Estádio de San Mamés

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
San Mamés Barria
Panorama im San Mamés Stadion.jpg

Características
Local Bilbau, País Basco, Flag of Spain.svg Espanha
Gramado (105x68 m)
Capacidade 53.289
Inauguração
Data 16 de setembro de 2013
Partida inaugural Athletic Bilbao 3x2 Celta de Vigo
Primeiro gol Charles (Celta de Vigo)
Outras informações
Proprietário Athletic Bilbao

O Estádio de San Mamés Barria é um estádio multiusos localizado na cidade de Bilbau na Espanha. É a casa do Athletic Club desde 2013.

Foi inaugurado em 2013 e como propriedade do Athletic Bilbao em 16 de setembro de 2013, A construção custou 173 milhões de euros e foi confirmada pela UEFA como uma das 13 sedes da Eurocopa de 2020.[1] Mas posteriormente, a sede foi transferida para o Estádio Ramón Sánchez Pizjuán em Sevilha. devido as restrições de público impostas pela Pandemia de COVID-19.[2]

História[editar | editar código-fonte]

Os primeiros estágios do planejamento ocorreram em 2004, com contratos iniciais assinados no final de 2006, depois de receberem a aprovação para construir em março de 2006. O novo estádio seria construído ao lado dos atuais San Mamés, em terra ocupada até 2003 pela Feira Internacional de Bilbau.

Antigo estádio sendo demolido para a construção do novo estádio, Junho 2013

No dia 26 de maio de 2010, às 12h, a cerimônia de inauguração aconteceu no antigo Estádio San Mamés.

Em uma exposição simbólica, um pedaço de grama e um tijolo da fachada foram removidos do estádio antigo e levados para o local de construção adjacente por uma corrente humana, incluindo os famosos jogadores Iribar, Aitor Larrazábal, Iturraspe e Muniain, bem como membros do sistema juvenil. A equipe feminina, a equipe de reserva e seus mais antigos e mais jovens inscritos.

Inicialmente, três quartos do novo estádio foram construídos e, em seguida, os jogos tiveram lugar, enquanto o antigo foi demolido para dar espaço para completar a nova arena.

Apesar dos problemas econômicos que o país estava passando na época, especialmente o povo basco, 52,6% do custo total de 211 milhões de euros (178 milhões de euros) do estádio foram pagos por instituições públicas - alguns pelo Governo Basco (50 euros)[3], alguns pela Câmara Municipal de Bilbao (11 euros) e alguns pelo Conselho Provincial de Biscaia (50 milhões de euros incluindo terra), com a ressalva de que o estádio incluiria instalações para uso do público, como um centro de lazer e centro de esportes.

Inauguração[editar | editar código-fonte]

O novo San Mamés foi inaugurado em 16 de setembro de 2013, 102 dias após o último jogo que aconteceu no antigo estádio, a primeira partida foi ás 22:00 da noite, com um jogo entre o Athletic Bilbao e o Celta de Vigo que terminou com a vitória do Athletic Bilbao por 3x2.[4]

Acessos[editar | editar código-fonte]

Metrô[editar | editar código-fonte]

Metrô de San Mamés

Ônibus[editar | editar código-fonte]

Autoestrada do Cantábrico

Concertos Musicais[editar | editar código-fonte]

A banda de rock Guns N' Roses fez um show no dia 30 de maio de 2017, sendo o primeiro evento musical que aconteceu neste local.[5]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Bilbao será sede oficial de la Eurocopa 2020». deia.eus. 19 de setembro de 2014. Consultado em 19 de setembro de 2014 
  2. «Eurocopa: Sevilha substitui Bilbao como cidade-sede, e Dublin é descartada pela Uefa». globoesporte.com. 23 de abril de 2021. Consultado em 23 de abril de 2021 
  3. «Euskal Herria ezagutzea - Gobierno Basco». euskadi.eus. 24 de abril de 2006. Consultado em 24 de abril de 2006 
  4. 20minutos (17 de setembro de 2013). «El Athletic estrena su nuevo estadio con un triunfo sobre el Celta de Vigo (3-2)». www.20minutos.es - Últimas Noticias (em espanhol). Consultado em 9 de julho de 2022 
  5. «Concierto de Guns N' Roses en Bilbao: Axl y Slash, juntos pero poco revueltos en San Mamés». El Correo (em espanhol). 30 de maio de 2017. Consultado em 9 de julho de 2022