Estação Paulista

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
ViaQuatro Logo Mono.png Paulista
Acesso do lado par da Rua da Consolação.
Uso atual Estação de Metrô Estação de Metrô
Administração ViaQuatro logo.png ViaQuatro
Linha 4yellow.png Amarela
Código PTA
Posição Subterrânea
Plataformas Laterais
Capacidade Para até 150 mil passageiros/hora
Serviços Acesso à deficiente físico Escada rolante Elevador Banheiro Venda de Bilhetes
Conexões 2green.png Consolação
Estação de Metrô Terminal rodoviário
Informações históricas
Inauguração 25 de maio de 2010 (7 anos)
Localização
Localização Gnome-globe.png Estação Paulista
Endereço Rua da Consolação, 2406, Consolação
Município Bandeira da cidade de São Paulo.svg São Paulo
País  Brasil
Próxima estação
Sentido Luz 4yellow.png Sentido Butantã
Higienópolis-Mackenzie Oscar Freire
Paulista

A Estação Paulista é uma estação de metrô da linha 4-Amarela operada pela ViaQuatro, e está localizada no distrito da Consolação. Possui integração gratuita com a Estação Consolação, da linha 2-Verde, operada pelo Metrô de São Paulo.

Informações gerais[editar | editar código-fonte]

Acessos[editar | editar código-fonte]

Pela Estação Paulista:

  • Entrada principal na Rua da Consolação (lado ímpar), próximo ao cruzamento da Avenida Paulista.
  • Entrada na Rua da Consolação (lado par), atrás da Avenida Angélica.

Pela Estação Consolação:

  • Acessos nos dois lados da Avenida Paulista, próximos à Rua Haddock Lobo.
  • Acessos nos dois lados da Avenida Paulista, na esquina com a Rua Augusta.

Histórico[editar | editar código-fonte]

A previsão inicial de conclusão das obras das estações da primeira fase, que inclui a estação Paulista, era para 2008.[1] A estação Paulista fica quatro metros abaixo do túnel da Linha 2-Verde.[2] A escavação da passagem entre as duas estações do complexo, trinta metros abaixo da Avenida Paulista, causava calor aos operários.[2]

Esta estação inicialmente estava prevista para entrar em operação comercial no mês de março de 2010,[3] mas acabou adiada para o dia 25 de maio de 2010,, data que marcou o início da operação na linha, entre as estações Paulista e Faria Lima.[4] O atraso foi causado pelos testes dos trens.[4] Com o início da cobrança de tarifa em 21 de junho de 2010 iniciou-se a integração com a estação Consolação via esteira rolante.

Características[editar | editar código-fonte]

Interior da estação

Estação enterrada com plataformas laterais e salas de apoio acima do nível da superfície, com estruturas em concreto aparente e passarela de distribuição em estrutura metálica, fixada com tirantes sobre a plataforma. Possui acesso para pessoas portadoras de deficiência e integração com a estação Consolação, da Linha 2-Verde. Sua capacidade é de 150 mil passageiros por hora (dado referente ao conjunto das estações Consolação e Paulista).

A ligação de trezentos metros entre as estações Paulista e Consolação conta com esteiras rolantes, as primeiras do metrô de São Paulo.[5] São seis esteiras de 45 metros de comprimento e 1,1 metro de largura cada, dispostas duas a duas, fabricadas pela ThyssenKrupp, com economia de energia quando não houver pedestres sobre elas e sem correntes no sistema de tração, o que faz dispensar lubrificação adicional.[5] A capacidade de todas as esteiras em conjunto é de 20 mil passageiros por hora.[5]

A estação conta com dez agentes de atendimento e manutenção do consórcio ViaQuatro e dez de atendimento e segurança, e na fase inicial conta com ambulâncias de prontidão.[6]

Informações da linha[editar | editar código-fonte]

Linha Terminais Estações Principais destinos Duração das viagens (min) Intervalo entre trens (min) Funcionamento
4
Amarela
LuzButantã 8 Sé, Bom Retiro, República, Higienópolis, Consolação, Pinheiros, Butantã 10 2 Diariamente, das 4h40 à 0 hora. Aos sábados, das 4h40 até a 1 hora do domingo.
Precedido por
Higienópolis-Mackenzie
Linha 4 do Metrô de São Paulo
Paulista
Sucedido por
Oscar Freire

Pontos de interesse[editar | editar código-fonte]

  • Estádio do Pacaembu
  • Livraria Cultura
  • Teatro Augusta

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Bruno Ribeiro (13 de março de 2009). «Abertura da Linha 4 corre risco de atraso». Jornal da Tarde (14 446). São Paulo: S.A. O Estado de S. Paulo. pp. 10A. ISSN 1516-294X. Consultado em 13 de março de 2010. 
  2. a b «Por dentro da Linha 4». Jornal da Tarde. São Paulo. 22 de fevereiro de 2009. pp. 3A. Consultado em 6 de março de 2010. 
  3. «A primeira viagem». Folha de S. Paulo. São Paulo. 25 de janeiro de 2010. pp. 12, caderno São Paulo 456 
  4. a b «Estações Paulista/Faria Lima abrem na 3.ª». Folha de S. Paulo (29 635). São Paulo. 23 de maio de 2010. pp. C7 
  5. a b c Mariana Lenharo (4 de maio de 2010). «Linha 4 terá esteiras rolantes». Jornal da Tarde (14 498). São Paulo: S.A. O Estado de S. Paulo. pp. 6A. ISSN 1516-294X. Consultado em 8 de maio de 2010. 
  6. «Passageiros terão mais canais de reclamação». Jornal da Tarde (14 519). São Paulo: S.A. O Estado de S. Paulo. 25 de maio de 2010. pp. 3A. ISSN 1516-294X. Consultado em 25 de maio de 2010. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]