Saltar para o conteúdo

Estação Ferroviária de Santa Eulália

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Santa Eulália
Identificação: 57307 SEU (Sta.Eulália)[1]
Denominação: Estação de Santa Eulália
Administração: Infraestruturas de Portugal (até 2020: centro;[2] após 2020: sul)[3]
Classificação: E (estação)[1]
Linha(s): Linha do Leste (PK 245+616)
Altitude: 265 m (a.n.m)
Coordenadas: 39°0′55.404″N × 7°15′23.904″W

(=+39.01539;−7.25664)

Mapa

(mais mapas: 39° 00′ 55,404″ N, 7° 15′ 23,904″ O; IGeoE)
Município: border link=ElvasElvas
Serviços: sem serviços
Inauguração: [quando?]
Encerramento: 6 de maio de 2012 (há 12 anos)
Website:
Horários de 1873 para o troço da Linha do Leste entre o Entroncamento e Badajoz.
 Nota: Se procura o interface ferroviário na mesma localidade, veja Apeadeiro de Santa Eulália-A. Se procura o interface ferroviário em Barcelona, veja Estação Santa Eulàlia.

A Estação Ferroviária de Santa Eulália é uma gare encerrada da Linha do Leste, que servia a localidade de Santa Eulália, no Distrito de Portalegre, em Portugal.

Descrição[editar | editar código-fonte]

Localização e acessos[editar | editar código-fonte]

A estação tem acesso pela EN 246, a norte do perímetro urbano de Santa Eulália.[4] O edifício de passageiros situa-se do lado nascente da via (lado esquerdo do sentido ascendente, para Badajoz).[5][6]

Caraterização física[editar | editar código-fonte]

Em Janeiro de 2011, contava com duas vias de circulação, ambas com 370 m de comprimento, e duas plataformas, que tinham 25 e 30 cm de altura, e ambas 101 m de extensão.[7]

História[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Linha do Leste § História

Esta interface situa-se no tramo entre Crato e Elvas da Linha do Leste, que abriu à exploração no dia 4 de Julho de 1863, pela Companhia Real dos Caminhos de Ferro Portugueses.[8]

No dia 1 de Janeiro de 2012, a C.P. suspendeu os serviços regionais entre Entroncamento e Elvas,[9] e em Maio do mesmo ano Santa Eulália (junto com Bemposta e Crato) foi removida formalmente, pela entidade reguladora, da rede em exploração.[10]

A partir de 29 de Agosto de 2017, o serviço ferroviário de passageiros entre Entroncamento e Badajoz foi retomado; contudo, os comboios não param nesta estação, servindo apenas o Apeadeiro de Santa Eulália-A.[11]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b (I.E.T. 50/56) 56.º Aditamento à Instrução de Exploração Técnica N.º 50 : Rede Ferroviária Nacional. IMTT, 2011.10.20
  2. Diretório da Rede 2021. IP: 2019.12.09
  3. Diretório da Rede 2025. I.P.: 2023.11.29
  4. «Santa Eulália - Linha do Leste». Infraestruturas de Portugal. Consultado em 11 de Junho de 2016 
  5. (anónimo): Mapa 20 : Diagrama das Linhas Férreas Portuguesas com as estações (Edição de 1985), CP: Departamento de Transportes: Serviço de Estudos: Sala de Desenho / Fergráfica — Artes Gráficas L.da: Lisboa, 1985
  6. Diagrama das Linhas Férreas Portuguesas com as estações (Edição de 1988), C.P.: Direcção de Transportes: Serviço de Regulamentação e Segurança, 1988
  7. «Linhas de Circulação e Plataformas de Embarque». Directório da Rede 2012. Rede Ferroviária Nacional. 6 de Janeiro de 2011. p. 71-85 
  8. TORRES, Carlos Manitto (1 de Janeiro de 1958). «A evolução das linhas portuguesas e o seu significado ferroviário» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. Ano 70 (1681). p. 9-12. Consultado em 19 de Setembro de 2013 
  9. «R. da Fig. Foz e Linha do Leste - Supressão Serviço 01/01/12». Comboios de Portugal. Consultado em 18 de Dezembro de 2011 [ligação inativa] 
  10. 61.º Aditamento à Instrução de Exploração Técnica N.º 50. IMTT, 2012.05.06. («Distribuída pelo 61.º aditamento»)
  11. Comboios Regionais : Linha do Leste : Entroncamento ⇄ Badajoz («horário em vigor desde 2022.12.11»)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma estação, apeadeiro ou paragem ferroviária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.