Estação Saens Peña

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre a estação do Metrô do Rio de Janeiro. Para a estação do Metro de Buenos Aires, veja Estação Sáenz Peña.
Saens Peña
Um dos acessos à estação.
Uso atual Estação de Metrô Estação de Metrô
Administração Metrorioicon.png Metrô Rio
Linha Icon 1 (set orange).png Linha 1
Sigla SPN
Posição Subterrânea
Plataformas 2 (Centrais)
Movimento em 2017 8,369 milhões de passageiros[1]
Serviços Escada rolante
Conexões Terminal rodoviário
Informações históricas
Inauguração 27 de maio de 1982 (36 anos)
Localização
Saens Peña está localizado em: Rio de Janeiro (cidade)
Saens Peña
Localização da Estação Saens Peña
22° 55' 26" S 43° 13' 55" O
Endereço Praça Saens Peña
Município Bandeira da cidade do Rio de Janeiro.svg Rio de Janeiro - RJ
País  Brasil
Próxima estação
Sentido Uruguai Icon 1 (set orange).png Sentido General Osório
Uruguai São Francisco Xavier
Saens Peña

Saens Peña é uma estação da Linha 1 do metrô do Rio de Janeiro. Situada nos arredores da Praça Sáenz Peña, coração de um dos polos comerciais da Tijuca, foi inaugurada em maio de 1982.[2] A estação é a mais movimentada do bairro, tendo transportado mais de 8 milhões de passageiros em 2017.[1]

Partindo dela, é possível realizar a Integração Expressa por meio das linhas de ônibus 603 (Saens Peña / Usina via Rua São Miguel) e 608 (Saens Peña / Grajaú). Essa integração, feita por meio de um cartão RioCard, permite ao usuário pagar uma tarifa reduzida.[3]

História[editar | editar código-fonte]

As obras da estação começaram em 1976, e estavam previstas para terminar em 30 meses.[4] No entanto, sua inauguração ocorreu apenas no dia 27 de maio de 1982, juntamente com a das estações São Francisco Xavier e Afonso Pena. A estação contou com um movimento de 15 mil pessoas no dia da inauguração, quando funcionou por apenas oito horas, e de cerca de 40 mil no dia seguinte, primeiro de funcionamento normal.[5][6]

A estação foi a Terminal Norte da Linha 1 de sua inauguração até a da estação Uruguai, atual terminal da linha, em 15 de março de 2014.[7]

Instalações[editar | editar código-fonte]

Estão presentes na estação algumas lojas de comércio varejista e de alimentação, além de um caixa eletrônico e máquinas para a recarga do cartão pré-pago do MetrôRio. A estação também possui dois elevadores visando a acessibilidade para pessoas com deficiência. Um liga a superfície ao mezanino e localiza-se próximo ao Acesso A. O outro, que conecta o mezanino à plataforma, próximo ao Acesso B.[2]

Acessos[editar | editar código-fonte]

Um total de seis acessos permite a entrada na estação[2].

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Passageiros transportados no Metrô, segundo as estações e linhas no Município do Rio de Janeiro entre 1995-2017» (xls). Prefeitura do Rio de Janeiro. Consultado em 12 de janeiro de 2019 
  2. a b c «Saens Peña». MetrôRio. Consultado em 12 de janeiro de 2019 
  3. «Integração Expressa». MetrôRio. Consultado em 13 de janeiro de 2019 
  4. «Lojistas da Tijuca estudam ação contra o metrô por 3 anos e meio de prejuízos». Jornal do Brasil: 5. 18 de janeiro de 1980 
  5. Braga, Ronaldo; Thys, Bruno (29 de maio de 1982). «Tijucanos aderem em massa ao metrô e ônibus rodam vazios». Jornal do Brasil: 5 
  6. Braga, Ronaldo (1º de junho de 1982). «Passagem do metrô aumenta hoje 20% e passa hoje a Cr$30». Jornal do Brasil: 7 
  7. Natália Gonçalves Da Silva Pereira; Marcel Augusto De Couto Albuquerque; Otto Marotte. «DESAFIOS DA ESTAÇÃO URUGUAI: "IMPLEMENTAÇÃO DE SISTEMA DE VENTILAÇÃO EM UM TÚNEL EXISTENTE, VISANDO GARANTIA DA SEGURANÇA, CONFORTO TÉRMICO E EXTRAÇÃO DE FUMAÇA». AEAMESP. Consultado em 12 de janeiro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Estação Saens Peña