Estação Ferroviária de Pinheiro da Bemposta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre a interface na Linha do Vouga. Se procura a estação na Linha do Leste, veja Estação Ferroviária de Bemposta. Se procura o antigo apeadeiro na Linha do Algarve, veja Apeadeiro de Pinheiro. Se procura a antiga estação na Linha do Sul, veja Estação Ferroviária de Pinheiro.
Pinheiro da Bemposta Logos IP.png
Inauguração 1 de Abril de 1909
Linha(s) Linha do Vouga
(Pk 43,638)
Coordenadas 40° 47′ N 8° 29′ W
Concelho Oliveira de Azeméis
Serviços Ferroviários Regional

A Estação Ferroviária de Pinheiro da Bemposta, originalmente conhecida como Bemposta, é uma interface da Linha do Vouga, que serve a localidade de Pinheiro da Bemposta, no Distrito de Aveiro, em Portugal.

Características e serviços[editar | editar código-fonte]

Localização[editar | editar código-fonte]

Esta gare tem acesso pela Rua de São Paio, junto à localidade de Pinheiro de Bemposta.[1]

Serviços[editar | editar código-fonte]

A estação de Pinheiro da Bemposta é servida por comboios regionais da transportadora Comboios de Portugal.[2]

Mapa da Rede do Vouga, onde se pode ver a localização da estação de Pinheiro da Bemposta.

História[editar | editar código-fonte]

Em 1894, o ante-projecto para o caminho de ferro do Valle do Vouga contemplava a construção de uma estação, denominada de Bemposta, que seria desde logo servida pela estrada real.[3]

Esta interface faz parte do troço entre Oliveira de Azeméis e Albergaria-a-Velha, que abriu à exploração em 1 de Abril de 1909.[4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Pinheiro da Bemposta - Linha do Vouga». Infraestruturas de Portugal. Consultado em 7 de Agosto de 2016. 
  2. «Comboios regionais - Linha do Vouga» (PDF). Comboios de Portugal. 31 de Agosto de 2014. Consultado em 2 de Abril de 2015. 
  3. «Há Quarenta Anos» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 46 (1113). 244 páginas. 1 de Maio de 1934. Consultado em 2 de Abril de 2015. 
  4. «Troços de linhas férreas portuguesas abertas à exploração desde 1856, e a sua extensão» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 69 (1652): 528-530. 16 de Outubro de 1956. Consultado em 2 de Abril de 2015. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]



Ícone de esboço Este artigo sobre uma estação, apeadeiro ou paragem ferroviária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.