico de Tóquio, também conhecido como Novo Estádio Nacional de Tóquio (em japonês: 新国立競技場 Shin kokuritsu kyōgijō) é um estádio multi-uso localizado em Kasumigaoka, Shinjuku, Tóquio, no Japão. O estádio será o estádio principal para a abertura e encerramento, e receberá eventos de corrida e campo nos Jogos Olímpicos de Verão de 2020 e também os Jogos Paralímpicos de Verão de 2020. Depois da demolição do Estádio Olímpico de Tóquio, em 2015.

As obras oficiais começaram em 11 de dezembro de 2016. Os planos originais para o novo estádio foram descartados em julho de 2015 pelo primeiro-ministro japonês, Shinzō Abe, que anunciou uma nova onda após protestos públicos por causa do aumento dos custos da construção. Como resultado, o novo design não estará pronto para a Copa do Mundo de Rugby de 2019, como inicialmente previsto.[2] Um novo design criado pelo arquiteto Kengo Kuma foi escolhido em dezembro de 2015 para substituir o projeto original e deve ser concluído em novembro de 2019.

História[editar | editar código-fonte]

Depois de Tóquio ser escolhida para sediar os Jogos Olímpicos de Verão de 2020, houve rumores de possivelmente renovar ou reconstruir o Estádio Olímpico Nacional. O estádio abrigaria as cerimônias de abertura e encerramento, bem como eventos de pista e campo.[3] Foi confirmado em fevereiro de 2012 que o estádio seria demolido e reconstruído, e recebido £1 bilhão para a reforma. Em novembro de 2012, as renderizações do novo estádio nacional foram reveladas com base em um projeto da arquiteta Zaha Hadid. O estádio foi demolido em 2015 e o novo está programado para ser concluído em março de 2019.[4] O novo estádio será palco de atletismo, rugby e certas finais de futebol, bem como as cerimônias de abertura e encerramento das Olimpíadas.[5]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Palco olímpico de 64 e 2020, Estádio Nacional de Tóquio é reaberto com título do Vissel Kobe». GloboEsporte.com. 1 de janeiro de 2020. Consultado em 1 de janeiro de 2020 
  2. «Japan rips up 2020 Olympic stadium plans to start anew». 2015. Consultado em 17 de julho de 2015 
  3. «Tokyo 2020 Bid Venue Could Be Renovated». 2011. Consultado em 3 de março de 2014 
  4. «Dazzling re-design for 2019 World Cup final venue». Consultado em 16 de novembro de 2012 
  5. «Venue Plan». Consultado em 27 de julho de 2013 
Precedido por
Estádio do Maracanã-Rio de Janeiro
Jogos Olímpicos de Verão
2020
Sucedido por
Stade de France-Paris