Estação Jacarezinho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Headersupervia.svg
Jacarezinho
Estação Jacarezinho, em 2010
Informações
Jacarezinho está localizado em: Baixada Fluminense e parte da cidade do Rio de Janeiro
Jacarezinho
Localização da Estação Jacarezinho
Coordenadas 22° 53' 1.87" S 43° 15' 18.22" O
Administração Logo da SuperVia.svg SuperVia
Uso Atual Estação de trens metropolitanos
Código RJ-1300
Linha Linha Belford Roxo
Estrutura Superfície
Plataformas 2
Outras Informações
Inauguração 1 de novembro de 1895 (123 anos)
Nome antigo Vieira Fazenda
Próxima Estação
Sentido Centro
Sv-vorangelinecontshort.svg Sv-vpurplelinecontshort.svg
Sv-vorangeinterleft.svg Sv-vpurpleinterright.svg Triagem
Sv-vorangelinecontshort.svg Sv-vpurplestationdis.svg Heredia de Sá (desativado)
Sv-vpurplestation.svg Jacarezinho
Sv-vpurplestationdis.svg Maria da Graça (desativado)
Sv-vpurplestation.svg Del Castilho
Sv-vpurplelinecontshort.svg
Sentido Belford Roxo

Jacarezinho é uma estação de trem do Rio de Janeiro, localizada no bairro de mesmo nome.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Vieira Fazenda foi aberta como apeadeiro da Estrada de Ferro Melhoramentos em 1 de novembro de 1895.[2] Em 15 de fevereiro de 1908 o apeadeiro foi elevado à estação.[3]

Em 1922 serviu também como estação da E. F. Rio do Ouro, encampada no final dos anos de 1920 pela E. F. Central do Brasil, cuja linha operou até meados da década de 1970 quando foi desativada para e parte de seu leito foi utilziadap ara a implantação da Linha 2 do Metrô do Rio de Janeiro.[4]

Com a implantação de uma fábrica de lâmpadas e materiais elétricos da General Electric em Maria da Graça, nos arredores da estação Vieira Fazenda em 1919, a estação passa a receber operários da fábrica. Muitos deles resolvem se instalar nos arredores da fábrica que, sem vila operária, assiste a implantação de uma grande favela ao seu redor. Apesar do fechamento da fábrica em 1982, esse aglomerado urbano chamado de Jacarezinho (em virtude de ser situado numa pequena parte do bairro do Jacaré) continuou crescendo até obter o status oficial de bairro em 1992, desmembrando-se do bairro do Jacaré.[5][1]

A estação Vieira Fazenda se tornou o centro do bairro, concentrando atividades comerciais informais no seu entorno e até mesmo dentro de suas instalações (com ambulantes pleiteando-sem sucesso- uma autorização legal para atuação dentro da estação em 1971[6])

Em 1998, após a concessionária SuperVia assumir os trens de subúrbio do Rio de Janeiro, a estação Vieira Fazenda foi rebatizada Jacarezinho.[1]

Com o tempo, o crime organizado instalou-se no bairro de Jacarezinho (que concentra uma das maiores favelas do Rio de Janeiro) e passou a interferir no funcionamento da estação, ora liberando à força as catracas da estação ora fechando a estação. Apesar dos esforços das autoridades (que incluíram a instalação de uma Unidade de Polícia Pacificadora no bairro), o funcionamento da estação continua instável e irregular, com reflexos em todo do Ramal Belford Roxo.[7][8][9]

Projeto[editar | editar código-fonte]

Em 2001, a SuperVia e o governo do estado do Rio de Janeiro apresentaram um projeto de reconstrução da estação Jacarezinho, que contaria com elevadores, escadas rolante,s cobertura das plataformas, novas salas técnicas, bilheterias, entre outras instalações, previstas para serem concluídas em meados de 2004. Apesar do projeto ter sido desenvolvido, a obra nunca saiu do papel. Em 2015, o govenro do Rio afirmou que o projeto só poderá sair como parte de um amplo projeto de reurbanização da favela de Jacarezinho[10]

Referências

  1. a b c «Jacarezinho». SuperVia. Consultado em 11 de junho de 2019 
  2. «Melhoramentos no Brasil:Inauguração da linha do subúrbio». Gazeta de Notícias, Ano XXI, edição 306, Página 1, Coluna 3/republicado pela Biblioteca Nacional-Hemeroteca Digital Brasileira. 2 de novembro de 1898. Consultado em 10 de junho de 2019 
  3. Guia Geral das Estradas de Ferro (1960). «EFCB - Estrada de Ferro Central do Brasil-Linha Auxiliar (Bitola mista)». Centro Oeste 
  4. Ralph Mennucci Giesbrecht. «E. F. Rio de Ouro». Estações ferroviárias do Brasil. Consultado em 11 de junho de 2019 
  5. Andre Decourt (30 de março de 2011). «Maria da Graça, Fábrica da GE, déc. de 20». Foi um Rio que passou... Consultado em 11 de junho de 2019 
  6. «Coluna Cinco-Ambulantes». Correio da Manhã, Ano XXX,edição 23956, página 5/republicado pela Biblioteca Nacional-Hemeroteca Digital Brasileira. 20 de maio de 1971. Consultado em 11 de junho de 2019 
  7. Ana Carolina Torres e Fabiano Rocha (7 de abril de 2016). «Tiroteio no Jacarezinho tem mortos, para trens e suspende aulas». Jornal Extra. Consultado em 11 de junho de 2019 
  8. Douglas Corrêa (22 de abril de 2016). «Violência no Rio impede que trens passem pela estação do Jacarezinho». Agência Brasil. Consultado em 11 de junho de 2019 
  9. «Criminosos ordenam fechamento de bilheterias da estação Jacarezinho, diz Supervia». G1 Rio. 16 de agosto de 2017. Consultado em 11 de junho de 2019 
  10. Marcos Nunes (29 de novembro de 2015). «Série " o trem atrasou": Obra do Jacarezinho que não saiu do papel previa até elevador». Jornal Extra. Consultado em 11 de junho de 2019 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Estação Jacarezinho