Estação Gare de Lyon (Metrô de Paris)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Gare de Lyon
Uso atual Estação de metropolitano
Administração RATP Metrô de Paris
Linhas Linhas 1 e 14
Código GDL
Tipo de estação Subterrânea
Plataformas 3
Informações históricas
Inauguração 19 de julho de 1900
Localização
Localização 20 bis, 25, 27, 28, boulevard Diderot
167, 175, 191, 201, 203, rue de Bercy
Gare de Lyon 20º arrondissement de Paris
Próxima estação
Sentido La Défense Paris m 1 jms.svg Sentido Château de Vincennes
Bastille Reuilly - Diderot
Gare de Lyon
Sentido Saint-Lazare Paris m 14 jms.svg Sentido Olympiades
Châtelet Bercy
Gare de Lyon

Gare de Lyon é uma estação das linhas 1 e 14 do Metrô de Paris, localizada no 12.º arrondissement de Paris e servindo especialmente a estação das linhas regionais, suburbanas e RER da Gare de Lyon.

História[editar | editar código-fonte]

Linha 1[editar | editar código-fonte]

A estação da linha 1. No canto inferior direito, atrás dos vidros, a via de conexão da linha 5.
O jardim exótico da estação (linha 14).
Saída adicional no meio da plataforma da linha 14, aberta em 16 de dezembro de 2011.

A estação da linha 1 foi uma das oito estações originais abertas como parte da primeira seção da linha 1 entre Porte de Vincennes e Porte Maillot em 19 de julho de 1900. Foi construída com um comprimento de 100 metros, em vez dos 75 metros de comprimento usada para as estações da linha antes da sua extensão durante a reconstrução da linha para operação de pneus de borracha. A estação foi construída no método Cut and cover e é coberta por um de 23,90 metros de largura de cobertura de metal, que apoia as ruas acima.[1] Ela tinha originalmente quatro vias flanqueando duas plataformas de seis metros de largura, a fim de acomodar a proposta da linha circular (então chamada Linhas 2 e 6), embora isto nunca foi completado. Em 1 de agosto de 1906, o terminal norte da Linha 5 foi temporariamente localizado nas plataformas de reposição, o que requeria uma reversão em Quai de la Rapée. Em 17 de dezembro de 1906 a Linha 5 foi estendida para Jacques Bonsergent e a seção entre Quai de la Rapée e Gare de Lyon foi fechada. A rota da linha foi fechada e as peças das plataformas na Gare de Lyon foram usadas como parte de uma via de bitola de 60 cm (24 pol), conhecida como as Voie des Finances, operadas pelo Ministério das Finanças para mover a rede entre 1937-1957.

As plataformas da Linha 1 foram levantadas durante o fim de semana de 18 e 19 de julho de 2009 como parte da automação da Linha 1.

Ela é a terceira estação mais movimentada da rede com 30 910 000 passageiros que entram, em 2004, constituídos de 15,78 na linha 1 e 15, 13 na linha 14.

Linha 14[editar | editar código-fonte]

A estação da Linha 14 foi inaugurada em 15 de outubro de 1998. Ela está situada ao sul da Gare de Lyon na rue de Bercy, perto das estações das linhas do RER A e D. Ela tem duas linhas de cada lado de uma grande plataforma central. Entre a via leste de Olympiades e a sede da RATP há um jardim exótico.

O Conselho de Administração do Sindicato dos Transportes da Île-de-France decidiu, em 27 de Maio de 2009, de fornecer financiamento em 2010 para um terceiro acesso no meio da plataforma para facilitar a circulação no interior da estação ocupada e relativamente estreita. Este novo acesso irá se juntar à ponte existente sobre os trilhos, que atualmente fornece acesso ao RER, mas não é usado para acesso à Linha 14. Isso separaria o fluxo de passageiros chegando e partindo.

Frequência[editar | editar código-fonte]

Serviços aos Passageiros[editar | editar código-fonte]

Acessos[editar | editar código-fonte]

A estação possui doze acessos:

  • Acesso 1: Boulevard Diderot: escada que leva ao 26 bis, boulevard Diderot;
  • Acesso 2: « Ministère de l'Économie et des Finances »;
  • Acesso 3: « Rue Michel Chasles »;
  • Acesso 4: « Cour de Chalon »;
  • Acesso 6: « Tour de l'Horloge »;
  • Acesso 7: « Rue de Bercy »: permite uma conexão a pé com a Gare de Bercy;
  • Acesso 9: « Place Henri-Frenay »;
  • Acesso 10: « Rue Legraverend »: escada que leva em frente ao 25, boulevard Diderot;
  • Acesso 11: « Rue de Châlon »;
  • Acesso 12: « Rue Villiot »;
  • Acesso 13: « Rue Van Gogh »: 1 escada rolante ascendente que leva ao 203, rue de Bercy, e 1 descendente, saindo em frente ao nº 205. Esse acesso permite uma correspondência a pé com a Gare d'Austerlitz;
  • Acesso 15: « Maison de la RATP »: escada que leva ao 167, rue de Bercy.

Plataformas[editar | editar código-fonte]

  • Linha 1: duas plataformas laterais enquadrando duas vias + via de ligação com a linha 5 (atrás de uma janela de vidro na parte inferior da plataforma na direção Château de Vincennes).
  • Linha 14: uma plataforma central enquadrada por duas vias.

Intermodalidade[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Tricoire (1999). Le métro de Paris – 1899 – 1911 : images de la construction (The Paris Metro 1899–1911: images of the construction) (em French). Paris: éditions Paris Musées. ISBN 2-87900-481-0  Parâmetro desconhecido |primeir= ignorado (ajuda)

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Estação Gare de Lyon (Metrô de Paris)