Estação Charles de Gaulle - Étoile

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Charles de Gaulle - Étoile
Plataforma da Linha 2
Uso atual Estação de metropolitano
Administração RATP Metrô de Paris
Linhas Linhas 1, 2 e 6
Código 1812
Tipo de estação Subterrânea
Plataforma 5
Informações históricas
Inauguração 19 de julho de 1900
Localização
Localização Praça Charles de Gaulle, s/n.
Próxima estação
Sentido La Défense Paris m 1 jms.svg Sentido Château de Vincennes
Argentine George V
Charles de Gaulle - Étoile
Sentido Porte Dauphine Paris m 2 jms.svg Sentido Nation
Victor Hugo Ternes
Charles de Gaulle - Étoile
Sentido Charles de Gaulle - Étoile Paris m 6 jms.svg Sentido Nation
- Kléber
Charles de Gaulle - Étoile

Charles de Gaulle - Étoile é uma estação das linhas 1, 2 e 6 do Metrô de Paris localizada na Praça Charles de Gaulle. Originalmente chamada Étoile, está localizada no limite dos , 16º e 17º arrondissements de Paris.

História[editar | editar código-fonte]

A estação Étoile foi inaugurada apenas em 01 de setembro de 1900 após a linha 1; pela primeira vez, os trens passavam sem parar.

Chegada de um trem MP 73 da linha 6 na estação (vídeo).

A estação Étoile é um sucessor distante da estação terminal do tramway Paris - Saint-Germain, que encerrou suas operações em 1935. Ela leva o seu nome da place de l'Etoile, como era então denominada.

Em 21 de fevereiro de 1970, logo após a abertura do RER, a estação, como o lugar, mudou de nome e agora é conhecido como Charles de Gaulle - Étoile em homenagem ao presidente francês, Charles de Gaulle.

Em 2012, 9 037 623 passageiros entraram nesta estação[1]. Ela viu entrar 9 067 635 passageiros em 2013, o que a coloca na 22ª posição das estações de metrô por sua frequência[2].

Serviços aos Passageiros[editar | editar código-fonte]

Acessos[editar | editar código-fonte]

A estação tem vários acessos[3]:

Plataformas[editar | editar código-fonte]

As plataformas da linha 1, em ligeira curva para o oeste, são de configuração padrão: duas em número, elas são separadas pelas vias do metrô e a abóbada é elíptica. A decoração é do estilo usado pela maioria das estações de metrô: as faixas de iluminação são brancas e arredondadas no estilo "Gaudin" da renovação do metro da década de 2000, e as telhas em cerâmica brancas biseladas recobrem os pés-direitos, a abóbada, os tímpanos e as saídas dos corredores. Os quadros publicitários são em cerâmicas brancas e o nome da estação é inscrito em caracteres fonte Parisine em painéis com retro-iluminação incorporados em grande parte em caixões de madeira. As plataformas são equipadas com assentos "Akiko" de cor bordô e portas de plataforma.

A estação da linha 2, em ligeira curva, também é de disposição clássica sob uma abóbada elíptica. Por outro lado, ao contrário da linha 1, ela manteve o seu estilo "Mouton-Duvernet" dos anos 1970 com pés-direitos e tímpanos recobertos com telhas em dois principais tons de laranja colocados verticalmente e alinhados, uma abóbada revestida e pintada em branco e faixas luminosas características deste estilo decorativo. Os quadros publicitários são metálicos e o nome da estação é escrito em fonte Parisine em placas esmaltadas. Os assentos "coque", características do estilo "Motte", são de cor vermelha.

O terminal da linha 6 forma um circuito sob a praça com uma estação contígua à da linha 1, constituída de uma plataforma estreita à esquerda do trem para o desembarque dos passageiros e outra mais larga à direita para o embarque, de acordo com a solução espanhola. Por causa desta restrição, é apenas um terminal "comercial" e os trens partem imediatamente depois para fazer uma parada prolongada ligada por regulação na estação Kléber, que desempenha o papel de terminal. Como a estação da linha 2, as plataformas são dispostas em estilo "Mouton" com telhas laranjas apresentando no entanto mais nuances, alinhadas vertical e horizontalmente nos pés-direitos e nos tímpanos, bem como uma abóbada elíptica pintada em branco e uma faixa de iluminação típica desta decoração. Um segundo sistema de iluminação composto por tubos parcialmente ocultos ilumina as publicidades com estruturas de metal cinza, presentes apenas na plataforma de desembarque, e o nome da estação está em letras maiúsculas em placas esmaltadas. Como na linha 2, os assentos "Motte" são vermelhos, mas apenas dispostos na plataforma de embarque.

Intermodalidade[editar | editar código-fonte]

Ela é servida pelas linhas de ônibus 22, 30, 31, 52, 73, 92 e 341 da rede de ônibus RATP, além da linha de vocação turística OpenTour. Além disso, à noite, é servida pelas linhas N11, N24, N53, N151 e N153 do Noctilien. Finalmente, a estação é servida pela linha 1 da rede de ônibus Le Bus Direct para o Aeroporto de Paris-Orly e a linha 2 para o Aeroporto de Paris-Charles-de-Gaulle.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Roland Pozzo di Borgo, Les Champs-Élysées : trois siècles d'histoire

Referências

  1. Entradas anuais provenientes de fora da estação (via pública, correspondências de ônibus, rede SNCF, etc.), no site data.ratp.fr. Consultado em 19 de dezembro de 2013.
  2. Tráfego anual de entradas por estação (2013), no site data.ratp.fr, consultado em 31 de agosto de 2014.
  3. Charles de Gaulle - Étoile: Sorties, no site Sorties du Métro.fr consultado em 7 de outubro de 2018.

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Estação Charles de Gaulle - Étoile