Estaleiro Atlântico Sul

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Estaleiro Atlântico Sul
O navio-petroleiro João Cândido em seu lançamento
O navio-petroleiro Dragão do Mar

O Estaleiro Atlântico Sul (EAS) é um estaleiro brasileiro localizado no município de Ipojuca, no estado de Pernambuco.[1] Em 2019 o estaleiro encerrou as suas atividades no Complexo Industrial Portuário de Suape.[2]

Características[editar | editar código-fonte]

O dique seco é a principal estrutura do estaleiro com 400 metros de extensão, 73 metros de boca e 12 metros de profundidade, o que possibilita a produção de embarcações com até 500 mil toneladas.[3]

Em setembro de 2009 aconteceu a cerimônia de batimento de quilha do primeiro navio petroleiro do tipo Suezmax produzido pelo estaleiro para o Programa de Modernização e Expansão da Frota (Promef 1) da Transpetro.[4]

Recebeu a encomenda dez navios Suezmax contratados em 2007, além de oito do tipo Aframax e outros 3 Suezmax, totalizando 22 dos 49 petroleiros previstos no Promef. Também a construção de seis navios-sonda também para a Transpetro. O Atlântico Sul também construiu o casco da plataforma de petróleo P-55 e P-62 para a Petrobrás..[4]

Navios construídos[editar | editar código-fonte]

Lista a completar

Referências

  1. BNDES. «BNDES aprova financiamento de 513 milhões de reais para a construção do Estaleiro Atlântico Sul, em PE». Consultado em 13 de novembro de 2007. Arquivado do original em 24 de novembro de 2007 
  2. Juliana Albuquerque (15 de agosto de 2019). «Estaleiro Atlântico Sul encerra as atividades em Pernambuco». Folha de Pernambuco. Consultado em 21 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 21 de agosto de 2020 
  3. «Principais estaleiros - Estaleiro Atlântico Sul». Portal Naval. Consultado em 21 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 21 de agosto de 2020 
  4. a b «Estaleiro Atlântico Sul concentra 22 de 49 navios petroleiros». Agência Petrobras. Consultado em 21 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 21 de agosto de 2020 
  5. a b «EAS entrega nesta segunda o navio Zumbi dos Palmares». PetroNotícias. 20 de maio de 2013. Consultado em 21 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 21 de agosto de 2020 
  6. Danilo Macedo (20 de maio de 2013). «Dilma batiza petroleiro em Pernambuco». Agênca Brasil. Consultado em 21 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 21 de agosto de 2020 
  7. «Navios da Transpetro construídos em Suape entram em operação». G1 PE. 7 de outubro de 2016. Consultado em 21 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 21 de agosto de 2020 
  8. «Estaleiro Atlântico Sul lança ao mar novo navio construído no Estado». JC. 22 de outubro de 2016. Consultado em 21 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 21 de agosto de 2020 
  9. Jéssica Lima (22 de abril de 2018). «EAS conclui primeiro navio Aframax construído no Brasil». Complexo Industrial Portuário de Suap. Consultado em 21 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 21 de agosto de 2020 
  10. «Transpetro coloca em operação mais um navio construído em Pernambuco». [Transpetro]]. 1 de abril de 2019. Consultado em 21 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 21 de agosto de 2020 
  11. «Navio é entregue por estaleiro Atlântico Sul e entra em operação». O Petróleo. 2 de abril de 2019. Consultado em 21 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 21 de agosto de 2020 
  12. a b «Navio é o penúltimo do programa de modernização e expansão da frota (Promef) da Transpetro, subsidiária da Petrobras». lick Petróleo & Gás. Consultado em 21 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 21 de agosto de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos navais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.