Estação Manguinhos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Headersupervia.svg
Manguinhos
A Estação Mangunhos em 2012.
Informações
Manguinhos está localizado em: Baixada Fluminense e parte da cidade do Rio de Janeiro
Manguinhos
Localização da Estação Manguinhos
Endereço Rua Leopoldo Bulhões,S/N
Manguinhos - Rio de Janeiro, RJ
Coordenadas 22° 52' 46.65" S 43° 15' 3.26" O
Administração Logo da SuperVia.svg SuperVia
Uso Atual Estação de trens metropolitanos
Código RJ-3691
Sigla MGS
Linha Linha Saracuruna
Estrutura Elevado
Níveis 1
Plataformas 1
Serviços Terminal rodoviário Caixa Eletrônico
Outras Informações
Inauguração 23 de outubro de 1886 (131 anos)
Inauguração da atual edificação 24 de junho de 2012 (5 anos)
Nome antigo Amorim e Carlos Chagas.
Movimento
Passageiros (2010) 1,277 Aumento51%
Próxima Estação
Sentido Centro
Sv-vorangelinecontshort.svg
Sv-vorangestation.svg Triagem
Sv-vorangestation.svg Manguinhos
Sv-vlightorangeinterincl.svg Sv-vorangeinterstationcable.svg Bonsucesso
Sv-vlightorangelinecontshort.svg Sv-vorangelinecontshort.svg
Sentido Saracuruna

Manguinhos é uma estação ferroviária metropolitana do Rio de Janeiro. Está localizada no bairro de mesmo nome. Seu grande diferencial é o fato de ser a única estação suspensa dos trens da SuperVia.

História[editar | editar código-fonte]

A estação foi inaugurada em 1886 na Estrada de Ferro do Norte, recebendo inicialmente o nome de Amorim, e, mais tarde, Carlos Chagas.[1] Em 1956, a via férrea próxima à Estação Carlos Chagas sofreu uma sabotagem, que provocaria um sério descarrilamento, e só foi evitado graças a uma denúncia.[1]

Em 1960, já apresentava a denominação atual.[1]

Com o tempo, devido ao próprio processo de favelização do bairro de Manguinhos, a estação tornou-se degradada, com usuários de crack circulando na área de seu entorno.[2]

A partir de 2008, foram feitas obras do Programa de Aceleração do Crescimento para levantar a via férrea ao longo do bairro de Manguinhos, tornando a estação suspensa.[3] A nova estação foi concluída no segundo semestre de 2012. Em seu entorno, foi inaugurada uma área de lazer de 28 mil metros quadrados.[4] O principal objetivo da obra foi realizar a integração da comunidade, que antes encontrava na via férrea uma barreira física, que dificultava o trânsito de pessoas entre um lado e outro.[5]


Plataformas[editar | editar código-fonte]

Plataforma 1A: Sentidos Gramacho
Plataforma 1B: Sentido Central do Brasil

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Estação Manguinhos

Referências

  1. a b c Ralph Mennucci Giesbrecht (8 de outubro de 2017). «Manguinhos». Consultado em 5 de novembro de 2017 
  2. Extra (13 de outubro de 2012). «Cracolândia em Manguinhos resiste à presença das forças de segurança». Consultado em 5 de novembro de 2017 
  3. Marina Pita. «Elevação de ferrovia integra comunidade». Consultado em 5 de novembro de 2017. Cópia arquivada em 5 de novembro de 2017 
  4. Governo do Estado do Rio de Janeiro. «Investimentos de R$ 567 milhões mudam Manguinhos». Consultado em 5 de novembro de 2017. Cópia arquivada em 5 de novembro de 2017 }}
  5. Jornal do Brasil (24 de junho de 2012). «Governo do Rio inaugura estação ferroviária em Manguinhos». Consultado em 5 de novembro de 2017 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Adenilson M. Sousa; Hélio Suevo: A formação das estradas de ferro no Rio de Janeiro, 2004;
  • Max Vasconcellos: Vias Brasileiras de Communicação, 1928;