Estação Ferroviária de Barcelos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Barcelos IPcomboio2.jpg
Estação de Barcelos, em 2016.
Inauguração 21 de Outubro de 1877
Linha(s) Linha do Minho (PK 50,289)
Coordenadas 41° 32′ 11,75″ N, 8° 36′ 32,94″ O
Concelho Barcelos
Serviços Ferroviários Logo CP 2.svgBSicon LSTR orange.svgRBSicon LSTR red.svgIR
Horários em tempo real
Serviços Ligação a autocarros Serviço de táxis Bilheteiras
Telefones públicos Sala de espera
Lavabos adaptados Lavabos Bar ou cafetaria Acesso para pessoas de mobilidade reduzida


Logos IP.png
BSicon CONTfa grey.svg
BSicon HST grey.svgSilva (Sentido Valença)
BSicon BHF grey.svgBarcelos
BSicon HST grey.svgMidões (Sentido Porto)
BSicon CONTf grey.svg

A Estação Ferroviária de Barcelos, originalmente denominada de Barcellos, é uma infra-estrutura da Linha do Minho, que serve a cidade de Barcelos, em Portugal.

Gare da estação, em 2016.

Caracterização[editar | editar código-fonte]

Situa-se na localidade de Barcelos, com acesso pelo Largo Marchal Gomes da Costa.[1]

Em 2010, apresentava três vias de circulação, tendo duas 555 m de comprimento, e a terceira, 498 m; as duas plataformas tinham ambas 40 cm de altura, e apresentavam 273 e 243 m de extensão.[2]

A estação de Barcelos é utilizada por serviços Regionais e Interregionais da empresa Comboios de Portugal.[3]

Aviso acerca da inauguração do lanço da Linha do Minho entre Midões e Barcelos, em 1877.

História[editar | editar código-fonte]

Inauguração e prolongamento até Darque[editar | editar código-fonte]

O troço entre Midões e Barcelos entrou ao serviço no dia 21 de Outubro de 1877.[4] Em 24 de Fevereiro de 1878, entrou ao serviço o troço seguinte da Linha do Minho, até à Estação de Darque.[4]

Ligação projectada a Esposende[editar | editar código-fonte]

Um projecto de lei de 10 de Agosto de 1897 autorizou o governo a abrir concursos públicos para várias ligações ferroviárias, incluindo um ramal da Linha do Minho, de Barcelos a Esposende.[5]

Fábrica de Moagem do Cávado, que estava ligada por um ramal à estação de Barcelos.

Século XX[editar | editar código-fonte]

Em 1913, a estação estava servida por carreiras de diligências até à vila de Barcelos, Esposende, Fão e Apúlia.[6]

No Diário do Governo n.º 223, II Série, de 25 de Setembro de 1951, foi aprovado o projecto da Companhia dos Caminhos de Ferro Portugueses para a ampliação do edifício de passageiros da estação de Barcelos.[7] Um diploma do Ministério das Obras Públicas de 3 de Julho de 1957 autorizou que a estação fosse reaberta ao serviço, após as obras de ampliação.[8]

No XI Concurso das Estações Floridas, organizado em 1952 pela Companhia dos Caminhos de Ferro Portugueses e pela Repartição de Turismo do Secretariado Nacional de Informação, a estação de Barcelos foi premiada com uma menção honrosa.[9] No XIX Concurso das Estações Floridas, realizado em 1961, a estação de Barcelos recebeu o segundo prémio.[10]

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre a estação de Barcelos

Referências

  1. «Barcelos». Comboios de Portugal. Consultado em 13 de Novembro de 2014 
  2. «Linhas de Circulação e Plataformas de Embarque». Directório da Rede 2011. Rede Ferroviária Nacional. 25 de Março de 2010. p. 67-89 
  3. «Comboios Regionais > Linha do Minho» (PDF). Comboios de Portugal. 24 de Junho de 2017. Consultado em 23 de Agosto de 2017 
  4. a b «Troços de linhas férreas portuguesas abertas à exploração desde 1856, e a sua extensão» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 69 (1652). 16 de Outubro de 1956. p. 528-530. Consultado em 20 de Novembro de 2013 
  5. «Há Quarenta Anos» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 50 (1204). 16 de Fevereiro de 1938. p. 86-100. Consultado em 15 de Novembro de 2013 
  6. «Serviço de Diligencias». Guia official dos caminhos de ferro de Portugal. 39 (168). Outubro de 1913. p. 152-155. Consultado em 10 de Março de 2018 
  7. «Parte Oficial» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 64 (1533). 1 de Novembro de 1951. p. 350-351. Consultado em 25 de Junho de 2015 
  8. «Parte Oficial» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 70 (1670). 16 de Julho de 1957. p. 266. Consultado em 15 de Novembro de 2013 
  9. «Ao XI Concurso das Estações Floridas apresentaram-se 78 estações» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 65 (1558). 16 de Novembro de 1952. p. 338. Consultado em 15 de Novembro de 2013 
  10. «XIX Concurso das Estações Floridas» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 74 (1763). 1 de Junho de 1961. p. 109. Consultado em 15 de Novembro de 2013 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]



Ícone de esboço Este artigo sobre uma estação, apeadeiro ou paragem ferroviária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.