Estação de São Carlos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Estação Ferroviária de São Carlos
Estação Cultura
Vista parcial da fachada da Estação
Uso atual Pro-memória
Administração Prefeitura de São Carlos
Linhas Tronco Jundiaí- Colômbia

Km 206,308 (1958)

Código SP-1208
Serviços Terminal rodoviário Táxi Estacionamento Biblioteca ou banca de livros
Informações históricas
Inauguração 1884 e 1912
Fechamento 15 de março de 2001 (como estação)
Localização
Coordenadas Gnome-globe.png Estação Cultura
Localização Praça Antonio Prado, s/nº, São Carlos, SP

Estação Ferroviária de São Carlos mais conhecida como Estação de São Carlos ou Estação da Fepasa ou ainda Estação Cultura, é a antiga estação de trem localizada na cidade de São Carlos estado de São Paulo. Aberta em 1884 e o prédio atual em 1908 e inaugurado em 1912.

Foi a primeira estação de trem do prolongamento da "The Rio Claro", que à Companhia Paulista de Estradas de Ferro derrubou, e fez uma nova estação que é o prédio atual.[1]

Histórico[editar | editar código-fonte]

A estação original foi inaugurada em 1884, foi construída pela "The Rio Claro" que pertencia ao Major Benedito Antonio da Silva e a família "Arruda Botelho" do Conde do Pinhal.

Quando a Companhia Paulista de Estradas de Ferro comprou da "The Rio Claro" em 1892, derrubou a Estação de São Carlos e construiu uma nova e enorme estação em 1908 que foi inaugurada em 1912, para poder receber o grande movimento com a construção de dois ramais; o ramal de Ribeirão Bonito de (São Carlos à Novo Horizonte) inaugurado em 1895 e desativado em 1969;[2] e o ramal de Água Vermelha de (São Carlos à Santa Eudóxia) inaugurado em 1893 e desativado em 1965,[3] que faziam "baldeações" na estação com a linha tronco.[4]

É a maior, e uma das mais importantes estações da Companhia Paulista de Estradas de Ferro juntamente com a Estação de Campinas, possuindo uma plataforma de embarque e desembarque de 250m de comprimento, sendo que 160m em área coberta com estrutura metálica.

Serviu como estação ferroviária até 15 de março de 2001, época em que partiu o último trem de passageiros com destino a Araraquara. Desde de julho de 2003, com a desativação completa da RFFSA, passou a abrigar um centro cultural, administrado pela prefeitura.

Hoje a linha tronco é usada para manobras e passagem de cargas da ALL.

Carga cultural[editar | editar código-fonte]

Vista da Estação e o Bonde em 1918

A estação é administrada e usada pela prefeitura, como "Fundação", arquivo de documentação geral do município, museu histórico e pedagógico

O edifício abriga a Fundação Pró-Memória de São Carlos, com o nome Estação Cultura (nome dado em 2001), com três unidades; Arquivo Histórico e Público de São Carlos, Patrimônio Histórico e Arquitetônico e Pesquisa e divulgação. E agora o projeto "Maria-fumaça", no qual; foi recuperada uma locomotica Baldwin 4-4-0, que está exposta no local e será colocada no projeto turístico do município.[5][6]

A estação e a fundação são abertos a visitação pública, e há encontros de antigos ferroviários, saudosistas, e jovens que gostam da estação e da ferrovia, assim como exposição de ferromodelismo.

Em 30 de agosto de 2008, houve o 12º Encontro de Ferromodelismo Frateschi. Estiveram presentes mais de duas mil pessoas no evento, entre aficionados pelo ferreomodelismo, curiosos e empresários do ramo de todo Brasil e América do Sul. Foram expostas 10 maquetes e cerca de 200 modelos inscritos para o concurso. Segundo a diretora-presidente da Fundação Pró-Memória de São Carlos Ana Lúcia Cerávolo, "a escolha de São Carlos para sediar o 12° Encontro de Ferromodelismo Frateschi foi uma feliz coincidência, já que este ano comemoramos o centenário da reforma da estação de São Carlos (1908-2008)".

Novamente São Carlos foi escolhida para sediar o 13º Encontro de Ferromodelismo Frateschi, que se realizou no dia 22 de agosto de 2009, das 09h00 às 16h00, considerado "o maior evento do gênero" na América Latina.

Benedito Calixto na Terra do Pinhal[editar | editar código-fonte]

Benedito Calixto na Terra do Pinhal, é uma exposição permanente, que está aberta ao público em geral, no Museu da "Estação Cultura" na cidade de São Carlos.

A exposição conta com amplo panorama da vida e obra do célebre pintor brasileiro, e oito afrescos, trabalhos originais realizados por ele para o antigo "Palácio Episcopal de São Carlos", e que hoje pertencem ao acervo da municipalidade sãocarlense.[7]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma estação, apeadeiro ou paragem ferroviária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.